Alessandro Lo-Bianco: Aprendi com meu pai agora, que quando...

Aprendi com meu pai agora, que quando temos o apoio daqueles que nos amam, não reagir contra quem nos odeia pode significar um sinal de falta de amor com nós mesmos; Sempre procurei ser uma pessoa que não critica, não assedia e não deseja o mal dos outros. Até porque já senti na pele como a crítica injusta e irracional nos fere, e ninguém gosta de ser ferido. A criatura que gosta de criticar, assediar, importunar a nossa felicidade, acredite, aos poucos, se verá isolada de todos. Seja sem um companheiro, seja sem uma família, seja sem filhos, seja rodeada por aqueles amigos que o elogiam pela frente, mas que pelas costas certamente não simpatizarão com você. Se você achar que alguma coisa está errando sobre a sua vida, tente, primeiro, reagir com carinho, com amor. Mas, sobretudo, o amor a você, o amor próprio, esse sim deve estar acima de tudo. Jamais se permita sentir desamparado por você mesmo. Esse é o pior abandono, quando perdemos a capacidade de reagir contra o que nos faz mal. Cada um de nós responderá pelos nossos próprios atos lá na frente. E essa é uma briga pessoal, individual, assim como a vida e a morte. Se você pega um câncer e entra em estágio terminal, por mais que lhe amem, ninguém, mesmo querendo, poderá trocar de vida e lugar com você para lhe ajudar. Nem seus pais. E nesses momentos de dificuldade, você só tem um melhor amigo, que é você mesmo e a sua capacidade de reagir e superar contra o que está lhe matando. Assim, porque deveremos desanimar contra o que os outros fazem conosco? No final, o acerto de contas será sempre conosco, de nós, para nós mesmos. É fundamental, portanto, que a gente procure ao máximo nos manter unidos a nós mesmos. E para isso devemos nos amar, e não nos permitir sermoes odiados, muito menos por nós, quando começamos a acreditar naquilo que de mal falam da gente, o que acontece quando perdemos a capacidade de reagir contra o que nos faz mal, ou pelo menos tenta nos fazer mal. Gostaria de deixar essa mensagem para todos meus amigos verdadeiros. Que modifiquem nossos pensamentos e que a gente passe a nos amar e nos valorizar cada vez mais, para que nossa saúde se mantenha firme e estabelecida. Qualquer tipo de doença é agravada pelo omissão do amor próprio. Não deixem nunca, não permitam, que qualquer pessoa assedie a sua mente. Você poderá perder algo agora que ama muito para lutar contra isso, mas certamente encontrará outra coisa muito melhor lá na frente, como recompensa por ter tido o amor próprio e o carinho com você que você mesmo merece. A mente cansada e obsediada, e que se permite passar por isso numa atitude passiva, não pode pensar direito. O cérebro cansado e sem reação e amor próprio turvará o seu pensamento. E o pensamento é a maior força criadora que existe sobre a terra, como disse meu mentor espiritual em um dos nossos encontros essa semana."Reaja firme, para que consiga repousar lá na frente o seu pensamento em coragem, alegria e auto-amor" Esse é o melhor remédio contra antidepressivos ou coisas do gênero. Assim, não aceitem nunca maus tratos, e não se deixem sugestionar por pensamentos e palavras levianas que venham de terceiros.Sempre existirá uma saída se você se amar. Para quem se ama e sabe olhar para trás, não há rua sem saída. Se amem, pois nossos sentimentos emitem ondas reais que irradiam dos nossos cérebros, formando uma atmosfera mental e que será peculiar a nós, a cada pessoa. De acordo com o seu pensamento, você atrairá para você uma solução, mesmo que sofra agora com as consequências disso. Mas saiba que, como meu pai disse, qualquer consequência sofrida por uma atitude sua de auto-amor será válida. Se você se coloca omisso as agressões feitas contra você, atrairá todas e ainda mais vibrações semelhantes. Se você se encorajar a repelir o que lhe faz mal, mais uma vez, repito, numa atitude de auto amor, vai atrair ondas de amor e prosperidade, mesmo que demorem a chegar. Nunca se auto abandone. Assim, procure lutar sempre, com coragem, contra o veneno da lisonja. Não se permita ser ferido e machucado por aqueles que não são capazes de produzir o amor, o perdão e a gentileza. Prefira arrumar sua mochila e sair pela porta da frente de cabeça erguida. A depressão, quando nos atinge, certamente significa que não estamos tendo conosco o amor que merecemos. A depressão é um alerta de que não estamos reagindo a algo que nos faz mal. E acreditem, não reagir nos amolece e nos ilude. E não existe nada mais frágil do que não termos respeito e amor por nós mesmos. Quando você deixa de ser respeitado pelos outros e não reage, você acaba sendo indigno do seu próprio respeito. A manifestação externa dos nosso atos, seguramente vai refletir no estado da nossa alma. E quem não se defende, faz da sua própria alma um espírito covarde. Assim, para não ser prolixo, se amem, acima de tudo. Quando nos amamos, recebemos de volta as vibrações de gratidão dos nosso corações. E esse é o único sentimento capaz de fazer com que a gente consiga superar todas as dificuldades para alcançar nossos objetivos. NOS AMAR, TER CORAGEM, E REAGIR!

1 compartilhamento
Inserida por AlessandroLoBianco