Coleção pessoal de vanuzaborges

1 - 20 do total de 111 pensamentos na coleção de vanuzaborges

...Hoje pensei tanto em nós dois
Que não podia deixar pra depois
E eu vim aqui só pra dizer
Que eu sou louca por Você...


E dizer também que continuo te amando, mesmo com a razão me mandando te esquecer...
E ainda pra dizer que estou morrendo de saudade do seu cheiro, do seu abraço, do seu carinho, do seu sorriso perfeito, das suas palhaçadas, da sua voz, do seu olhar cruzando o meu...

Também para dizer que tá doendo pra caramba essa distância, a sua ausência, eu to carente de você...

(13-09-32012)

Vanuza Borges

Eu não sou tão triste assim, é que hoje eu estou cansada.

Clarice Lispector
6.6 mil compartilhamentos

... estou procurando, estou procurando. Estou tentando entender. Tentando dar a alguém o que vivi e não sei a quem, mas não quero ficar com o que vivi. Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda.

Clarice Lispector
3.3 mil compartilhamentos

Hoje o dia foi incomum.
Talvez por eu não ter dormido essa noite...
Talvez por não ter te ligado e te acordado avisando que estava indo trabalhar...
Talvez por não ter recebido nenhuma mensagem ou ligação sua...
Talvez porque agora, no fim da tarde, eu não tive nenhuma notícia sua e fico preocupada em saber se você almoçou ou se está bem...
Talvez porque eu saiba que por longos dias, isso me fará uma falta imensurável...
Hoje meu dia foi incomum... Mas isso não dava a ele o direito de ter sido tão ruim, horrível, recheado de dores físicas e emocionais.
Alguém sabe a que horas sai o transporte pra lua?
Preciso de uma temporada por lá...

(12-09-2012)

Vanuza Borges

E o coração dói sem saber se fez a escolha correta, mas sufocando o que sinto, não me restaram muitas opções.
Há alguns dias li que o homem que te ama de verdade, não quer mudar nada em você além do seu sobrenome.
O que custava me aceitar como eu sou!? É essa que sou que te ama como nenhuma outra te amou, maaaaaas...
São somente mais palavras que já não fazem sentido algum.
=/


(madrugada de 12-09-2012)

Vanuza Borges

Posso ter trilhões de defeitos, me atrapalhar toda em vários momentos, ser maluca ao ponto de decidir pela opção errada, mas a verdade... bem na verdade...
Eu so queria poder ser sua menina... nada mais!


(11-09-2012)

Vanuza Borges

Hoje, depois de anos,volto ao mesmo lugar. Hoje, depois que ele foi embora, vim buscar meu chão onde nunca o encontrei: nas palavras.

Olá pensador... novamente me acolho em teu espaço para dizer tudo que as pessoas não me permitem dizer.
Voltei!

Vanuza Borges (11-09-2012)

Assisti a algumas imagens do velório do Bussunda, quando os colegas do Casseta & Planeta deram seus depoimentos.

Parecia que a qualquer instante iria estourar uma piada. Estava tudo sério demais, faltava a esculhambação, a zombaria, a desestruturação da cena.

Mas nada acontecia ali de risível, era só dor e perplexidade, que é mesmo o que a morte causa em todos os que ficam.

A verdade é que não havia nada a acrescentar no roteiro: a morte, por si só, é uma piada pronta. Morrer é ridículo.

Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?

Não sei de onde tiraram esta ideia: morrer.
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu.
Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente.

De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinquente que gostou do seu tênis.

Qual é? Morrer é um clichê.

Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.

Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu.

Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e
morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito.
Isso é para ser levado a sério?

Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo.
Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz. Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz.

Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas.

Só que esta não tem graça.

Pedro Bial
2.4 mil compartilhamentos

Pessoas com muita teoria já não me iludem mais... Só depois da prova prática!

\07.10.2010/

Vanuza Borges

E depois de dois anos, percebi que sempre segui o exemplo errado!

Chegaria a ser engraçdo se isso não tivesse desgraçado com minha vida!
Pessoas de muita teoria já não me iludem mais!

\07.10.2010/

Vanuza Borges

Um dia a gente aprende que...

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.

Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida; aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida, e que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que eles mudam; percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve compará-los com os outros, mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas onde se está indo, mas se você não sabe para onde está indo qualquer lugar serve.

Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se; aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou; aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha; aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens; poucas coisas são tão humilhantes... e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando se está com raiva se tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém; algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás, portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao invés de esperar que alguém lhe traga flores, e você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.

Descobre que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar.

Veronica Shoffstall
2.9 mil compartilhamentos

Eu aprendi...
...que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;

Eu aprendi...
...que ser gentil é mais importante do que estar certo;

Eu aprendi...
...que nunca se deve negar um presente a uma criança;

Eu aprendi...
...que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;

Eu aprendi...
...que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto;

Eu aprendi...
...que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;

Eu aprendi...
...que os passeios simples com meu pai em volta do quarteirão nas noites de verão quando eu era criança fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulto;

Eu aprendi...
...que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;

Eu aprendi...
...que dinheiro não compra "classe";

Eu aprendi...
...que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;

Eu aprendi...
...que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;

Eu aprendi...
...que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa?

