Guria da Poesia Gaúcha: HOMEM FRUTA, NÃO! Cara, me assuma ou...

HOMEM FRUTA, NÃO!

Cara, me assuma ou suma,
Fica de vez ou te afasta, já
Que se não me quiser como
Mulher, saiba que tem quem
Quer, então vai, chega, vaza,
Basta, pois ando farta do teu
Blablalá que a nada vai levar,
Cansei do teu velho lero-lero,
Até porque pensando bem se
Tu com esta idade ainda não
Sabe o que quer, eu sei muito
Bem o que quero e papo fiado,
Bem furado de homem enrolão?
Não! Não senhor, negativo, não
Comigo, pois não tolero vacilão,
Odeio homem vazio de coragem
E que vem com aquela conversa
Mole de covarde, que cedo chega
Sempre tão tarde, que de verdade,
Só enrola, mente e disfarça, mas o
Dia que cai sua máscara se vê que
É tão somente um homem-banana,
Molengão como o maduro mamão
E tão azedo como um verde limão!
Eeeeeeeeeca! Então não! Não me
Interessa, pois não presta, quando
Sei que é só um velho metido a guri,
E o pior, jura que tá agradando, que
É malandro, quando na real é só um
Abacaxi que não quero nem de graça,
Que mando embora, jogo fora na hora,
Afinal tão bronco, o tonto não conhece
Ou reconhece o valor do amor de uma
Mulher, e então, nem mesmo pagando,
Merece uma mulher qualquer, afinal é
Mole, duro para envolvimento e já está
Muito passado, molenga, podre demais
No sentimento pra poder ter futuro e dar
Fruto em qualquer tipo de relacionamento!
Guria da Gaúcha Poesia
À Flor da Pele

1 compartilhamento
Inserida por GuriaPoesia