Alessandro Lo-Bianco: Não tem jeito. Quando perceber, é...

Não tem jeito. Quando perceber, é você, sozinho, apenas com você. Isso enquanto você achar que o amor acabou; ou, pelo menos, voltou a sair da rota, naquele momento. Mas há surpresas incríveis neste caminho. Por exemplo, procure os seus amigos. E você também pode chorar. Escute uma música para fazer isso; vai ajudar. E confortar também. São os momentos registrados na lembrança por meio da música. É a nossa trilha sonora. Depois, mergulhe num bom livro; pode ser, até mesmo, um bom livro de auto-ajuda. Mas o principal: comece a organizar uma viagem. E capriche na música que vai ser o pano de fundo desta escolha. Ela será o seu roteiro musicado pro resto da vida. E também irá virar uma lembrança. E quando estiver tudo certo, beba um chope, num barzinho, para comemorar. Se estiver sem companhia, poderá fazer isso sozinho. É uma comemoração sua. E lembre-se: um amor grande nunca se vai. Mesmo que distante e finito, fica na lembrança. Conviva com isso. É justamente o amor que sustenta o mundo diante de tantas coisas ruins. E a lembrança é a forma como carregamos o amor. A lembrança é a parte boa do amor que guardamos para nós; aquele amor que não se perdeu.

1 compartilhamento
Inserida por AlessandroLoBianco