Eu aprendi...
...que ignorar os fatos não os altera;

Eu aprendi...
...que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;

Eu aprendi...
...que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;

Eu aprendi...
...que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;

Eu aprendi...
...que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso;

Eu aprendi...
...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;

Eu aprendi...
...que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;

Eu aprendi...
...que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.

Eu aprendi...
...que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;

Eu aprendi...
...que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;

Eu aprendi...
...que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência;

Eu aprendi...
...que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;

Eu aprendi...
...que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a;

Eu aprendi...
...que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;

Eu aprendi...
...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

H. Jackson Brown Jr
4.3 mil compartilhamentos

Não adianta só virar a página, muitas vezes precisamos rasgá-la.

Tati Bernardi
423 compartilhamentos

eu não ligaria se Deus ao invés de me dar o livre arbitrio, decidisse sozinho o que é melhor pra mim!

\13.09.2010/

Vanuza Borges

Você é algo parecido com uma obra de arte, algo indescritível as vezes, algo que se vê e se sente alguma emoção inexplicável. é como algo que faz momentaneamente o tempo parar pra que possamos observar melhor, e mesmo assim o tempo parado não é suficiente.

autoria: Almir M.L.

\23.08.2010/

Vanuza Borges

Você já imaginou a dor de perder quem você ama?! Tenho certeza que é como se levassem um pedaço de você, como se te batessem sem dó. Você já parou pra pensar que neste momento há milhões de pessoas se despedindo e tendo seu ultimo momento com quem ama?! Despedidas não são fáceis, elas doem sim! Mesmo quando sabemos que aquela pessoa pode voltar, nós ficamos sem rumo, sem saber pra onde correr ou no colo de quem chorar. São vários os motivos de uma despedida, mas e se o motivo for sua fraqueza? Você vai agir de que maneira, sabendo que a culpa é sua e quem um dia errou no passado foi você? Realmente, não tem como não chorar em uma despedida. O que vai te restar é deitar sua cabeça no travesseiro, e sonhar. Acredite, no seu sonho… essa pessoa vai estar com você, você vai poder protege-la, ama-la, e vai poder se desculpar pela sua fraqueza. Só não confunda, são apenas sonhos! (:

AmandaB.
56 compartilhamentos

Queria eu saber o que fiz da minha vida nos ultimos dias.
Creio que só piorei situações confusas e me enrolei um pouco mais nesse novelo que parece não ter uma ponta final.
Triste, pois não consigo me lembrar de outra coisa que aconteceu de bom nos ultimos dias senão os lábios dele tocando os meus em frações de segundo.
Acredito que um tiro no coração não iria doer mais do que dizer não no momento em que você mais necessita do que estão te oferecendo e a vontade de dizer um sim é sufocada pelas ações anteriores.
Engraçada essa minha vida...
Quando penso que tudo está se ajeitando, vem um tornado e leva embora todas as minhas certezas, metas e convicções.
Deve ser verdade aquele ditado que diz: quando achamos que temos todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas!
Ou quem sabe aquele famoso: Só sei que nada sei.
Sócrates que era esperto e assumia logo que nada sabia ao invés de quase enlouquecer tentando achar alguma resposta ou rumo a seguir.
E eu?
sei lá...
Continuo aqui conversando com a solidão e com as paredes que ainda insistem em opinar na minha vida.

\19.08.2010/

Vanuza Borges
2 compartilhamentos

Eu fico quieta, quase não peço nada
E quando é sobre mim, eu fico calada
Todo mundo quer saber da minha história
Dizem que eu tô sempre tão desligada

Todos estão prontos pra me socorrer
E pedem que eu tome muito cuidado
E me dizem que viver é perigoso
E me pedem que eu não saia de casa

Todo mundo quer cuidar de mim
e na verdade o que eu quero é sair
Todo mundo quer cuidar de mim
e na verdade o que eu quero é cair

Eu fico quieta, quase não peço nada
E quando é sobre mim, eu fico calada
Todo mundo quer saber da minha história
Me perguntam se eu levei muita porrada

Tem sempre alguém querendo ouvir os meus problemas
Tem sempre alguém me perguntando como eu tô
E nem adianta dizer: "Não houve nada"
Talvez pareça que eu tô sempre cansada


Todo mundo tem muita boa vontade
E eu digo que estou triste, mas eu nem tô
Todo mundo quer cuidar de mim

Brava

Uma cama...
Um abraço apertado...
Um colo pra deitar...
Mãos sobre meus cabelos...
Afagos sobre minha pele...
Uma voz suave me perguntando pelo meu dia...

Nada de malícia, nada com segunda intenção, nada além do descrito... eu hoje só queria alguém comigo, me vendo além dos meus beijos e do meu corpo pra saciar uma vontade alheia ao carinho e ao companheirismo.
Por hora... fico aqui com a solidão batendo papo com as paredes que insistem em dar opinião na minha vida.

\15.08.2010/

Vanuza Borges

Hoje eu só queria um abraço, sem palavras, apenas um abraço!

\15.08.2010/

Vanuza Borges