Guilherme Previati: O RADICALISMO Por muito tempo, pessoas...

O RADICALISMO

Por muito tempo, pessoas em diversos níveis sociais (principalmente nos mais baixos) sofreram com a falta de informação, as tais 'massa de manobra' foram manipuladas por uma mídia egoísta e unilateral.

'NO BRASIL' Com a ascensão tecnológica e posteriormente a maiores fontes de informação, vemos um movimento onde parte da população conheceu um novo lado, resultando na polarização. Com a necessidade de cada polo em defender suas opiniões criou-se a tão perturbadora radicalidade.

Levando se em conta que:
-Ignorância e radicalidade são estágios de vida.
-Uma pessoa pode viver diversos estágios de desenvolvimento em sua vida ou apenas um. O tempo de duração dos ciclos ainda são uma grande dúvida.
-O radicalismo é considerado um segundo estágio em uma escada da cadeia de desenvolvimento pessoal.
-A sabedoria plena é considerada o estágio mais elevado.

Podemos considerar o radicalismo melhor do que a ignorância?

Uma pergunta dificílima, principalmente se levarmos em conta o quão mais fácil é administrar a ignorância.

O momento é de muitas catástrofes originarias do radicalismo, discussões improdutivas e sem sentido, sejam eles culturais, políticos, intelectuais etc.
O grande dilema é: Como incitar boas práticas para uma discussão envolvendo pontos de vista diferentes?

Da mesma maneira em que não podemos combater violência com violência, o radicalismo precisa ser tratado com muita delicadeza. ACREDITO e SONHO que, se formos criativos, suarmos nossa camisa e não desistirmos, podemos vencer.

1 compartilhamento
Inserida por GuiPreviati