Coleção pessoal de RWinnick

1 - 20 do total de 21 pensamentos na coleção de RWinnick

É como se eu tivesse preza no meio de uma rio congelado, do ponto onde eu to até a margem do rio, que é onde você ta, é um "campo minado" pra todo lado que eu olho só vejo uma imencidão de nada, a copa das arvores esta coberta de gelo.

Você esta indo embora e me deixando aqui presa, eu não posso me mecher, não posso me deixar levar pelo impulso, o desespero toma conta da minha mente fazendo com que eu grite seu nome, mais nem assim você não vem.

A rachadura esta se estendendo, e eu continua ali parada deixando que todas as lembraças vão embora e a que a raiva de mim fique no lugar. Quem eu era naquele instante não importava mais, estava mais preocupa com que me tornei.

Depois de tanto tempo e ainda pareçe que to preza no gelo.

R.W

É engraçado como as coisas mudaram tão depressa, sua ausência não me incomoda mais.
Achei que aquele dia quando me pediram para fazer um barquinho de papel de tridend, você falaria algo. Mas o silêncio ao te olhar me fez entender que você ainda sente minha falta, e eu? Bem eu, continuo seguindo sem muito o que falar sobre tudo que me fez descobri o quão importante pode ser alguém na minha vida.
Na noite daquele mesmo dia chorei muito, achei que seria mais fácil mas nada é fácil. Senti um dor muito grande como se meu coração estivesse apertado, porque depois de tanto tempo ainda sinto sua falta.

R.W

As vezes é bom deixar as coisas quietas, sabe?! Como se nunca divesse acontecido.
To sentindo ela ir todo dia um pouco mais ainda não sei oque fazer se acontecer acho que perderia os sentidos. Talvez não seja eu a pessoa certa, uma parte de mim é calma e tem certeza que tudo vai fica bem e a outra parte tem medo de como faria tudo fica bem as vezes penso que não seria o suficiente Deus como isso é ridículo, mas da medo entende? Medo de não sobrar nada e s não sobrar nada não sei se sou tão forte pois essa menina ja chego mais fundo que qualquer outro alguém.
Agora ela ta dormindo do meu lado tão calma e eu aqui perdendo uma noite de sono porque não consigo ter confiança o bastante. Foda!

R.w

Você já amo antes?
Sabe desses amores que te da vontade de viver, que rompe todas as barreiras já impostas pela física ou qualquer uma “merda” de linha imaginaria, que faz sua vida e todas as coisas que nela existe inclusive você mesmo brilhar, que faz você se sentir um super herói e não importa o quão isso é ridículo, mas por essa pessoa talvez usasse cuecas por cima das calças. E quando ela sorri você sorri também, pelo fato de que por uma fração de segundos conseguisse sentir todas as cores existentes nos seus olhos, e quando você se pega olhando no espelho e não consegue ver seu próprio reflexo porque você inteiro já não é mais seu, e não importa o quanto lute contra isso!
Quando na sua cabeça vem milhões e trilhões de palavras para tenta descrever oque ela é, mas não consegue colocar uma só para fora, porque a pureza existente nos seus olhos é tão estonteante que todas as palavras que existem no mundo seriam “nada” perto do infinito dentro de você. Que faz olha para foto dessas de família de margarina, e ver a sua família ali,e logo em seguida se levantar e ficar se olhando no espelho de volta.
Esse tipo de sentimento que na verdade é uma ligação, só acontece uma ou duas vezes na vida dependendo do quanto à sorte estiver o seu favor, e não adianta tenta sentir isso por outro alguém, porque vai chegar uma hora em que o cansaço vai bater na porta, e todas suas verdades e mentiras vão ser vomitadas bem em cima da sua cabeça, e nessa hora meu amigo que água já esta batendo no seu pescoço. Pra terminar vou deixa para você que esta ai do outro lado lendo esse monte de nada, um conselho.
Você já se ligou antes?!

R.Winnick
1 compartilhamento

Para que dar tantas voltas
Se a segurança da qual você precisa
Só encontrara nos meus olhos
Nos nunca estivemos tão perto
Mas ao mesmo tempo tão distantes
A forma como você respira
Me faz acredita que a vida é simples
Volte correndo para casa
Me traga a paz que só você sabe dar
Pra que eu possa fechar meus olhos
Deixe eu sentir seus sonhos
Me ame como se a morte fosse certa

R.Winnick

Square

Hey, lebram quando num dia frio como hoje
nos estaríamos sentados naquela ponte
cercados por arvores e duendes
dormiríamos em gotas de “orlhavo”.
E agora? Oque sobro?
Alem desse buraco no peito em forma de quadrado.
Será que realmente não valeu de nada?
E o pra sempre? Onde fica?
Éramos tão ingênuos de acredita no infinito
Que muitas vezes parecia real
Não existe quem erro ou uma ponta mais fraca
Nos quatro erramos em desistir um dos outros
Não lutamos, nem sequer um dia
Mais já paro pra pensa que nos juntos éramos invencíveis
Igual o refrão daquela musica que dizia
“Tonight
We are young
So let's set the world on fire
We can burn brighter
Than the sun “.

