Coleção pessoal de silviapmaia

1 - 20 do total de 125 pensamentos na coleção de silviapmaia

O amor acabou comigo. Sinto frio na alma. Sinto sede de amor e já não tenho. Os galhos das arvores estão mortos. Minha vida virou nada, rotina pura. Transformar o passado não posso. Ah, se pudesse. Ah se pudesse. Viveria outra vida
16/04/17

Silvia Aparecida Maia

O que aconteceu com a gente?
Tudo foi mudando e agora nem sei mais quem você é e nem mais sei quem sou.
Tenho saudades de algo que já aconteceu, de momentos maravilhosos que achei que passamos juntos.
Hoje não sei mais se me enganei e se aqueles momentos foram apenas sonhos meus.
A vida faz isso com a gente. Abre portas por onde não deveríamos entrar e quando queremos sair a porta se escancara e nos põe para fora de uma forma dolorida demais.
O que aconteceu com a gente eu não sei. Não sei mais que rumo tomar, por onde recomeçar. Você era meu porto seguro e agora estou a deriva num mar de solidão. 22/05/2015

Silvia Aparecida Maia

Saber
O Encantamento do Saber
Que delícia é poder ir ao encontro dos conhecimentos. Deliciar-se com o caminhar das formigas, parte de nossa rotina, até seu destino final carregando seu alimento, parando para noticiar alguma coisa para suas irmãs companheiras. Saber que o sol, esse astro rei, brilha todos os dias e é humilde o bastante para retirar-se lentamente e dar lugar à lua e suas reluzentes estrelas. Conhecer é encantador, saber como funciona a natureza, as árvores, as plantas e para que servem. Ver os animais fazendo sua função na face da terra. Tantos números apareceram em nossas vidas e nos mostram como medir o tempo, medir a terra, pressão, marcar onde moramos e nos fazer conectar com outras pessoas através do ID na internet e os celulares... Ah! Os celulares com tantos numeros e tantas opções para nos distrair e esquecer dos problemas do dia a dia. A invenção da roda foi uma das maiores e a qual devemos quase tudo, conhecer outros lugares com maior rapidez, voar pelo céu azul e pousar em terras distantes.
Saber é maravilhoso!
Engenheiros fazem as plantas de arranha-céus e pedreiros executam suas ideias transformando-as em realidade. Os médicos sabem os mecanismos de nossos corpos e salvam vidas na correria do seu dia a dia como a corrente sanguínea que constantemente se movimenta para que a vida aconteça.
Milhares de escritores construíram e constroem sonhos através de seus livros e compartilham com todos nós a possibilidade de sonhar seus sonhos e viajar nas suas palavras. Conhecer os saberes que nos cercam nos torna mais sabios,mais sensíveis para valorizar a beleza que existe ao nosso redor.
A sede de saber tem que ser saciada com a busca do novo. A cada dia que passa nos tornamos mais sabios, conhecedores de experiencias já vividas, podemos ensinar o que pode dar certo e o que não.
A linguagem! É maravilhoso este saber! Conhecer como juntar letras, formar palavras, sentenças, sentidos! Maravilha poder comunicar ideias através da fala e da escrita, através de desenhos, números, sabores, odores. Ter a ganância pelo conhecimento é o vício que todos deveriam ter pois este constrói mentes mais esclarecidas, mais conhecedoras do mundo e mais úteis. 28/04/2015

Silvia Aparecida Maia
1 compartilhamento

Sinto meu corpo arder
A febre da falta de você!
Sem seu calor tudo ficou cinza
As cores se foram
Um nada preencheu um vazio ainda maior
Saudades de você meu amor
Amor que só eu amei
Amor que só eu esperei
Amor que não me viu
Não viu as minhas expectativas
Não me amou mas me desejou
Desejos passam
O amor não existiu...
20/04/2015

Silvia Aparecida Maia

Esperei muito um momento
Momento em que ficaríamos juntos para sempre
Nada aconteceu
Hoje estou sem você
Sem seu sorriso, seu jeito amigo de ser
O tempo passou e nada, nada aconteceu.
Esperei tanto que a vida passou
Hoje só me resta lembrar
Do que um dia esperei que acontecesse
Você não me quis
Isso doeu demais mas eu consegui sobreviver
Sobrevivi ao tempo de espera
Ao amor não correspondido
Aos sonhos que sonhei só.
Hoje nada mais me resta
A não ser viver
O que não é mau
Pois ainda posso encontrar
Alguém que possa me amar de verdade! 20/04/2015

Silvia Aparecida Maia

Hoje vejo o quanto sonhei
Sonhos errados
Sonhos mal arrumados
Sonhos sonhados só
Hoje eu entendo que
nada era real
Tudo que pensei, senti
vivi, sonhei não passou
de um sonho sonhado só.
Hoje não preciso de você!
Basta a minha presença
Para eu ser feliz
Hoje! 20/04/2015

Silvia Aparecida Maia

O mais importante da vida é a vida que a gente leva. Querer viver o máximo das emoções e enfrentar todos os medos é o caminho mais seguro para se viver! O Hoje é o dia mais importante que temos pois o amanhã nem sabemos se virá.

