Natalhiê Ferreira: Eu nunca precisei de grandes...

Eu nunca precisei de grandes inspirações para quando fosse escrever, bastava o silêncio, e logo me surgia aquele monte de ideias, possibilidades, hipóteses, e derivados...
Porém agora me surge uma inspiração, onde eu tento achar as palavras certas, para ao menos me aproximar do que tento dizer, o engraçado é que agora que o tenho como inspiração, as palavras fogem de mim... Pois bem, nem tudo é explicado.
Eu poderia tentar lhe dar alguma noção lhe dizendo um pouco do que sinto por dentro. E é mais ou menos assim...
O amor me surpreende todos os dias, não em dias apenas ensolarados, mas nos nublados, nos chuvosos, nos de frio, e nos de calor... Acontece que todos os dias o amor me surpreende. É um sorriso que se torna o meu, é um abraço que se torna a segurança, é um carinho que se torna aconchego, é um beijo que se torna inesquecível; são momentos que não acabam, ou passam. São dias que não se esquecem. São ligações que não se cansam de ser repetidas. São motivos todos os dias, nos bons, ou nos ruins, o amor me surpreende todos os dias.
Então, é um amor para toda situação... É uma certeza que se ganha uma vez, sem que nada a roube. É uma forma de olhar dizendo "eu te amo" sem mesmo abrir os lábios. Eu não teria como explicar o amor, nem mesmo ousaria. Mas o que posso dizer é que o amor me surpreende todos os dias!

1 compartilhamento
Inserida por Natalhieferreira