Arcise Câmara: Estamos superfelizes, alegres, de bem...

Estamos superfelizes, alegres, de bem com a vida, curtindo a melhor companhia de todos os tempos e de repente o amor nos invade.
E parece ser recíproco, um encantamento, uma vontade louca de estar junto em cada momento, um desejo para que o tempo congele pra sempre, mil planos, mil coisas, o outro faz parte da tua existência...
E depois de certo tempo você se descuida de você, das coisas que gosta. Você não sei por que, quer agradar, não decide o filme que poderiam assistir, a decisão é sempre dele, você não escolhe restaurantes interessantes, a decisão é dele, até a cor do seu cabelo e o novo corte seu amor que decide.
Você até pede autorização para qualquer coisa que deseja fazer.
O seu coração não pulsa sozinho, não tem graça, não tem cor, o coracion só pulsa com ele.
Ele esfriou um pouco, ele anda desanimado, ele diz que você não é a mesma.
Mesmo inconsciente você jogou muita responsabilidade nos ombros do amado, você indiretamente disse, eu não vivo sem você, eu não respiro sem você, você é minha fonte, meu tesouro e meu porto, meu oxigênio.
Acontece que o que era amor, carinho, respeito, virou obrigação, gratidão, cobrança.
Eu faço tudo por você, eu me anulo por você.
Quanto mais você não andar com as próprias pernas mais vai sugar quem está ao redor. Você vai ser aquela pessoa que suga todas as energias, suga sangue.
Vale à pena ter sua individualidade, vale a pena se concentrar naquele projeto antigo, entrar numa aula de dança ou caminhar no quarteirão.
Não se esqueça de ser quem você sempre foi, foi àquela pessoa pelo qual seu amor se apaixonou.

1 compartilhamento
Inserida por Arcise