02/04/2015

silvia aparecida maia

Verdade seja dita
Viver é difícil
Morrer é difícil
Fazer o que?
Viver é mais fácil
Morrer é complicado
E agora?
Viver com certeza!
Morrer Nunca!
29/03/2015

Silvia Aparecida Maia

A noite chega,
Mais uma oportunidade de mudar
Mais uma chance de acordar,
Mais sonhos para sonhar.
A noite chega,
Com ela chega m as estrelas
Chegam céus impenetráveis
Da noite que avança.
Centro de tudo
A terra azul
A terra marrom
A terra vermelha
Vermelha como o sangue
Que nela habita
Vermelha como a vida
Que em suas veias corre
Viver, morrer, sonhar,
Tudo de uma vez
No coração vai ficar!
29/03/2015

Silvia Aparecida Maia

Sou poder, sou força
Sou alguém que vive no mundo
Em que tudo é revelado
Sou poeta e despoetizo a poesia
Sou poeta e construo palavras
Sou construtor da ideia
Sou viciado em imaginação
Não sou drogado, minha droga é
Viver nesta terra sem dono,
Minha droga é ser um ser invisível
Minha droga é correr atrás do que
Não se pode ver
Nem de perto e
Nem de longe
Sou poeta e descontruo o presente
Apresentando o futuro
Hoje não vejo, mas por ele,
Tenho no horizonte
Algo para viver!
29/03/2015

Silvia Aparecida Maia

Recomeço do começo!
Tenho a vida para viver
Tenho sonhos para sonhar
Tenho amor para dar
Tenho coração para amar
Busco a vida como é,
Busco sonhos que aconteçam,
Busco amor para amar,
Busco um coração para compartilhar!
Sou vida e vou viver,
Sou sonhos e vou sonhar,
Sou amor e vou amar,
Sou coração e vou sentir
Novo amor vai chegar
Novo amor vai chegar
As portas vão se abrir
Vou então ser feliz!
Feliz vou ser!
29/03/2015

Silvia Aparecida Maia

Não quero mais!
Cansei!
Sei que não posso julgar,
Mas, cansei!
Cansei de ser triste,
Cansei de ser só estando acompanhada,
Cansei de chorar por um amor que
Nunca, nunca foi meu de verdade.
Amor universal é amor sem dono
Todo mundo é seu dono, mas ninguém o tem.
Que injustiça com um coração que sonha
Com um ser que busca a felicidade,
Que busca um amor só seu!
Cansei de ser o tudo por nada
Cansei de ser feliz por ser o que não era,
O que não queria ser,
Que novos ventos
passem por mim e
Me levem para terras
onde o amor
Possa acontecer!
29/03/2015

Silvia Aparecida Maia

Ah! O amor!
Que sentimento estranho,
Deixa o coração feliz e
Ao mesmo tempo ...
Desesperado!
Amor, Ah, esse amor tristonho,
Que não quer entrar de vez
Na porta do meu coração.
Ah! Que amor sem vergonha!
Não me querendo assim
Fica mais distante de mim
Esse amor louco e morto
Morreu sem antes se mostrar
Ao mundo sua beleza que
Um dia existiu.
Amor intelectual, fatual,
Amor inteligente e sem sentido.
Amor me deixou um vazio
Esse vazio não quero preencher
Agora meu eu está repleto de meu eu
Está feliz assim!
Ah, amor que não é meu
Receba hoje meu Adeus!
29/03/2015

Silvia Aparecida Maia

Nosso mundo
O mundo gira e muda
O homem muda e gira
A vida se transforma
O dia não é mais dia
A noite não é mais noite
Dorme-se no dia
Levanta-se na noite
O sol apaga
A lua brilha
O mar se afasta
O mar se enche
De tudo o que não precisa
Lixo é seu alimento
A água se suja e se mexe
Vida se acabando
Esperança se findando
Final dos tempos chegando!
Silvia Aparecida Maia- 29/03/2015

