Monique Volff: Escrevo e apago. Andei pensando muito em...

Escrevo e apago.

Andei pensando muito em você, como se fosse alguma novidade.
E mesmo longe, você ainda consegue me machucar.
Parece que meu coração esta aliado a você, e juntos acham formas e mais formas de me destruir pouco a pouco.
Tantas repetições, parece que só assim posso te sentir de novo.
Ainda não consigo me lembrar do som da tua voz.
Mais seu olhar, não sai dos meus.
Chorei como criança, bebi como adulto.
Quando nem Raul Seixas consegue me consolar, acabo ligando para o outro.
Lembro que você o odiava tanto.
Sinto que te traio dessa forma. E isso me consola.
Minha vida era perfeita demais para ser verdade, você tinha que aparecer e acabar com tudo que era palpável e imaginável.
E hoje busco um sentido, que antes não buscava, só sentia.
Você era o amor maior. E os anos passam, pessoas passam, e você não vai.
Memória desgraçada! Um dia te apago. Nem que para isso eu tenha que queimar meus neurônios que insistem em você.
E o álcool acaba por queimar.
O problema que são tantas vitórias, que você deveria ter ficado para trás.
Continuarei buscar um sentido. Mesmo se for só.

1 compartilhamento
Inserida por Moniquevolff