Hermes Fernandes: GARUPA O que é que está esperando?...

GARUPA

O que é que está esperando?
Sobe logo na minha garupa
Bora sair mundo afora...

Por que ficar protelando?
Aquilo com que se preocupa
Esquecido será na aurora

Quero apreciar a paisagem
Refletida em seus olhos castanhos
Ver o vento bagunçar seus cabelos

Quero testar sua coragem
Percorrendo caminhos estranhos
Provocar arrepio em seus pelos

Quero acender a fogueira
Cantar versos que eu mesmo compus
Ao som do velho violão

Vou te deixar bem faceira
Dançando à vontade a meia luz
Celebrando a nossa paixão

Quero deitar a relento
Contar cada estrela cadente
Imaginar outros mundos distantes

Quero viver o momento
Decidir pra onde ir, de repente
Viajantes errantes, amantes

Dispensar GPS ou mapa
Abrir trilhas em seu coração
Saciar-me direto da fonte

Da estrada do amor quem escapa?
Quantas milhas até a razão?
Não há placas que o norte aponte

Colher flores à beira da estrada
Mergulhar no primeiro riacho
Lambuzar-se com frutas do pé

Ver as cores de cada alvorada
Se me perco, em você eu me acho
E sem pressa, caminhamos a pé

Do Oiapoque ao Chuí
Do Pantanal ao Havaí
De Paris à Veneza
De Recife à Fortaleza
De Machu Picchu a Patagônia
Do sertão à Amazônia
Do Caribe às ilhas gregas
Dos Andes às Agulhas Negras

Ao final, o que importa
Não é o destino ou a jornada
Mas a companhia de quem
quer amar e ser amada

1 compartilhamento
Inserida por HermesFernandes