Coleção pessoal de thuliomtdc

41 - 60 do total de 109 pensamentos na coleção de thuliomtdc

A necessidade nunca fez bons negócios.

Benjamin Franklin

Não sou a boca que convém a esses ouvidos

Nietzsche
19 compartilhamentos

Dá-me a castidade e a continência, mas não agora.

Santo Agostinho

Eu quisera, nos meus antagonistas, se não justiça para comigo, ao menos lógica na ligação entre as suas premissas e as suas conclusões.

Rui Barbosa

Se a teoria entra em conflito com os fatos, tanto pior para os fatos.

Johann Fichte
338 compartilhamentos

Ninguém entende de verdade a política até compreender que os políticos não estão tentando resolver os nossos problemas. Eles estão tentando resolver seus próprios problemas - dentre os quais ser eleito e reeleito são número 1 e número 2. O que quer que seja o número 3 está bem longe atrás.

Thomas Sowell

Sem a loucura que é o homem
Mais que a besta sadia,
Cadáver adiado que procria?

Fernando Pessoa
124 compartilhamentos

Filosofar é aprender a morrer.

Platão
10 compartilhamentos

Sejam resolutos em não servir e vocês serão livres.

Étienne de La Boétie
78 compartilhamentos

A cadela do fascismo está sempre no cio.

Bertolt Brecht
1.1 mil compartilhamentos

No final, não nos lembraremos das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos.

Martin Luther King
14 mil compartilhamentos

Toda badalada nos fere, a última nos mata.

Provérbio Latino

É pela automaticidade do castigo, e não por inspiração divina, que os empresários privados não param de pensar em custos.

Roberto Campos

Tudo o que era sólido se desmancha no ar, tudo o que era sagrado é profanado, e as pessoas são finalmente forçadas a encarar com serenidade sua posição social e suas relações recíprocas.

Karl Marx
723 compartilhamentos

Conheço a minha sina. Um dia, meu nome será ligado à lembrança de algo tremendo - de uma crise como jamais houve sobre a Terra, da mais profunda colisão de consciência, de uma decisão conjurada contra tudo o que até então foi acreditado, santificado, querido. Eu não sou um homem, sou dinamite.

Friedrich Nietzsche
273 compartilhamentos

Temo que não nos livremos de Deus porque ainda acreditamos na gramática...

Friedrich Nietzsche

(...)
O que sou e como penso,
Aqui vai com todo o senso,
Posto que já veja irados
Muitos lorpas enfunados,
Vomitando maldições
Contra as minhas reflexões.
Eu bem sei que sou qual Grilo
De maçante e mau estilo;
E que os homens poderosos
Desta arenga receosos,
Hão de chamar-me tarelo,
Bode, negro, Mongibelo;
Porém eu, que não me abalo,
Vou tangendo o meu badalo
Com repique impertinente,
Pondo a trote muita gente.
Se negro sou, ou sou bode,
Pouca importa. O que isto pode?
Bodes há de toda a casta,
Pois que a espécie é muita vasta...
Há cinzentos, há rajados,
Baios, pampas e malhados,
Bodes negros, bodes brancos ,
E, sejamos todos francos,
Uns plebeus, e outros nobres,
Bodes ricos, bodes pobres,
Bodes sábios, importantes,
E também alguns tratantes...
Aqui, nesta boa terra,
Marram todos, tudo berra;
Nobres Condes e Duquesas,
Ricas Damas e Marquesas,
Deputados, senadores,
Gentis-homens, vereadores;
Belas Damas emproadas,
De nobreza empantufadas;
Repimpados principotes,
Orgulhosos fidalgotes,
Frades, Bispos, Cardeais,
Fanfarrões imperiais.
Gentes pobres, nobres gentes,
Em todos há meus parentes .
Entre a brava militança
Fulge e brilha alta bodança ;
Guardas, Cabos, Furriéis,
Brigadeiros, Coronéis,
Destemidos Marechais,
Rutilantes Generais,
Capitães de mar e guerra,
— Tudo marra, tudo berra —
Na suprema eternidade,
Onde habita a Divindade,
Bodes há santificados,
Que por nós são adorados.
Entre o coro dos Anjinhos
Também há muitos bodinhos. —
O amante de Siringa
Tinha pêlo e má catinga;
O deu Mendes, pelas contas,
Na cabeça tinha pontas;
Jove quando foi menino,
Chupitou leite caprino;
E, segundo o antigo mito,
Também Fauno foi cabrito.
Nos domínios de Plutão,
Guarda um bode o Alcorão;
Nos lundus e nas modinhas
São cantadas as bodinhas:
Pois se todos têm rabicho ,
Para que tanto capricho?
Haja paz, haja alegria,
Folgue e brinque a bodaria;
Cesse, pois, a matinada,
Porque tudo é bodarrada.

Luiz Gama
1 compartilhamento

Em nome do céu, nega-se a terra.

Friedrich Nietzsche

Estive pensando e conclui que sou o homossexual que muitos odeiam, o negro que muitos evitam, o pobre que ninguém vê, o nordestino que muitos ferem chamando de Paraíba.
Sou o silêncio corrupto dos falsos, o semblante constrangedor do hipócrita, a mentira de ocasião dos boçais.
Sou a postura sem vergonha do político, a violência matinal das grandes injustiças. Sou a droga infame que destrói.
Sou a barbárie insuflada nas hordas organizadas das paixões descabidas.
Sou o medo crônico dos corretos que não se mostram. Sou a covarde omissão da maioria.
Eu me chamo preconceito.

professor Galvão

O eu não é senhor em sua própria casa.

Sigmund Freud