Coleção pessoal de marcellafurtado

1 - 20 do total de 33 pensamentos na coleção de marcellafurtado

Sorria com a alma, sem calma... Sorria e ria por um minuto ou dez...
Sorria com os olhos e com o coração...
Sorria sem mais nem menos,
Sorria e deixe-se levar pela emoção.

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

O amor é um ato.
O amor é um fato.
Novidade, história antiga, conto, resenha e poesia.

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

Te amo do fundo do meu coração, tão profundamente que toca a alma... Te amo almamente...
Te amo tão simplesmente, sem necessidade de esforço algum, com a simplicidade do amor terno do simples ato e fato de amar...
Te amo com sorrisos de alegria, que alegram o meu dia essa felicidade de amar... Te amo com os olhos, com a boca, com o corpo inteiro... Te amo por inteiro, do inverso ao verso, de janeiro a janeiro...

E mesmo se o mundo acabar continuarei te amando, não importa onde eu estiver, não importa hora ou lugar... Te amo além da vida, além do amor, além da poesia e também da dor... Te amo e ponto. Ponto final. Ou reticências... Te amo e um suspiro... Um sorriso e volto pro chão. Suspiro de novo, uma lágrima brota da alma ao coração, escorre nos olhos... Ai que saudades... Te amo e pronto. Sem mais nem menos. Sem explicações nem condições. Sem restrições ou imposições. Te amo no começo, no meio e sem fim.

Marcella Nicolini Furtado
2 compartilhamentos

Menina flor

Primavera das flores,
dos novos amores...
Ah, meu bem...

Do jardim fez sua moradia,
natureza é encanto e melodia,
que para a alma faz um bem.

E tem ela...

Menina mais bela dos pés descalços no chão...
Quem será ela?
Riso frouxo e envergonhado...
Coração apaixonado...
Ah, meu bem...

Seu olhar é um mistério...
Essa menina é um caso sério,
que eu quero muito decifrar...

Quanta loucura numa pequena criatura
que esse mundo fez questão de abrigar...
E cuidar...
E amar...

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

Talvez uma das coisas que mais buscamos na vida seja o reconhecimento. É tão gratificante sermos reconhecidos pelo que fazemos, por quem somos, pelo que conquistamos... Não estou falando de bajulações e exibicionismo, jamais. Digo reconhecimento, na sua ingênua e simples forma de ser, porque de falsidade e egocentrismo o mundo está cheio.

Nossos pais serão os únicos admiradores fiéis que teremos ao longo de nossa vida, os únicos que reconhecerão todos os nossos esforços (embora não demonstrem tanto, pois muita coisa sabemos que "não passa de nossa obrigação"), mas serão os únicos, acreditem em mim. Alguns parentes e familiares também, mas digo apenas alguns mesmo, porque com família é tudo muito complicado. Nossos parceiros (namorado(a), marido(a)) às vezes não conseguem entender o quão importante certas coisas são para nós, não valorizam tanto quanto nós, mas estão sempre ao nosso lado e torcendo pela nossa felicidade (bom, é o mínimo que esperamos, não é?).

Os amigos... Sim, ganharam as famosas "reticências" porque hoje em dia nunca se sabe se são amigos mesmo ou puxarão o nosso tapete a qualquer momento. Alegria compartilhada e sucesso conquistado gera uma inveja... Ninguém nunca está satisfeito com nada, imaginem então estar "um nível abaixo"? Tem gente que faz de tudo para derrubar alguém só para permanecer "por cima" (coitado...).

Não, não compartilhe seus sonhos, planos, felicidades, conquistas com as pessoas. Se realmente for uma pessoa amiga de verdade, vai vibrar por você e jamais questionará o por quê de não ter contado antes. Mas mesmo assim, aprenda a guardar para você. Compartilhe com os seus verdadeiros melhores amigos: os seus pais! Jamais te invejarão e ainda morrerão de orgulho.

Não espere o reconhecimento das pessoas, por mais frustrante e angustiante que possa ser. Reconheça o seu próprio trabalho e esforço, dê o seu melhor sempre e nunca deixe de ser uma pessoa humilde. Assim, só colherá os melhores frutos e ainda por cima será uma pessoa muito mais feliz.

