Ângela Beatriz Sabbag: Meu amor, sou a planta e você a seiva...

Meu amor, sou a planta e você a seiva bruta. Despudoradamente contrariamos a Lei da Gravidade, porém creio que se seguirmos uma corrente será a da tensão-coesão...mas à medida que a seiva me falta, ela como a corrente que seguimos também se evapora de mim, mesmo eu lutando bravamente contra a evaporação. Preciso da minha liberdade tanto quanto preciso me sentir totalmente preenchida de você.

1 compartilhamento
Inserida por AngelaBeatrizSabbag