Guria da Poesia Gaúcha: Como poetisa faço do papel a minha casa...

Como poetisa faço do papel a minha casa e da Caneta meu lar e se eu viro absoluta ou se fico Obsoleta, se escrevo de forma patética, poética Ou profética não se... Frase de Guria da Poesia Gaúcha.

Como poetisa faço do papel a minha casa e da
Caneta meu lar e se eu viro absoluta ou se fico
Obsoleta, se escrevo de forma patética, poética
Ou profética não sei, só sei que foi o único jeito
Que achei pra a minha alma oxigenar e respirar!
Guria da Poesia Gaúcha

1 compartilhamento
Inserida por GuriaPoesia