Coleção pessoal de risomarsilva

181 - 200 do total de 291 pensamentos na coleção de risomarsilva

Esquarteja meus sonhos na varanda, tal qual um olhar, diluído em arco-íris. Elucida minha procura lesiva.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

A continuidade da vida é um enigma fantástico!

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'FERIADO'

A sombra mórbida deixa uma inquietude aparente. Algumas árvores embaçam a visão rumo ao estreito rio representando calmaria. Peixes esboçam o que de mais belo existe na natureza. O balançar da rede entra em harmonia com a brisa de inverno e o cantar dos pássaros, intrínseco a outros cantos, soa longínquo.

Casa de palha e um velho barco esquecido demonstra pulsação, temporada. Uma velha tralha de pesca, sem cor, fala do tempo fatigado. A água com seus sons melodiosos atraí o sol com seu olhar ofuscante. Olhos pontiagudos, mas suportável. Tudo tranquilo! Exceto meu coração, louco e distraído.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

A vida é um pouco 'disso' misturado à 'aquilo'. Mistura invulgar. Cachoeiras. Ribanceiras. A vida torna-se retratos. Cria novos quadros. A vida só faz sentido quando a soma dos vários sorrisos, tornam-se maiores e verdadeiros.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

Tenho que desapegar-me. O tempo esfumaça tão rápido. Não quero que seja dolorido quando disseres> deixa eu seguir meu caminho!

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'CABOC[L]0'

Ele se foi e deixou uma
Saudade na cabana. Os
Olhos, misturado com o
Atrito das mãos,
Derramaram a
Vermelhidão por várias
Noites em alvorada.
Simplório, sem brilho e
Sem calor para aquecer
O mundo, devastou
corações e
Transformou-as em
Amizades. Dos troncos
Perdidos, fez raízes.
Das flores, perfumes
Verdadeiros. A forma
Tangente da última
Expressão fala ao mundo
Despercebido: ainda
Estou vivo! Respirando
Os sonhos de outrora.

by Risomar Silva.

Uma breve homenagem ao meu
amigo caboc[l]o. Que se foi...

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'Vejo cada absurdos nesse mundo. Nesses meus anos e anos de vida, nunca compreendi os reais propósitos de Deus

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

Já pensou que suas 'verdades' podem ser 'verdadeiras farsas'? Embora difícil, não se deixe levar por meias verdades ou emoções passageiras.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'PROSAICO'

Linhas trançadas e o azul meio amarelado amorna o infinito.
Acima das águas turvas, acinzentada com as mãos entrelaçadas no medo. Tenta gritar, mas ele afugenta-se.
Direciona-se à alma, espetando o sol sem reflexo.
Mutilado em pensamentos, o azul subterrâneo transforma-se ...

E a pausa, agora loucura, fez-se revoada.
O trilhar da esperança, face oculta dos sonhos, deixa a clarão do rosto sombria.
E a fantasia da felicidade, fez-se gelo.
Escorregadia rumo à mãe terra, esfacelando-se no ar.
Voltando de onde outrora saiu medonho.
É assim que direciono o teu rosto: prosaico e sem flores.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

Coração de pedra,
Manteiga,
Embriagado,
Desobstruído,
Selado.
Não existe o in/correto na hora de amar

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'AN/DOR/INHA'

O pequeno esvoaçar
Rodopiar com ventos
Voar...

Sentir liberdade
Debulhando céus
Fatuidade...

Subir nas nuvens
Queimar o sol
Inquietude...

Inexpressivo homem
Não rodopia com os ventos
Lobisomem...

Encarcerado profusão
Palmilha cemitérios
Escravidão...

Poste tranquilidade
Vida, meio vivida
Minuciosidade...

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

- Você sabe o que é mimetismo?
- Eu não seria um idiota se não soubesse ou... talvez seria se soubesse!

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'POHESITA'

A neblina mulata perdeu-
Se na negridão e embaçou
As palavras com
Hesitações. Ainda sinto o
Cheiro arraigador na
Madrugada insólita. Os
Beijos ausentes que
Fizeram-se lacunas...
Petrificou-se, disfarçou-se
Nos olhares
E trouxe consigo
'Estilhas', a fome de
Devorar o poeta, que
Redescobriu o mundo, mas
Arruinou-se nos seus
Reencontros.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'CHEGADA'

O inverno chega. Paisagens que não mudam: frio, tempestades, folhas mudas. Viagens por águas quebradiças. Abraços na rotina. E todos os dias, novos ímãs. A esperança no farol, uma nova loucura, tantas outras colinas.

E o verão infinito chega. Torna-se ardente, revigorando a vida no peito. Chegou tão pequenino abraçando-me com seu ávido olhar peregrino. Crescendo com os ditongos. Marca indissolúvel que torna-se forte com seus raios abrasivos e rudes.

Inverno e verão ficam homogêneos a cada chegada. E os pedaços ficam nas enseadas, falando dos raios inertes/refletidos. Cabelos brancos aportam misturas tênues. Inverno e verão não são fidos. E a vida, na sua jornada, não passa de metamorfoses, mutações, quase nada!

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'PROCURA'

Tenho uma sede no 'por do sol'. Sacia minh'alma! Penetra esses raios nas minhas imagens! Alimenta a fome dos desejos derramados. Liberta-me das masmorras alagadiças. Colori uma nova canção p'ra nós dois. Harmonia de sentido os dias aluídos.

Afaga/atraca meu coração no real. Volúpia as noites claras em angústias. Aquece-me com seu corpo frenético. Abraça-me! Deixa-me em fúria na morte dos mortais. Esquarteja meus sonhos na varanda, tal qual um olhar, diluído em arco-íris.

Elucida minha procura lesiva. Explode o luar no amanhecer! Desbota o patético corroído. Reflete em mim tua'alma exaurida, até que, consigamos misturar nossos limites, atemporal e sem reflexos. Suga-me como um livro de romance e re/façamo-los diariamente a última página. Até que o 'sempre' permaneça, rodopiando duas vidas em uma.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'OLHAR'

Vejo horizontes
nesses olhos
perdidos.
Inquietude e
chama que me
chama nas noites
que vejo. E a
vontade de
mergulhar por
trás dessa óptica,
deixa-me pássaro,
cantando aos
quatro ventos,
poesias enigmáticas.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

E quando dizem que não existem caminhos para a

felicidade... existe muita mentira nisso.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

Mais importante que ser o primeiro,

é saber que você cruzou a linha de chegada

mesmo sendo o último, e arrancou calorosos

aplausos por não ter desistido no caminho.

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'POEMA INACABADO'

Declamar-te minha
Cultivo poemas
Nas noites pratinas
Disperso no tom cristal
Mar glacial
Poemas sem teoremas
Gélidos sob as cores sintéticas
E a alma cética
Barco esquelético
Metamorfose insurgente
Cheiro neblina
Pedra atracada
Aduela alvejada
Noites lufadas
Garoa rapina
Recitarei-o inacabado
Vocábulos
Nos verdes disfarçados

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura

'INACABADO'

O amor passou.
Vertiginoso.
Modesto nas suas facetas.
Com ele,
Fomos juntos.
Escalamos montanhas.
Desafiamos o poder da admiração.
Olhamos nos olhos,
Recitamos palavras expressivas.

As lembranças
Que [ele] nos esculpiu,
Perpetuam um passado presente.
Falou tanto e,
Como um raio,
Partiu sem direção.
Construiu o impossível
E disse adeus,
Deixando nossas almas inacabadas,
Soltas aos ventos...

Risomar Sírley da Silva
1 compartilhamento
Tags: risomar ternura