Nanda Ribeiro: Nas madrugadas tenho decorado todas as...

Nas madrugadas tenho decorado todas as tuas composições, todas as tuas linhas, moço. É para ti que meus pensamentos voam quando estou aqui, deitada em minha cama fazendo rimas ao pé da lua. Tua presença em meus pensamentos tem feito um caos aqui dentro. As borboletas no estômago não querem me deixar em paz. Mas como ter paz se a paz que eu procuro está em você? É uma confusão, sabe?! Mas mesmo assim, está tudo bem. Consigo lidar com isso. Tá bom viver. Tá bom ceder. Tá bom exteriorizar todos os meus pensamentos e confessar-lhe. Me sinto mais leve, mais liberta.
Perco a noção do tempo quando converso contigo, e quando me dou conta o que pareciam minutos foram na verdade horas.
Pensar em você me faz despertar. Despertar e aceitar que o destino a Deus pertence.
Só não entendo essa urgência em correr pros teus braços. O coração pulsa. Querendo ser Sua.
Eu tento desacelerar esse meu querer, mas vira e volta você sempre cutuca. Tira de mim a verdade nas minhas entrelinhas, nos “Meus pedaços” ou nas frases faladas e confessas, abertamente. Sem nenhum medo. Você tem esse poder sobre mim.
É tão confusa essa guerra, mas tão boa porque é nossa. Me entende?
E eu? Sinto-me fracassada pelas tentativas fail de tentar tirar de tua boca exatamente o que eu gostaria de ouvir. Isso me frustra. E só desperta mais e mais o desejo de tê-lo, de tê-lo para mim.
E eu, sua.
Para sempre, Sua.

1 compartilhamento
Inserida por nandaribeiro90