Augusto Branco: Nós, seres humanos, não somos tão...

Nós, seres humanos,
não somos tão pobres e vis
quanto alguns dizem.

Ocorre que somos todos apenas muito pequenos,
quase invisíveis,
e nossas boas ações,
dispersas neste mundo tão imenso e confuso,
se tornam muito pequenas
e quase invisíveis também,
tal modo que nem mesmo nós
damo-lhes grande importância.

Só quem recebe de nós
alguma destas nossas pequenas boas ações
é que sabe do valor de cada uma delas,
e, para quem as recebe,
isto é algo que jamais se esquece...

1 compartilhamento
Inserida por AugustoBranco1