Coleção pessoal de neusamarilda

21 - 40 do total de 618 pensamentos na coleção de neusamarilda

Prefiro sempre a calmaria,
mas enfrento tempestade,
meu suporte é a poesia,
quando a inspiração me invade

Neusa Marilda Mucci --poetisa
Tags: calmaria poesia

⁠       Boa noite

Antes que o sol se ponha
agradeça por mais um dia
erga as mãos para o céu
e reze ou cante a Ave Maria

Será muito abençoado
neste momento de oração
sua noite será de paz
envolvendo seu coração

Neusa Marilda Mucci - poetisa

⁠Há um tipo de solidão que é mais que estar sozinho, pois é a solidão da alma, do mais profundo dela, que se revela sem explicação, implacável e até assustadora. Mesmo cercado de pessoas, no trabalho e até na diversão, há o vazio que não se preenche nunca no ser que sofre este mal. Trava-se uma batalha interior, uma guerra que parece não ter fim e que precisa ser vencida, passo a passo, num estratégico plano que só a pessoa mesmo pode fazer. Ela é a doença e ter que ser a sua própria cura.

Neusa Marilda Mucci - poetisa

⁠Não gosto de insistência
muito menos dualidades
fico longe de indecências
fujo de contrariedades

Neusa Marilda Mucci - poetisa

⁠E agora ?
Assim perguntava a menina para a sua mãe. Isso era rotina, a qualquer problema ou dúvida, ela corria para a saia da progenitora, pedindo ajuda, mesmo que fosse apenas um sorriso de aquiescência ou pela graça do fato. Nem sempre obtinha respostas, mas tentava, sem saber que a cansada mãe não sabia tudo. Cresceu e aprendeu muita coisa por conta própria, experiências boas e ruins a fizeram entende melhor a vida. Este é o caminho - abrir as asas e voar sozinha - enfrentando tombos e sequelas, mas tendo o porto seguro na hora do pouso: o colo da mãe.
Saudade da minha que foi embora há pouco tempo, está em paz e sei que se eu tiver tropeços, ela ainda tem um sorriso maroto como a dizer: filha, bem que avisei...


Direitos reservados

Neusa Marilda Mucci - Poetisa

⁠Muitas vezes,
nada mais sou,
apenas e tão somente
uma nota solta,
duetando junto ao vento,
tentando ser canção
A vibrar quase em surdina,
quase não mais ouvida
e nessa melodia fatal,
deslizando pela partitura da vida
sou um réquiem
com receio da nota final...

Neusa Marilda Mucci - poetisa
Tags: partitura melodia

⁠Não há nada pior
do que a  fofoca
pessoas falando sem saber
o que na mente se entoca

Falam porque ouviram falar
algo que nem conferem
e começam a esparramar
boatos que a outros ferem

Cada um aumenta um ponto
e a história se propaga
de um jeito até maroto
cresce como se fosse praga

Fujam dessas pessoas
que parecem maritacas
nada tem de boas
só línguas afiadas como facas

Neusa Marilda Mucci- poetisa

⁠Na valsa desafinada da vida os versos são uma guarida.

Neusa Marilda Mucci

⁠Não sou poeta das horas vagas,
nem da brisa ou sol ardente,
a voz que em meu peito não cala
é a inspiração que chega num repente !

Neusa Marilda Mucci - poetisa

⁠Talvez a poesia seja a arte da ilusão
ou quem sabe, arte apenas dos sentimentos,
não importa muito a sua razão,
só quem a sente a recebe em alento

Neusa Marilda Mucci - poetisa

⁠ A cada amanhecer, nova alegria,
temos outra chance de viver
sob as bençãos de Deus
que nos doou o novo dia

Neusa Marilda Mucci

Palavras nem sempre dizem tudo e nem sempre as entendemos, mas os versos nos tocam, como a brisa e o sereno. Assim seguimos pela vida, levando n’alma a esperança de ter sempre uma guarida e o coração em bonança. Somos humanos iguais, cada um com seu pensamento, mas as mensagens nos trazem sempre um pouco de alento ao coração que é um cofre que sempre pode gerar, distribuir e guardar mais e mais sentimentos bons.

Neusa Marilda Mucci - poetisa
1 compartilhamento

⁠Abro a janela da alma, expondo sentimentos, o pensamento corre
solto por labirintos sem saída. Quero me desfazer das ilusões, matando enganos, deixando comigo só as boas lembranças. Tirar do meu corpo o cansaço e percorrer suavemente a estrada que me resta, à procura da felicidade. Porém, ainda posso sentir seu perfume, um tanto esmaecido a
fazer-me companhia nas noites claras de luar, tudo com antes e isso me martiriza. Vejo também seu vulto, vagando entre as nuvens indolentes que encobrem o sol e isso também traz calafrios de desesperança, pois sei que não mais existes em meu viver.
     Solitária , uma lágrima teimosa cisma em descer pelo meu rosto, mas já não tenho a ansiedade da espera e nem o temor da ausência!  


Direitos Autorais Reservados
Abril de 2.007

Neusa Marilda Mucci - poetisa
Tags: lágrima poesia

⁠Ela já andava cansada,
queria mesmo ficar sozinha,
em nenhum amor acreditava,
nem amor sabia que tinha

Deu um basta, chega de ilusão,
amor de verdade não se prega ,
é percebido no fundo do coração
que para onde vai o carrega

Neusa Marilda Mucci - poetisa

A poesia nos põe o pensamento nas nuvens,
vem os versos, devaneios a mil por hora,
muitos não entendem essa arte. Na verdade é válvula de escape para o poeta que se não a traduzir sufocará sem demora.

Neusa Marilda Mucci - poetisa
1 compartilhamento
Tags: poesia pensamento

O tempo é nosso algoz e ao mesmo tempo um amigo, na medida em que nos permite tê-lo.

Neusa Marilda Mucci - poetisa
Tags: tempo quarentena

Já pensei em desistir
do caminho que tracei,
mudar o rumo e seguir
para Pasárgada, onde conheço o rei

Neusa Marilda Mucci - poetisa

Faça serenar tua alma
ao caminhar as horas do dia
Deus te protege e acalma
Ele está em todo lugar
É teu guia!

Neusa Marilda Mucci - Poetisa

Rua toda torta, de velhas casas e muros,
janelas quebradas, musgo nos jardins,
quantas memórias em suas fachadas,
muitas das quais, tatuadas em mim

Minh''alma vaga de porta em porta,
meio perdida na companhia do vento,
sem bagagem, olhos e ouvidos abertos,
percebendo murmúrios antigos do tempo

Devo ter sido dessa rua, reconheço,
cada passo, cada sonho e realidades,
esperanças, lutas, desassossegos,
onde plantei sementes que se chamam saudade


Em 15/ 03/ 2.009

Neusa Marilda Mucci - poetisa

Lá vai a noite em horas vazias
levando no colo o outono
e a poeta num verso sonolento




17/02/2.010

Neusa Marilda Mucci- poetisa