Silvia Aparecida Maia

Tenho pensado muito a respeito da inversão de valores que estamos vivenciando no Brasil, não sei se em outros países é assim também. Mas, pense, aquele que deve é protegido pela lei e aquele que cobra pode ser julgado por ter cobrado o que lhe é devido! As pessoas matam abertamente, a impunidade aos roubos, a policia dentro do trafico, os correios sendo vitimas de seus funcionários, liberando cartões de créditos que não são entregues aos seus donos, para bandidos que os clonam e roubam seus proprietários. Um governo corrupto, uma eleição duvidosa, um povo sem rumo, sem saber para que lado bandear pois a bandidagem impera e o medo vem junto. Ninguém pode falar a verdade porque pode ser punido por isso. Inocentes passam anos na cadeia por nada e bandidos nunca são presos. É ou não é uma grande inversão? Para mim é a ruína de um povo, ou como disse Jõ Soares, será que temos que trocar de povo? Será mais fácil trocar o povo do país do que liberar a punição correta e a justiça? Um juiz cobra de uma policial indenização por ter feito seu serviço com clareza e sem tomar partido. A lei é igual para todos disse ela, mas será que é? Não! Definitivamente não é!
Estou desanimada, com 57 anos de idade nunca havia passado por uma crise tão grande de abstenção da realidade. Vivemos um grande pesadelo. É claro que quando o Collor fez a bagunça com o dinheiro do povo, foi a pior coisa que aconteceu para quem tinha dinheiro em contas ou poupanças. Eu também perdi. Mas houve uma reação popular e ele saiu e caiu. E agora? O que mais falta não acontecer?

Silvia Aparecida Maia
1 compartilhamento

Um sonho que se sonha só é apenas um sonho que se sonha porém um sonho que se sonha junto é realidade!
Minha amiga querida partiu dia 11 de novembro de 2014. Professora, gentil, amável e de caráter impecável. O paraíso ganhou mais um anjo e nós ficamos sem mais um. Hedy! Em homenagem a você que viveu seus sonhos com muita realidade!

Silvia Aparecida Maia

Assistir TV não dá mais, ver coisas forjadas para mudar seu pensamento que já não é muito certo pois tudo o que fazem com a gente é manipular o tempo todo. Tanto faz que canal você ligue, todos estão te manipulando. Melhor ler um livro e viajar nos seus pensamentos e imaginação, melhor fazer artesanato e ocupar seu corpo e mente do que ficar engolindo ervas daninhas que são derrubadas sobre você o tempo todo durante as transmissões televisivas. Facebook? Não dá também, é em parte bom para você fazer uma propaganda mas não te acresce em nada. Fofocas, vidas alheias abertas ao publico. Isto não é vida! Vida é sair do seu mundinho e no minimo conversar com um amigo, fazer uma comida gostosa, olhar o céu cheio de estrelas, admirar o canto dos pássaros. Se olhar no espelho e gostar de você mesmo, e não ficar com problemas porque a mídia quer que todos fiquem com o mesmo corpo e mesmo cérebro. Precisamos sair desta embrulhada e tomar uma providencia que só pode partir de dentro da gente. Tomar uma decisão e viver a vida própria sem interferência dos outros.

Silvia Aparecida Maia
1 compartilhamento

O planeta Terra está passando por uma fase difícil, falta água num lugar, tem demais em outro. Catástrofes acontecendo em todos os lugares. E tem gente esperando o fim do mundo. Não se vê quase nada de bom na TV, só notícias ruins, roubos, assassinatos, sequestros, manifestações com gente ferida, desastres por todos os cantos do mundo. E ainda estão esperando o fim do mundo? O que falta? Acabar tudo tudo e ficar zerado? Só se for isto o que estão esperando. Não dá mais para ficar parado, mas fazer o que? Não se confia na policia, não se confia na justiça, não se confia no vizinho, não se confia em mais ninguém. Como se faz para voltar o tempo? Não dá não é? Pois então é o fim dos tempos que chega de mansinho sem ninguém se dar conta que já estamos vivendo o Apocalipse.
11/05/14

Silvia Aparecida Maia

Quando temos verdadeiramente um amor, nunca sentimos tristeza, solidão, raiva, desespero. O amor tudo cura!

Silvia Aparecida Maia

As vezes palavras são como espada e fere profundamente, as vezes palavras são alívio e fazem com que aguentemos a dor, as vezes palavras nos dão animo e nos fazem seguir em frente, palavras são ferramentas preciosas e ao mesmo tempo perigosas. As palavras são alento, são desabafos, são espadas. Tudo vem com as palavras certas e tudo se vai com as erradas.
10/05/14

Silvia Aparecida Maia