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento
Tags: reconhecimento pensamentos

Eu quero viver uma vida de sonhos, fantasias, ilusões...
Não quero pensar em nada, não quero responsabilidades, não quero deveres nem obrigações... Quero liberdade, quero flutuar, viajar, delirar, sonhar...
Fugir... Fugir... Quero fugir com você de balão... Céu azul, azulzinho, desenhos diversos em nuvens... Estrelas, noite, lua... Loucura, loucura...
Nada faz sentido, nem precisa fazer... Sentido? Para quê? Vamos inventar tudo, tudo... Vamos, eu e você... Como um filme sem sequências, mas cheio de trilhas sonoras...
Vou jogar as cartas para o ar e pegar apenas uma. Qual a próxima aventura? Correr... Vamos correr em um enorme campo florido...
Acorde! Acorde? Mas acordar para quê? Ah, vamos sonhar! Tudo é possível em um sonho...
Espere... Você não está entendendo nada, não é mesmo? Mas não precisa... Não precisa entender nada, nada, nada... São apenas sonhos aleatórios... SONHE!

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

Quando olhei para a Lua, me senti olhando em teus olhos... Através dela também tentei buscar pelo teu sorriso... Mas logo veio uma nuvem e ofuscou teu brilho...
Senti-me perdida no meio daquela escuridão, sem nenhuma estrela para me guiar... Então parei e, encostada em uma árvore, sentei.
Fechei meus olhos e lá fiquei imaginando você chegar com aquele brilho que só você é capaz de ter, um brilho único como aquele que envolve um anjo...
Um vento suave afastou meu cabelo de minha face e nela senti o delicado toque de seus lábios... Abri meus olhos, mas você não estava lá... Fechei-os novamente e abracei meus joelhos... Lembrei-me também de quando você sussurrava “eu te amo” em meu ouvido...
Uma lágrima e depois outras correram pelo meu rosto. Adormeci ali mesmo. Sonhei que acordei com a melodia dos passarinhos pela manhã, que você acariciava meus cabelos ondulados e minha face pálida que logo se corou retribuindo um sorriso.
Sonhei que você levantou-me pelas mãos e que juntos corremos em um enorme campo florido... Passamos o dia todo juntos, recheado de risos e sorrisos, beijos e abraços, carinhos e palavras...
Quando acordei, ainda era noite. Meu coração batia acelerado e ao mesmo tempo triste por aquilo não ter passado de um lindo sonho...
Mas logo aquela nuvem que escondia a Lua deixou-a novamente brilhar e os teus olhos, nela, ser possível de encontrar... Tentei me animar e não deixar minha esperança morrer... Esperarei o dia certo para te reencontrar e nossa história de amor recomeçar...

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento
Tags: sonho amor

Lembranças são apenas lembranças
que vagam sem direção em minha memória
São lembranças que vêm e vão
relembrando a nossa história

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

Tudo começou naquela tarde fria, onde a chuva batia fortemente na janela. Eu ficava observando atentamente a dança sombria dos galhos das árvores, o desespero das nuvens cinzentas, o berrar dos raios...
Sozinha fiquei naquele quarto escuro, acompanhada somente dos meus pensamentos pessimistas e sarcásticos... Ouvi uma voz. Quando me dei conta, estava conversando com o meu inconsciente.

- Onde estão todos os outros? - perguntou-me.
- Outros? Não há outros nesse mundo, apenas eu. - respondi.

Aquela voz perturbou-me durante toda à noite, fazendo-me perguntas nas quais nunca parei de fato para pensar.


- Em que mundo é esse onde tu vives?
- Vivo em um mundo onde só eu tenho acesso, onde só eu possuo as chaves de todas as portas.
- Por qual razão revolveu isolar-se dos demais?
- Por qual razão eu viveria junto aos demais? - retruquei.
- Há pessoas lá fora que se preocupam contigo.
- Não, não há. Todas aquelas pessoas estranhas que habitam aquele outro mundo querem apenas iludir-me com palavras já antes ensaiadas.
- Não deixe o pessimismo abalar-te.
- Está querendo iludir-me também com esse discurso positivista?
- Quero apenas ajudar-te a ver o mundo de uma outra maneira.
- Acho melhor eu tentar te ajudar a abrir os olhos para a realidade e parar de fantasiar as coisas, achar que tudo e que todos são seres decentes e humanos.
- Mas todos são humanos como você.
- NÃO! Jamais volte a dizer isso. Odeio ser comparada aos demais. Se todos aqueles seres estranhos forem realmente humanos, considero-me desde já uma "coisa" perdida na imensidão.
- Mas você também pisa no mesmo chão que eles.
- Não piso! Pare de uma vez por todas com isso! Pare de comparar-me àqueles seres anormais, nos quais são movidos através de máquinas e de uma inteligência artificial, que não têm coração e não sabem o significado dos sentimentos!
- Realmente você é uma pessoa diferente e enxerga o mundo de outra forma...
- Foi tão difícil assim chegar nessa conclusão totalmente previsível?

