Vilma Galvão: É preciso... Para falar de amor, é...

É preciso...


Para falar de amor,
é preciso sentir a alegria de estar amando,
sentir a saudade dos amantes,
saber o que é sentir o coração cheio desse sentimento.
Para falar da saudade,
é preciso sentir primeiro a perda,
não ter mais a quem amar,
não estar mais na companhia dos que
um dia foram importantes na nossa vida.
Para para falar das perdas da vida,
é preciso ter vivido um sentimento completo,
e no auge da felicidade,
ter se surpreendido com a partida...
Para falar de despedida,
é preciso que a convivência tenha sido
realmente emocionante,
só assim daremos o devido valor depois do adeus.
Para falar de adeus,
é preciso saber o que é:
amor,
saudades,
perdas,
despedidas...
É preciso ter conhecimento de tudo isso,
para conseguirmos expressar a tamanha dor da solidão,
do não saber o que fazer,
do olhar vago sob o que já foi um dia
uma paisagem feliz...
É preciso ter sentido um dia a felicidade,
para poder dizer que hoje estamos tristes.
É preciso ter um dia sentido tristeza,
para dizermos hoje que somos felizes...
Nada podemos dizer do que não sentimos,
por mais poetas que tentarmos ser,
não expressaríamos jamais
os sentimentos que nunca nos invadiram!

É preciso ter conhecimento de causa,
para poder falar...


Nov/03

1 compartilhamento
Inserida por vilmagalvao