Filósofos da Idade Média

Cerca de 52 frases e pensamentos: Filósofos da Idade Média

O que é o tempo? Quando quero explicá-lo não acho explicação. Se o passado é o que eu, do presente, lembro, e o futuro é o que eu, do presente, antecipo, não seria mais certo dizer que o tempo é só o presente? Mas quanto dura o presente?

Se a meta principal de um capitão fosse preservar seu barco, ele o conservaria no porto para sempre.

Pois o Deus Todo-Poderoso, por ser soberanamente bom, nunca deixaria qualquer mal existir nas suas obras se não fosse bastante poderoso e bom para fazer resultar o bem do próprio mal.

Aquele que tem caridade no coração tem sempre qualquer coisa para dar.

Mesmo que já tenha feito uma longa caminhada, sempre haverá mais um caminho a percorrer.

“Diante de Deus, está sempre a descoberto o abismo da consciência humana: que poderia haver de oculto em mim para Deus, por mais que eu não quisesse dizer a verdade? Conseguiria apenas ocultar Deus aos meus olhos, mas não poderia ocultar-me dos seus”.


Agostinho

Creio para compreender, e compreendo para crer melhor.

Portanto, creio tudo o que entendo, mas nem tudo que creio também entendo. Tudo o que compreendo conheço, mas nem tudo que creio conheço.

Creio para entender e entendo para crer.

A razão não se submeteria nunca, se não se julgasse que há ocasiões em que deve submeter-se.

“A verdade deve ser dita com amor, mas o amor nunca pode impedir a verdade de ser dita”.

se nao poder voa corra se nao poder correr ande se nao poder andar rasteje mas sempre continue em frente

O mundo é um livro e aquele que não viaja lê sempre a mesma página.

Razão: Tu que queres conhecer-te
a ti mesmo, sabes que existes?
Agostinho: Sei.
Razão: De onde sabes?
Agostinho: Não sei.
Razão: Sentes-te como
um ser simples ou múltiplo?
Agostinho: Não sei?
Razão: Sabes que te moves?
Agostinho: Não sei.
Razão: Sabes que pensas?
Agostinho: Sei.
Razão: Portanto,
é verdade que pensas.
Agostinho: Sim.

Que é, pois o tempo? Se ninguém me pergunta, eu sei; se quero explicá-lo a quem me pede, não sei.

E que pretendo dizer-te, Senhor, senão que ignoro de onde vim para aqui, para esta não sei se posso chamar vida mortal ou morte vital? Não o sei. Mas receberam-me os consolos de tuas misericórdias, conforme o que ouvi de meus pais carnais, de quem e em quem me formaste no tempo, pois eu de mim nada recordo.
(Confissões)

Eu li muitas coisas bonitas em Platão e Cícero, mas nunca esta: vinde a mim todos os que estão cansados e sobrecarregados.

A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las.

Conhece-te, aceita-te, supera-te.

Conócete. Acetate. Supérate

Conhece-te. Aceita-te. Supera-te.