Caffèmia, Blasfêmia: Cada um tem a sua riqueza é errado...

Cada um tem a sua riqueza
é errado dizer que alguém é miserável
todos tem um tesouro guardado
mesmo que tenha pouco no baú e que o tesouro seja pequeno
afinal, a riqueza está nas pequenas coisas
Ser rico nunca significou ter dinheiro
aí está o maior equívoco da humanidade.
O valor não está nas coisas,
o valor está nas pessoas, nos sorrisos, nas lembranças, nas experiências vividas, nas paixões...
Parece óbvio, mas o óbvio foge para muita gente
e quando eu digo muita gente, eu digo a maioria
É triste perguntar pra uma pessoa o que ela quer
para a vida, e na maior ingenuidade do ser,
ela dizer que ficaria feliz se ganhasse na Mega Sena,
se ganhasse o carro do ano, um apartamento grande...
A vida é curta demais para se apegar à coisas materiais, que estragam, que vão embora,
coisas com prazo de validade.
"Mas e as pessoas? Elas também vão embora."
Sim, as pessoas vão embora,
quando menos imaginamos, inclusive.
Se viessem com prazo de validade seria útil;
Mas a diferença é que elas nos deixam marcas,
e por mais que algumas marcas sejam ruins,
são coisas que vão permanecer,
vão trazer ao menos lembranças, experiências
alguma coisa boa que você fez pra alguém,
algum sentimento que você sentiu pela primeira vez,
algum sentimento que você sentiu pela segunda vez,
as pessoas nunca são inúteis,
elas sempre vem com algo mais,
um brinde, uma bagagem,
algo que vai acrescentar em você e que ninguém nunca vai poder tirar.
A riqueza é isso,é a família, os amigos,
as pessoas que foram embora,
as pessoas que ainda irão embora,
os sentimentos, as brincadeiras, os sorrisos,
os domingos, aquela boa ação que, pra você nem fez tanta diferença, mas que mudou tudo na vida de alguém,
a fé, as tentativas, as falhas, aquelas marcas,
aquelas coisas que ninguém pode te parar numa esquina qualquer e levar embora.
Isso sim é a riqueza.

1 compartilhamento
Inserida por caffemia