Coleção pessoal de marjilaagostini

101 - 120 do total de 167 pensamentos na coleção de marjilaagostini

Ontem a noite, tive um daqueles sonhos insanos. Daqueles que vivenciam os desejos mas obscuros escondidos no sub-consciente.
Juro que estaria condenada à morte.
Como se fosse realmente real, tremor, suor, ansiedade e todas as emoções possíveis, à flor da pele.
Não devo preocupar-me, afinal, só mais uma súbita fuga da realidade.
Deito-me mais uma vez, sob o mesmo travesseiro que guarda meu corpo enquanto minha mente e alma viajam por territórios inexistentes. Viajam a fim de desfrutar das infinitas possibilidades dadas pela minha tão fértil imaginação.
Por favor, não me acorde.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: sonhos imaginação

Você usa palavras inteligentes para ter lábios atraentes.

Marjila Agostini
1 compartilhamento

O despertador soou cedo. A noite pareceu ter sido tão curta. Meus pés descalços sob o piso frio percorrem o quarto até o banheiro. Vejo-me natural em frente ao espelho, sem os efeitos diários que cobrem o meu rosto, o batom, a maquiagem, por hora escondem a minha essência. Sei quem estas ali, ainda que, a ignorância do mundo coloque-me rótulos. Algumas rugas aqui, que chegam acompanhando os anos. Tudo tão meu. Sim, meu. Frente à frente, sozinha comigo, percebo que nada mais, e nem ninguém pode falar ou escolher por mim. Amei-me, amo-me e amarei-me. De todo o amor que tiver em mãos, darei à mim, pelo menos a maior parte.

Marjila Agostini
1 compartilhamento

A pessoa que você vê, pode não ser do jeito que você imagina. A pessoa que eu sou tem muito mais a oferecer do que mostrar.

Marjila Agostini
1 compartilhamento

Não, não sou seu tipo. Sou o meu tipo. Sou do jeito que quiser ser e ninguém vai mudar isso.

Marjila Agostini
1 compartilhamento

Eu pedi que, por favor, não rompessem aquilo que ainda restava da minha confiança. Mas o fizeram. Esse sentimento foi desmembrado de mim, e já não saberei mais confiar.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: decepção confiança

De repente você se vê beirando um abismo, que você mesmo criou. Parece um pesadelo, mas é o resultado de tanto tempo se dedicando aos outros e não a você.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: decepção solidão

O passado é o melhor espelho das nossas atitudes. Capaz de nos mostrar tudo aquilo que foi errado, e capaz de nos motivar a ser melhores.

Marjila Agostini
1 compartilhamento

Talvez eu esteja só. Ou seja só.
Talvez seja porque espero demais das pessoas.
Talvez a solidão então, seja minha melhor companhia.
Talvez eu jamais me cure.
Talvez eu não me importe.
Talvez doa, mas mesmo assim supere.
Talvez caia, mas mesmo assim levante.
Talvez eu tenha traçado o caminho errado.
Talvez a culpa seja somente minha.
Talvez tenha eu, isolado-me.
Talvez irei descobrir a fórmula secreta.
Talvez ela seja a amizade.
Talvez eu seja muito exigente.
Talvez complicada.
Talvez as pessoas não compreendam.
Talvez um dia, eu me importe.
Talvez a solidão, já se sinta em casa.
Talvez a solidão, tenha acorrentado-se ao meu coração.
Talvez ele então, tenha acostumado-se.
Talvez amanhã, ou na próxima vida...
Talvez nunca nada mude.
Talvez, talvez.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: solidão amizade

Comportei-me de modo a parecer decente, desencorajada pelo pudor.
Não queria eu, ofender aos olhos alheios com minhas ideias distintas e absurdas.
Segui a ordem retilínea que me impuseram, a fim de colaborar para a especulada e apetecida "dignidade".
Mas não foi o suficiente. Nunca foi.
Insistiam em me dar lições e me mostrar padrões.
Calei-me.
Até descobrir que nada disto me interessava.
Não me era peculiar adentrar em um personagem inexistente, um ser estúpido que atendia aos desejos e ganâncias alheias.
Naquele despertar primordial, renasci, com a pretensão de recuar-me somente aos meus princípios, somente a minha doutrina.
Desprendi-me do paradigma e acolhi a minha própria e íntegra identidade.
Soube de uma vez, que nunca se tratou de padrões, estereótipo ou mérito.
A dignidade que precisava, estava em me fazer moradia de sentimentos justos e respeitáveis. E somente isto.
Jamais me calariam novamente.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: paradigma identidade

Embriaguei-me, de forma a provar toda e qualquer aflição.
De ressaca, resisti às debilitações que açoitaram-me.
Caí, tanto. Mas agora de pé, conservo-me no desejo de renovação, recomeço e resiliência.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: resiliência recomeço

Que a minha alma transborde sempre mas não perca o equilíbrio.

Marjila Agostini
2 compartilhamentos

É de um jeito natural que as coisas acontecem.
Tampouco pudéssemos prever ou calcular previamente.
É no mais tardar da vida, em um dia qualquer, no despreparo, quando tudo parece sem solução, que surge como ventania, alguém pra devassar toda a sua morada.
Alguém que bastando chegar já traz boa companhia.
Alguém que tem palavras certas para confortar, e também para motivar.
Ainda que o mundo seja feito de vilões e crueldade, em sua plenitude existe, uma porção escondida de pessoas boas.
Se pudéssemos ter, em nossas vidas, somente aqueles que nos dizem para "ir em frente", "ser fortes", teríamos corações límpidos e sentimentos recíprocos.
Mas a vida, ela nos dificulta.

Marjila Agostini
1 compartilhamento

Por um acaso, cá estou, em recesso. Em recomeço quanto à minha identidade.
Espelho-me em sorrisos alheios e vozes doces. Desaprendi daquilo que me mantinha em bom humor.
Como em um inferno, astral, psicológico. Fase de sofrência.
Acumulam-se feito bolas de neve, os sentidos mais frios.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: sofrimento recesso

Observar, questionar, procurar respostas.
Torno-me poeta de histórias verídicas.
Contos de drama, capítulos de um livro ou uma coletânea gigantesca sobre depressão e decepção.
Ouve-se falar sobre felicidade mas, quando ela realmente chegará?
Em plena profundidade, afogo-me lentamente. Não só de lágrimas é feito este mar, mas do mal de amar.

Marjila Agostini
1 compartilhamento

"Talvez eu precisasse parar e relembrar de todas as vezes em que meu travesseiro encharcou-se das minhas lágrimas. De todas as vezes que suspirei de cansaço físico e mental. Talvez eu precisasse novamente sentir, aquela dor no peito, fruto de angústia, decepção e solidão, para só assim aprender que devo confiar mais em mim. "

Marjila Agostini
2 compartilhamentos
Tags: passado lágrimas

Eu não sou o tipo de pessoa que guarda rancores.
Mas também não sou o tipo de pessoa que abraça as decepções.

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: decepções pessoa

Gosto daquelas pessoas que te encaram com um sorriso no rosto.
Se é falsidade ou não, a gente nunca sabe, mas que o nosso dia fica melhor, ele fica mesmo!

Marjila Agostini
1 compartilhamento
Tags: falsidade sorriso

Tenho dó. Tenha dó.
Ninguém merece esse tipo de pessoa "dupla-face".

Marjila Agostini
1 compartilhamento

Imagina que loucura, eu, você, você, eu, nós, e uma sintonia mais sincronizada que acorde musical.

Marjila Agostini
2 compartilhamentos
Tags: sintonia loucura