Coleção pessoal de suellen7455

1 - 20 do total de 84 pensamentos na coleção de suellen7455

Porque há o direito ao grito.
Então eu grito.

Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não entender, mas não como um simples de espírito. O bom é ser inteligente e não entender. É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida. É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice. Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco. Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.

... estou procurando, estou procurando. Estou tentando entender. Tentando dar a alguém o que vivi e não sei a quem, mas não quero ficar com o que vivi. Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda.

Terei toda a aparência de quem falhou, e só eu saberei se foi a falha necessária.

Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta continuarei a escrever.

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.

Sim, minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.

⁠Entre ser ou ter, prefira ser.
Entre saber ou não saber, escolha o conhecimento.

Agora…
Se ainda lhe restar dúvidas entre ser ou não ser,
não encontre a resposta.
Concentre-se em ser a própria questão.

Não tenha rumo fixo,
faça o teu caminho ao andar.
Não em busca de ser notado por feitos,
mas a cada dia dar mais um passo adiante,
pavimentando a rótula da tão sonhada felicidade.

Tua, exclusiva.
Intrínseca a ti, o único que é capaz de senti-la.
Se terceiros a perceberem em tua face, ótimo,
difícil será esconder…

Mas quando feliz tu estiveres…
Ah, este será o menor dos teus objetivos,
ou, certamente,
não estará mais entre eles.

Atingirás então o nirvana,
de contentar-se consigo mesmo.
De ensimesmado se bastar, e…

Isto é raro,
valioso,
precioso…
Infinito dentro de qualquer ser que chega a este ponto,
de entender que o grandioso, unicamente habita o simples.
E estranho seria se não fosse.

Até mais, a vida me chama,
preciso viver!

⁠ESTRELAS

Meu bem
Eu te levei às estrelas,
Te dei minha constelação,
Fomos de Rio a mar,
De inverno a verão.

Meu bem,
Nós tivemos as estrelas,
Foi nosso maior troféu,
Fomos do outono a primavera,
Fomos do inferno ao céu.

Meu bem,
Você me deu as estrelas,
Foi o teu maior presente,
E em meio a esse universo
Eu caí, inocentemente.

⁠-Não escrever é como não poder existir.
Se perder como se fosse apenas um traço.
O ser vira este bagaço,desistir.
Ter arrancado os braços numa mutilação
de si.Travado até virar um poema apagado.
Com fome de sentimentos,
perdido entre seus espaços.

Um condenado querendo sentir
a inspiração novamente fluir.
Um recado confinado,um abafo
gritando letras dentro de mim.
Escrever é um vício que nunca tem fim.

⁠Me lembro como se fosse uma cena
De um filme romântico dos anos 70
Onde corremos pros braços um do outro
E através de simples olhares
A mente parava quando a gente estava
Perto um do outro, a qualquer momento
Eternizava
Eu queria retornar no tempo
Pra desfazer certos momentos
Que eu me arrependo de ter feito
Olhar teus olhos e com palavras
Te convencer que certas mancadas
Eu não vou repitir
Eu juro...
Eu juro...
Eu juro...
Ahh Ahh Ahh
Juro não cometer os mesmo erros que um dia cometi
Reconstruir a confiança que um dia tinhas em mim
Te convencer que naquele tempo era só alegria
Entre você e eu
Eu juro...
Eu juro...

Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo.

Quero apenas cinco coisas...
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.

As sem-razões do amor

Eu te amo porque te amo,
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.

AMO-TE

Amo-te quanto em largo, alto e profundo
Minh'alma alcança quando, transportada,
sente, alongando os olhos deste mundo,
os fins do ser, a graça entresonhada.

Amo-te a cada dia, hora e segundo
A luz do sol, na noite sossegada
e é tão pura a paixão de que me inundo
Quanto o pudor dos que não pedem nada.

Amo-te com a dor, das velhas penas
com sorrisos, com lágrimas de prece,
e a fé de minha infância, ingênua e forte.

Amo-te até nas coisas mais pequenas,
por toda vida, e assim DEUS o quiser
Ainda mais te amarei depois da morte.

So erra quem produz.Mas, so produz quem não tem medo de errar.

Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.

Todos nós nascemos originais e morremos cópias.

Não corrigir nossas faltas é o mesmo que cometer novos erros.

NADA COMO O TEMPO

Com o tempo, você vai percebendo que, para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!