Lucas Carneiro de Oliveira: E o sol nasceu de novo, em tantos outros...

E o sol nasceu de novo,
em tantos outros lugares.
Iluminou tantas paisagens,
tantos sorrisos, tantos olhares.
E toda essa luz, toda essa energia do bem,
a fez sorrir também.
E o sol coitado, ficou assustado
por ver algo tão radiante,
algo que mais do que ele brilhasse,
de um modo como nunca se viu.
E, mesmo sem entender ao certo,
deixou o orgulho de lado
e se rendeu conformado.
Que talvez não seria só dele essa função,
de os rostos tirar da escuridão.
E por seu sorriso deixou-se apaixonar.
E, no fim das contas,
por ela também sentiu-se iluminado,
e como um bobo, sorriu despreocupado.

1 compartilhamento
Inserida por Licocarneiro