Poeta Dolandmay: SONETO DA PAIXÃO Não te darei a chama...

SONETO DA PAIXÃO Não te darei a chama de amor tanto Nem poder a julgar-me por te amar... Quero-te em mim de acalanto, Do teu corpo em fogo o inflamar... Não te ... Frase de Poeta Dolandmay.

SONETO DA PAIXÃO

Não te darei a chama de amor tanto
Nem poder a julgar-me por te amar...
Quero-te em mim de acalanto,
Do teu corpo em fogo o inflamar...

Não te darei a canção do meu canto
Nem a razão de me ouvir cantar...
Quero-te a me ouvir num espanto,
Aos meus versos loucos te encontrar...

Quero-te infanta em tu’alma louca
A cantar-me ao ritmo de fervor
Quando o beijo eu der-te a tua boca...

Amo-te, oh, fulgente virgem do amor
Na chama que me deste a voz rouca,
Na paixão em que te ama o esplendor!

1 compartilhamento
Inserida por acessorialpoeta