Pablo Gabriel Ribeiro Danielli: Ditando modas e tendências E as vitimas...

Ditando modas e tendências


E as vitimas da fome daqui? O país caminha para um lado sombrio, aonde o povo é achincalhado por políticos sem escrúpulos e sem o menor senso de ética possível. Quantas vezes pela manhã ao abrir o jornal nos deparamos com noticias estapafúrdias sobre nosso “nobre e rico país”, tais como políticos casados, compra de votos, corrupção, corrupção e mais corrupção, mas não caros leitores, isto para os políticos não é o suficiente, tem que se fazer mais para prejudicar o povo brasileiro, tem que se afrontar ainda mais o bom senso, da parte de quem esta no comando tem que ter o sarro, o tapa na cara do povo.
Não é novidade para ninguém o total desleixo com os famigerados no Brasil, a população não tem saúde, não tem emprego, e não tem estudo, mas tem bolsa isso ou bolsa aquilo, funciona mais ou menos assim, eu pago e você fica quietinho no seu canto, e nas eleições ainda me da uma forcinha! Mas ainda assim eles ousam em nos desafiar, em ver até aonde vai essa vontade do povo brasileiro em vegetar em frente há um aparelho de televisão, apenas vendo, ouvindo e dizendo: Meu deus! Mais uma vez! Ou simplesmente, não tem jeito, esta tudo perdido.
Sim é isto mesmo, estamos passivos com a corrupção, fazemos parte dela, pois sabemos da sua existência e não tomamos qualquer atitude, somos corruptos tanto quanto nossos governantes, mas a moda dos nossos amáveis comandantes agora é outra, porque estão fazendo da política uma passarela, sempre lançando “tendências”, e a nova estação apresenta a onda de caridade para outros países, tão ou mais corruptos que o nosso. Agora viramos um país “santo”, que ajuda os pobres coitados famigerados de outros países, simples assim.
Nosso querido presidente com sua visão utópica, por ser visto como um bem feitor pelo mundo, agora doa milhões, para nossos vizinhos, para quem não é nosso vizinho, ou para quem apenas se diz “amigo”, é incrível como descobriram a vocação da bondade no Brasil, somos uma espécie de banco amigo, que empresta e dá, sem esperar receber nada de volta, mas peça para um cidadão brasileiro ir até um banco e pedir dinheiro, volta para casa em uma camisa de força, dado como louco, este é o senso de justiça dos nossos governantes.
Mas o Brasil hoje de acordo com nossos governantes é um país de primeiro mundo, não muito melhor que isto, pois países do primeiro mundo não fazem doações da forma que o nosso amável país faz, com toda a certeza deve haver muita gente rindo do povo brasileiro, pois ao invés de cuidar dos nossos problemas, convenhamos que são muitos, nossos políticos preferem cuidar de outro país, bom, esta deve ser mais uma tendência da estação, mais uma moda, para ser desfilada na passarela da impunidade, desigualdade e corrupção no nosso bondoso Brasil.

1 compartilhamento
Inserida por pablodanielli