Poeta mineiro do cerrado - LUCIANO SPAGNOL: ECOS DA SAUDADE Oh! Ilusões acordadas...

ECOS DA SAUDADE Oh! Ilusões acordadas nas madrugadas Segregadas no meu poetar tão sagrado Que goteja as saudades de um passado Entornando na alma quimeras sonha... Frase de Poeta mineiro do cerrado - LUCIANO SPAGNOL.

ECOS DA SAUDADE

Oh! Ilusões acordadas nas madrugadas
Segregadas no meu poetar tão sagrado
Que goteja as saudades de um passado
Entornando na alma quimeras sonhadas

Oh! Lua pujante no tão árido cerrado
Dá-me tua companhia nas derrocadas
Das demências por mim vergastadas
Que redige insônia num tal desagrado

Longe está a luz que fulge as enseadas
Do mar, tão cotidiano, agora tão calado
E nas lembranças a ferro e fogo grifadas

Ah! Se meu fado não fosse condenado
Em tuas noites voltaria para as baladas
Num cometa de um fulgor apaixonado

Luciano Spagnol
Junho de 2016
Cerrado goiano

1 compartilhamento
Inserida por LucianoSpagnol