HUGO PIRES: "Ando devagar Porque já tive...

"Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais"

A todos que irão fazer o Exame de Ordem neste domingo, e a mim também (que preciso sempre me cuidar para que meus passos não sejam nunca depressa o bastante para serem desordenados), tenhamos em mente que não importa o resultado no final do dia, mas sim aquele resultado que já alcançamos nesses quase cinco anos de caminhada jurídica e, sobretudo, pelos próximos anos e décadas que temos a trilhar pelo Direito. Levemos o sorriso para a prova, e para depois dela também, porque a caminhada é longa e "há muitos que esperam que cheguemos para que possam seguir-nos".

"Hoje me sinto mais forte
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei
Ou nada sei"

Não sabemos tudo, jamais saberemos. Isso significa dizer que não somos obrigados a sermos aprovados em uma simples prova, porque na prova da vida já estamos disputando a melhor colocação em relação a nós mesmos. E para aqueles que acham que sabem tudo, eles nada sabem sobre vida, conhecimento, humildade, sabedoria e virtude. Decorar leis não engloba todas essas outras qualidades que somente o tempo pode nos proporcionar.

"Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou"

Compreendamos a marcha e sejamos críticos para perceber que o Exame da OAB não mede da melhor forma a nossa capacidade, de modo que há milhares de aprovados que se agarram apenas à sua memória fotográfica, decoradores de leis, mas memória fotográfica não tem som, não fala, não organiza as ideias. Ir tocando em frente implica na nossa responsabilidade de termos olhos para ver que a estrada é longa, e não se resume a uma prova, apenas. Há muita gente que irão precisar dos nossos serviços, há muitas vidas que dependerão de nós, por isso sejamos interpretes da lei, hermeneutas, e não meros leitores de códigos. Afinal, nós somos a estrada por onde passará a Justiça, bem assim as injustiças e agruras do mundo, a depender da nossa capacidade como JURISTAS.

Que venha a 1ª fase da OAB, mas, sobretudo, que venha o destino que planejamos no universo do Direito. A vida segue, independentemente do resultado de hoje. Ao infinito e além...

1 compartilhamento
Inserida por Hugopires