R.Winnick

"Queria assistir um video sem sentido, igual daquele filme do qual não me esforço pra tentar lembra o nome, mas que me da certeza de que existira vida por mais uma semana, esse com certeza seria um motivo perfeito pra viver sem medo."

R.Winnick

Não consigo me desprende
eu corri, gritei e chorei.
Mais nada disso
me trouxe você.
Foi quando já cansada de tudo
eu dancei, sorri e brinquei.

Afinal para que serve o desespero
se não existe consolo.
Agora longe de tudo
que um dia lutei.
É mais fácil não sabe
aonde você vai, ou oque ta fazendo.

Simples assim
sem mais nem menos.
Só eu.
E você.
Fazendo oque tem que ser feito
dizendo oque tem que ser dito.

R.W

Não chegue muito perto
tenho medo de você se perde.
È muito frio e escuro aqui dentro
e eu não quero te envolver nisso.
De que lugar você veio?
Essa é a única pergunta
que eu consigo me faze agora.

Eu quero saber de coisas
sobre você.
Mas não me faça perguntas
que eu não posso responde.
É difícil tenta explica
oque todos querem sabe.

Um dia você está andando sozinho
e no outro você se sente dois.
Você me olha com cara de assustada
como se eu fosse te fazer alguma coisa.
Essas pessoas são tão desnecessárias
quando você esta aqui.

R.W

A vida é como um sonho; é o acordar que nos mata.

Virginia Woolf
1026 compartilhamentos

O preço barato do papel é a razão por que as mulheres começaram por ter êxito na literatura, antes de o alcançarem noutras profissões.

Virginia Woolf
49 compartilhamentos

É fácil dizer-se que não é um grande livro. Mas que qualidade lhe faltará? Talvez a de nada acrescentar à nossa visão de vida.

Virginia Woolf
68 compartilhamentos

As mulheres, durante séculos, serviram de espelho aos homens por possuírem o poder mágico e delicioso de refletirem uma imagem do homem duas vezes maior que o natural.

Virginia Woolf
386 compartilhamentos

Confissão

À espera da morte
como um gato
que saltará sobre a
cama

Sinto terrivelmente por
minha esposa

Ela verá este
corpo
duro e
branco

Vai sacudi-lo uma vez, depois
quem sabe
outra:

"Hank!"

Hank não
responderá.

Não é minha morte o que
me preocupa, é minha mulher
abandonada com este
monte de
nada.

Quero
no entando
que ela saiba
que todas as noites
dormindo
ao seu lado

Que mesmo as discussões
inúteis
sempre foram
esplêndidas

E que as palavras
difíceis
que sempre temi
dizer
podem agora ser
ditas:

Eu te
amo.

Charles Bukowski
454 compartilhamentos

Encurralado

Bem, eles diziam que tudo terminaria
assim: velho. o talento perdido. tateando às cegas em busca
da palavra

ouvindo os passos
na escuridão, volto-me
para olhar atrás de mim…

ainda não, velho cão…
logo em breve.

agora
eles se sentam falando sobre
mim: “sim, acontece, ele já
era… é
triste…”

“ele nunca teve muito, não é
mesmo?”

“bem, não, mas agora…”

agora
eles celebram minha derrocada
em tavernas que há muito já não
frequento.

agora
bebo sozinho
junto a essa máquina que mal
funciona

enquanto as sombras assumem
formas

combato retirando-me
lentamente

agora
minha antiga promessa
definha
definha

agora
acendendo novos cigarros
servido mais
bebidas

tem sido um belo
combate

ainda
é.

Charles Bukowski

Um Poema de Amor

Todas as mulheres
todos os beijos as
diferentes formas que amam e
falam e carecem.

suas orelhas todas elas têm
orelhas e
gargantas e vestidos
e sapatos e
automóveis e ex-
maridos.

na maioria das vezes
as mulheres são muito
quentes elas me lembram
torrada com a manteiga
derretida
nela.

está estampado no
olhar: elas foram
tomadas elas foram
enganadas. eu nunca sei o que
fazer por
elas.

sou
um bom cozinheiro um bom
ouvinte
mas nunca aprendi a
dançar — eu estava ocupado
com coisas maiores.

mas eu apreciei suas variadas
camas
fumando cigarros
olhando para o
teto. não fui nocivo nem
desleal. apenas
um aprendiz.

