Amanda Sanches: Eu devia ter percebido desde o início...

Eu devia ter percebido desde o início que você era só mais uma armadilha, como tantas outras que eu já caí. Sua atenção sempre tão desintencionada, era o alerta vermelho que eu não vi. Sua paciência e sua compreensão comigo e com todos os empecilhos que haviam entre a gente, eram tão falsos quanto a sua vontade de realmente ficar ao meu lado. Conversas, promessas, palavras e mais palavras em vão. Beijos, abraços e, meu tempo jogado no lixo. Pouco interesse seu, pra muito arrependimento meu. Eu apostei todas as minhas fichas em 'nós'. Acreditei que com você seria diferente, que dessa vez eu não estava sozinha, tinha tudo pra dar certo. E não deu. Como num passe de mágica você sumiu, não deu mais notícias, não ligou, não mandou mensagem. Evaporou. Tudo bem, se você não queria ficar, não seria eu quem iria te obrigar. O tempo passou, você teve outros casos, se divertiu com outras meninas por aí. E voltou. Voltou porque sabe que carinho a gente encontra em qualquer esquina, mas amor e confiança é raridade por aqui. E te ver assim, tentando uma reaproximação, lava a minha alma. Constatar o seu arrependimento, é uma delícia. Mas quer saber? Eu não faço questão. Pra te falar a verdade, nunca fiz. Depois que você foi embora confesso que fiquei triste. Um dia ou dois, talvez. Mas logo passou, quem perdeu não foi eu, foi você. Tratei de fechar minha porta, pra você não entrar mais, e sabe por quê? Por que homens iguais à você, tem de monte por aí, mas mulher igual à mim, você dificilmente vai encontrar. A prova disso, é que eu nem precisei dar um passo na tua direção, pra você dar 10 pro meu lado. Quer um concelho? Não gasta seu tempo não, pode ficar aí mesmo, não precisar vir aqui, pode ficar aí fora mesmo, minha mãe me ensinou que lugar de cachorro é do lado de fora. Então sai da minha porta. Pelo menos uma coisa com você eu aprendi: Newton estava certo; tudo o que vai, volta.

1 compartilhamento
Inserida por amandasanchees