Vilma Galvão: Deixe a porta aberta quando sair, para...

Deixe a porta aberta quando sair,

para eu pensar que vai apenas ali e já volta.

Não tranque meus sonhos levando a chave,

deixa eu esperar por você.

De tudo o que fomos,

deixe apenas a caixinha de lembranças,

para eu abrir quando sentir saudades.

As esperanças que tínhamos,

deixe bem no alto,

para eu não ter acesso sempre e não sofrer.

Na estante deixe bem a vista a felicidade que tivemos,

para que eu possa retirar forças e continuar a minha caminhada.

No varal, deixe uma peça sua pendurada,

para eu fazer de conta que você ainda está aqui.

Na cozinha, manterei seus talheres preferidos,

e quando me sentar a mesa,

ficarei olhando para o relógio e pensando que está atrasado para o jantar.

No banheiro, deixe as marcas no espelho,

e a cada vez que eu me olhar, possa assim te ver em mim.

No sofá, o seu cheiro estará em cada almofada,

e quando na solidão das madrugadas,

eu possa me deitar nelas e pensar que é você que está exalando o seu cheiro.

No quarto, seus sapatos permanecerão fora do lugar,

e eu nem vou me preocupar com a bagunça,

pensarei apenas que depois você arrumará tudo!

Deixe-me assim,

mesmo doendo,

melhor ter um pouco de você

do que tentar inutilmente apagar sua imagem

que ficará cravada no meu coração...

1 compartilhamento
Inserida por vilmagalvao