eu sei que todas têm
pés e descalças elas andam pelo piso enquanto
eu olho suas modestas bundas no
escuro. sei que gostam de mim, algumas até
me amam
mas eu amo muito
poucas.

algumas me dão laranjas e vitaminas;
outras falam mansamente da
infância e pais e
paisagens; algumas são quase
loucas mas nenhuma delas deixa de fazer
sentido; algumas amam
bem, outras nem
tanto; as melhores no sexo nem sempre são as
melhores em outras
coisas; cada uma tem seus limites como eu tenho
limites e nós aprendemos
cada qual
rapidamente.

todas as mulheres todas as
mulheres todos os
quartos
os tapetes as
fotos as
cortinas, é
algo como uma igreja
raramente se ouve
uma risada.

essas orelhas esses
braços esses
cotovelos esses olhos
olhando, o afeto
e a carência eu tenho
agüentado eu tenho
agüentado.

Charles Bukowski
70 compartilhamentos

outra cama



outra cama
outra mulher

mais cortinas
outro banheiro
outra cozinha

outros olhos
outro cabelo
outros
pés e dedos.

todos à procura.
a busca eterna.

você fica na cama
ela se veste para o trabalho
e você se pergunta o que aconteceu
à última
e à outra antes dela…
é tudo tão confortável —
esse fazer amor
esse dormir juntos
a suave delicadeza…

após ela sair você se levanta e usa
o banheiro dela,
é tudo tão intimidante e estranho.
você retorna para a cama e
dorme mais uma hora.

quando você vai embora é com tristeza
mas você a verá novamente
quer funcione, quer não.

você dirige até a praia e fica sentado
em seu carro. é meio-dia.

— outra cama, outras orelhas, outros
brincos, outras bocas, outros chinelos, outros
vestidos
cores, portas, números de telefone.

você foi, certa vez, suficientemente forte para viver sozinho.
para um homem beirando os sessenta você deveria ser mais
sensato.

você dá a partida no carro e engata a primeira,
pensando, vou telefonar para janie logo que chegar,
não a vejo desde sexta-feira.

Charles bukowski
2 compartilhamentos

Uma palavrinha sobre os fazedores de poemas rápidos e modernos

É muito fácil parecer moderno
enquanto se é o maior idiota jamais nascido;
eu sei; eu joguei fora um material horrível
mas não tão horrível como o que leio nas revistas;
eu tenho uma honestidade interior nascida de putas e hospitais
que não me deixará fingir que sou
uma coisa que não sou —
o que seria um duplo fracasso: o fracasso de uma pessoa
na poesia
e o fracasso de uma pessoa
na vida.
e quando você falha na poesia
você erra a vida,
e quando você falha na vida
você nunca nasceu
não importa o nome que sua mãe lhe deu.
as arquibancadas estão cheias de mortos
aclamando um vencedor
esperando um número que os carregue de volta
para a vida,
mas não é tão fácil assim—
tal como no poema
se você está morto
você podia também ser enterrado
e jogar fora a máquina de escrever
e parar de se enganar com
poemas cavalos mulheres a vida:
você está entulhando a saída — portanto saia logo
e desista das
poucas preciosas
páginas.

Charles Bukowski
1 compartilhamento

Poema nos meus 43 anos

Terminar sozinho
no túmulo de um quarto
sem cigarros
nem bebida—
careca como uma lâmpada,
barrigudo,
grisalho,
e feliz por ter um quarto.
…de manhã

eles estão lá fora
ganhando dinheiro:
juízes, carpinteiros,
encanadores , médicos,
jornaleiros, guardas,
barbeiros, lavadores de carro,
dentistas, floristas,
garçonetes, cozinheiros,
motoristas de táxi…
e você se vira
para o lado pra pegar o sol
nas costas e não
direto nos olhos.

Charles Bukowski

Quatro e meia da manhã

os barulhos do mundo
com passarinhos vermelhos,
são quatro e meia da
manhã,
são sempre

quatro e meia da manhã,
e eu escuto
meus amigos:
os lixeiros
e os ladrões
e gatos sonhando com
minhocas,
e minhocas sonhando
os ossos
do meu amor,
e eu não posso dormir
e logo vai amanhecer,
os trabalhadores vão se levantar
e eles vão procurar por mim
no estaleiro
e dirão:
“ele tá bêbado de novo”,
mas eu estarei adormecido,
finalmente, no meio das garrafas e
da luz do sol,
toda a escuridão acabada,
os braços abertos como
uma cruz,
os passarinhos vermelhos
voando,
voando,
rosas se abrindo no fumo
e
como algo esfaqueado e
cicatrizando,
como 40 páginas de um romance ruim,
um sorriso bem na
minha cara de idiota.

Charles Bukowski