Fernanda Arrivabene: Me desculpe a frieza. Mas eu mudei, e...

Me desculpe a frieza. Mas eu mudei, e juro que estou melhor assim. As coisas parecem que tomaram rumos diferentes agora. Será que eu realmente mudei? Sim, acho que essa seria a resposta mais coerente a esta pergunta. Eu já sofri, sorri, chorei, corri tanto atrás, e acabei descobrindo que foi tudo em vão. Eu cresci, eu amadureci, o que antes eu tratava como prioridade talvez hoje seja apenas uma opção. Reorganizei as pessoas no meu coração aonde elas deveriam exatamente estar e pode ter certeza que muitas eu deletei da minha vida. Eu não ligo. Não mais, eu não me importo, nenhum pouquinho, mudei por completo, mudei mesmo. Ah, e nem por isso precisei sair bebendo, e me caindo em baladas, eu só precisei pensar mais um pouco, em mim, nas pessoas, em todos. Eu vivia me contradizendo o porquê de ainda estar correndo atrás de coisas que não iriam acontecer, em hipótese alguma, foram só expectativas minhas sem pé nem cabeça, e eu realmente não ligo mais pra isso. Quem antes me magoava, hoje eu só sorrio pra elas. Me diz o porquê de se importar? Não tem motivo, pense bem, não tem. O que era interessante já parou de ser há tempos. Eu mudei, e tornei-me alguém que jamais esperava que fosse. E agora, eu sigo sem destino, sem saber o que pode acontecer daqui a cinco minutos. E não preciso que acreditem na minha mudança para que eu tenha mudado. Eu sei disso. Eu me sentia incompleta pelo que eu era, e hoje, ah, hoje eu me sinto melhor, de verdade mesmo. Eu quero o inusitado, inesperado, quero o novo, quero provar coisas novas, quero sim. Quero sentir novos cheiros, beijar novas bocas, ver cores novas, quero conhecer lugares novos, conhecer gente nova, quero provar sabores novos, quero sentir coisas novas e experimentar novos sorrisos. Eu realmente mudei, e acho que pra melhor. Independente do que falem ou digam eu não vou voltar a ser a idiota de antes, porque eu sei que as pessoas sentem falta, sei que sentem, então, me aceitem como eu estou agora, e se não aceitam, sinto muito, afinal, uma hora vocês também irão mudar

1 compartilhamento
Inserida por Fernandaarrivabene