Além de um amigo: Era incrível o bem estar que eu sentia...

Era incrível o bem estar que eu sentia dentro daquele ventre materno, me sentia deitado rodeado de plumas, era um conforto inexplicável. Mas algo de errado notei de uns dias pra cá, senti um nervosismo sem explicação, me esforcei e consegui escutar ruídos de lá de fora. Meu pai tocou em uma conversa com a minha querida mãe, ele propôs a retirada do 'feto' . A princípio não entendi o que era um feto, sempre ouvi minha mãe me chamando de Estavam, será que esse tal de 'feto' era eu ? Depois de algumas horas, senti uma magoa no meu coração, sabia que quando sentia isso era mamãe triste, e eu a chutava para ela sentir que eu estava ao lado dela. Entretanto não era somente a magoa. Algo me puxava um objeto fino e luminoso, que não pude identificar. A princípio eu pensei que era a hora do meu nascimento. Mas não. Lembram da tal conversa que papai propôs a mamãe ? Então... estavam, se referindo a mim. Nunca consegui ver a minha mãe e nem meu pai, mas pude sentir o amor que ambos sentiam por um 'feto' . Eu não entendia o porquê, da minha morte. Eu nunca fiz mal nenhum, a mamãe, os chutes que eu lhe transmitia era apenas um consolo a sua tristeza, os adultos são tão complicados, mas chegou um dia que papai do céu me explicou : -Anjo Estevam, Não queira entender a maldade do mundo. Você, apesar de nunca te visto o mundo, as pessoas que conseguiram sentir a sua presença, terá o amor eterno, não os culpe pelo o que aconteceu, o mundo ainda não estava pronto para receber um anjo, em forma de um menino...

1 compartilhamento
Inserida por alemdeumamigo