Moacir Luís Araldi: Trechos da vida Dorme a tarde enferma e...

Trechos da vida Dorme a tarde enferma e calada. Impiedosa a chuva debocha. Bate no vidro sem nenhuma graça. Solitária a alameda deixou ser tomada pelas águas. S... Frase de Moacir Luís Araldi.

Trechos da vida

Dorme a tarde enferma e calada.
Impiedosa a chuva debocha.
Bate no vidro sem nenhuma graça.
Solitária a alameda deixou ser tomada pelas águas.
Sem o fascínio do sol estampado
Meu semblante enrijece desmedido.
O caminho encharcado me inibe,
Tropeço no lodo criado.
Cair nunca é esperado,
Em pé supera-se a quem está sentado.
Mas as resvaladas que não se acredita
Estatelam no chão uma intenção bonita.
A roupa enlameada até entristece,
Mas não compromete o aclive do ser.
Cada escorregada faz deslizar
A vontade de tudo superar.
Melodias cantadas animam a subida,
Nesta avenida íngreme e sangrenta.
É preciso ser forte para fazer o percurso
Dos trechos enlameados da vida.

1 compartilhamento
Inserida por Moapoesias