Coleção pessoal de paulocelente

161 - 180 do total de 306 pensamentos na coleção de paulocelente

Em atividades de um lado para outro, com sentimentos de pressas e se achando bem, parece bom mas é doença, gastando a saúde que ainda tem.

Paulo Celente

Tem a única Estrela lá perto da Lua, alguma coisa tem

Paulo Celente

A única salvação agora, é esvaziar a mente.

Paulo Celente

Entre tantos pedidos apegados a fazer pro Ego, se enxergar algum santo, pedirei desapEgo.

Paulo Celente

Alegria vem da compensação de alguma prisão e por acaso é manejada no fluxo e felicidade é recompensa vinda de liberdades conscientes que manejam casualidades no fluxo.

Paulo Celente

Hoje não vamos ser Joio, silêncio, estamos Trigo.

Paulo Celente

Não é fácil fazer assim e se não for assim é mais difícil.

Paulo Celente

O Planeta não é plano mas tem um plano

Paulo Celente

Guardar moedas é porque tem dinheiro de papel, gastar as moedas é porque acabou o papel do dinheiro.

Paulo Celente

Para fazer a faculdade se tornar mais fácil, é preciso deixar a Alma escolher o curso.

Paulo Celente

Não era ano novo, nada anunciou, os fogos eram artificiais.

Paulo Celente

O que não se sente não tem mistério, não existe.

Paulo Celente

Quando o concurso for de beleza interna, vencerá o olhar mais bonito.

Paulo Celente

Abraços de corpos produzem anticorpos.

Paulo Celente

Ainda existe sofrer por amor, onde se fosse amor não sofreria.

Paulo Celente

A Natureza controlaria todos os Seres em harmonia e se descontrola nos controlando sem sintonia.

Paulo Celente

Ao ouvir sons, ver imagens, sentir cheiros, gostos e toques, registra a época do tempo na memória, sem lembrar que novamente serão sentidos, vindo as recordações dos sentimentos que pareciam esquecidos.

Paulo Celente

Melhor que dizer por favor é ouvir obrigado, Melhor que dizer obrigado é ouvir por favor.

Paulo Celente

Entre guerras ou acertos de cálculos de tolerâncias, são tantas vitórias que perde as contas.

Paulo Celente

Este mundo está como energia de padaria nos domingos, é todo mundo querendo tudo.

Paulo Celente