Coleção pessoal de valter_bitencourt_junior

1 - 20 do total de 702 pensamentos na coleção de valter_bitencourt_junior

⁠Para quem não sabe, o artista produz a arte e a arte é liberdade.

Valter Bitencourt Júnior

Tempo passa!

Tempo! Passa tempo,
Anda tempo,
Voa tempo,
Muda o tempo!…
Saudades tenho.⁠

Valter Bitencourt Júnior

⁠Esquecem que quem produz é o "pião" esse sempre foi desvalorizado no mercado!

Valter Bitencourt Júnior
Tags: trabalho produção

⁠Aprenda a se unir com quem luta pelas causas sociais, que não sejamos uma andorinha sozinha no meio da multidão!

Valter Bitencourt Júnior
Tags: andorinha causas

⁠Máquina

Às vezes a vida parece
Uma espécie de máquina agressiva
Uma máquina livre
Feito um pássaro
Cria asas, voa alto.
Perde-se
Deixando mágoas
Em formas de cachoeiras:
Bate e rebate
Nos seixos
Desmancham-nos,
Aos poucos diminuem,
Os torna um ser pequeno
E aos poucos se sentem pisoteados.
Porém, não bem somos
Uma máquina
Mas somos um ser
Capaz de se aperfeiçoar.

Valter Bitencourt Júnior

⁠A ciência é tão maravilhosa, quanto a fé humana.

Valter Bitencourt Júnior
Tags: ciência maravilhosa

⁠Constelações

Sacia a sede,
E toda a sua necessidade,
De sobrevivência,
Necessitar de aprender
Por entre a vida,
A água que você
Bebe é sabedoria.
Não temas!
Incognitamente
Toda a inspiração,
Por entre todas as fontes
Da cisterna,
Lá distante toda a escuridão,
Perto de você a saudade,
Não ande assim com tanto medo,
Deixa de lado o seu ser solitário,
Suspira no ar todo este vapor,
Mata toda a sua necessidade,
Jorra pra fora toda
Está lágrima.
Deixa, deixa transbordar,
Não temas,
Que tudo necessita de calma.
Bebe todas as pequenas
Linfas que se encontram no pote.
O amor, nascerá tudo de novo,
Pra que seja vivenciado,
o mundo transborda,
Precisamos de luz,
Necessitamos de paz.

Valter Bitencourt Júnior
Tags: constelações sede

⁠O dia raiou

A flor no chão,
A flor... Oh! Querida,
Era para ti, era...
O mundo virado,
Virado... O mundo!
Guerra no ar,
O teu lenço no chão,
No chão... Trêmula
Está. Mãe carrega
O meu ser em teus braços.
Carregue... Quero viajar
No mundo dos sonhos.
Viaja meu bem
Para todo lugar
Caminha no além
Vamos voar.
Pego a flor, e pego o lenço
Umedecido.

Valter Bitencourt Júnior

O impossível

O impossível
O meu coração
Não vai derreter
Como gelo,
Você não vai
Embora no outono
Espere ao menos
As minhas flores
Que tenho para
Lhe dar.
Se estivermos
Juntos não
Morreremos
No inverno.
Nos dois juntos
Se refrescando
No gelo
Em um verão
sem fim.

Valter Bitencourt Júnior

⁠O amor

Os raios do sol nasceu,
Transbordando
Nas cachoeiras.
À vida surgiu
Em ciclo de
Perfumes de jasmins,
E a poesia nasceu.
Gostoso! é degustar
Cada partícula do dia,
E saber regar
As sementes
semeando ao solo.
gozar! À vida,
O amor, à amplidão,
E acima de tudo
ver, e saber Mirar e fitar
A alegria de um
Outro ser
Admirando
De tudo o filho
Nascendo numa
Manjedoura.

Valter Bitencourt Júnior
Tags: manjedoura amor

Desvario

⁠Você quer ficar comigo?
O coração palpitava,
O sangue parecia querer
Sair do corpo,
Assim como tudo parecia
Estranho.
E ela respondeu
Em forma de pergunta:
- Hum!... Você é poeta?

Valter Bitencourt Júnior
Tags: desvario comigo

Parte

Rede a expandir-se
Em cada lado um ponto.
Cores formas, sentidos
Quadrados sem aroma.
E toda a sua forma estética,
E sobre cada sintonia
Um caminhado, esbouço,
Traçado, melancolia,
Cerveja, e ousadia.
Curvas, rebolado,
Folhas caindo no chão,
Ventania, cabelo voando,
Meninas e meninos comendo
Algodão-doce, nuvens
Viajando, e o mar sobre ondas,
peixes namorando
Jovens sorridentes, estrelas
Brilhando, retrato partido,
Sendo reconstruído, em cada momento
Versos intercalados, e tantos outros
Elementos.

Valter Bitencourt Júnior

⁠O poeta também é um filósofo, a poesia é
também uma verdadeira terapia, assim é a
natureza, o universo, e tudo que circula, e leva o ar
– para que o ser respire, e sinta.

Valter Bitencourt Júnior
Tags: poeta filósofo

⁠Tristeza

Do jeito
Que hoje estou.
Meus poemas
Desceram
Lagrimas!

Valter Bitencourt Júnior

⁠Lágrimas

Pena que o dia
Não foi como
Meus passados!
Mesmo assim
Elas tentam
Me inspirar!

Valter Bitencourt Júnior

⁠Viver em sombras

Lamentável!
É viver em sombras.
A única coisa
Que vem a cabeça
É a morte!

Valter Bitencourt Júnior

⁠Protesto

Não tem coração?
Despeja os que
Nada tem,
Ser impiedoso!...
Você! Você...
Você sabe o quanto
A vida é um sofrer!
Não, não melhor,
Senhor.
Autoridade que tem
Esse direito
De desmanchar
O que já esta feito
Por outras mãos,
Pois é, não luto pelo
Projeto, e sim!
Pelos pequenos
Corações que vivem
Dele.
Pessoas de olhares
Sofridos e lassos,
Desse mundo injusto!

Valter Bitencourt Júnior
Tags: protesto injustiça

A miséria

Oh! Dores
Que me pegam me prende
Saem ou não dos meus pecados?
Oh! Deus.
Cai do céu uma cachoeira
Devorando casas
Sai dos telúrios
Uma quentura
Oh!Meu senhor nos castiga por quê?
Somos seres impetuosos
Governados por tiranos,
Fazemos muitas das vezes
As nossas próprias lástimas
Não deixando de ser ambicioso
Oh! Vida
A terra está se tornando
Um sofrimento
Fabricado por nós mesmos,
A miséria.

Valter Bitencourt Júnior

⁠Amor em distância

Anda nos ares
Olhando o infinito
Se procura vitória
Que vença.

Valter Bitencourt Júnior
Tags: amor distância

⁠Destino

Corria no asfalto
Feito um carro
Sem roda,
Derrapa...
Des-
li-
za
no
as-
fal-
to...
Volta,
Vai,
Fica
Foge...
Indecisão
Da vida
Tudo
Foge
Tudo
Fica na vida
De um jovem.

Valter Bitencourt Júnior