Silêncio...

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento
Tags: inconsciente

As pessoas racionais são tão esquisitas. Só pensam em coisas importantes, chatas, monótonas e sem graça...
Não, eu não entendo. É entediante só de pensar... A realidade é o que importa para essas pessoas.
Rotina, rotina, rotina. Trabalho, estudo, responsabilidades... Sim, são pessoas muito inteligentes, mas do que adiante ter cérebro e não ter coração?
Todos deveriam ser um pouco loucos, pirados, surtados... Todos deveriam valorizar mais os sentimentos do que qualquer outra coisa.
Emoções! Sinta as emoções correndo pelo seu corpo todo... Valorize cada nova e diferente sensação... Tenha coração! Tenha coração! Sinta-o bater velozmente... Sinta seu coração!
Do que adianta sábias palavras sem sentimento algum? Estou enlouquecendo, estou enlouquecendo... Eu tenho coração, eu tenho...
As pessoas racionais são tão esquisitas... Do que adianta, do que adianta ter cérebro e não ter coração?? Nada!
Está bem, está bem... Mas não precisa rasgar esse pobre papel...
Prefira enlouquecer com os seus sentimentos do que enlouquecer com as coisas chatas e bobas da vida “importante”.
As pessoas racionais são tão esquisitas... Depois são os emocionais que falam coisas sem nexo...

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento
Tags: loucura emoção

O amor é um mito ou uma verdade?
Uma ilusão ou uma realidade?
Uma alegria ou um sofrimento?
Uma união ou um desentendimento?

O amor é eterno ou limitado?
É original ou copiado?
É sincero ou mentiroso?
Tem coragem ou é medroso?

O amor é um sonho ou um pesadelo?
É um enfeite ou um modelo?
É único ou bifásico?
É triste ou é trágico?

O amor é concreto ou sensível?
É discreto ou invisível?
Tem alegria ou tem tristeza?
Tem dúvida ou certeza?

O amor é ausente ou prestativo?
É passivo ou é ativo?
É igual ou diferente?
É completo ou pendente?

O que é o amor?
Ele existe ou foi inventado?
Ele existe ou foi inventado?
Foi inventado?
Inventado?

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

(...) E de repente percebemos a importância que as pessoas têm em nossa vida. É naquele frágil e insensato momento que vemos o que realmente vale a pena. Às vezes precisamos estar a um passo do precipício para parar para enxergar e refletir sobre o que devemos fazer. Olhamos para baixo e desistimos de cair e jogar tudo para o alto. Damos um passo para trás com a certeza de que nunca deveríamos chegar até esse ponto, mas esse erro nos fez crescer e aprender. E, ao virarmos, aquela pessoa está ali parada nos esperando. Recebemos aquele abraço acolhedor que estávamos precisando. Tudo fica bem. Assumir o erro e perdoar: nobres atitudes.

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento
Tags: atitude desculpas

E ele olha no fundo dos teus olhos e diz:
“Eu nunca te amei como aquela antes de ti... Desculpe-me, mas tentei procura-la em ti... Tentei esquecê-la tentando te amar... Mas tudo foi em vão. Os beijos não são os mesmos, os olhares não são os mesmos, as palavras são sem sentimento algum... Desculpe-me... Juro que tentei... Mas tudo me lembra ela... O sol, o mar, a flor... É ela, não você... Desculpe-me”
Pobre coração...

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

Eu já sabia, mas agora tenho mais do que certeza: não sei viver sem ti...
É quase que tortura passar a noite isolada naquele quarto escuro sem você ao meu lado...
Olho para um lado... Olho para o outro... Cadê você? Não está aqui...
Como poder dormir sem estar em teus braços? Como poder dormir sabendo que seu anjo da guarda não está ali? Impossível...
Será que ao menos te encontrarei em meus sonhos?

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

(...) Então decidimos fugir para qualquer lugar. Deixamos o destino escolher o caminho. Fugimos sem rumo algum...
Mas por que fugir? Não importa... Só quero estar com você... Só com você e mais ninguém...

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

(...) Eu estava ali sentada quando ele veio com uma florzinha na mão. Naquele momento a pobre florzinha tornou-se mais bela do que uma rosa vermelha. Meus olhos brilharam. Pequenas coisas fazem grande diferença, principalmente quando é feito com amor e carinho.
Já disse que ele me conquista a cada dia? Sim... Até parece que foi a primeira vez que eu o vi. Sabe aquele friozinho na barriga, ansiedade, suspiros e cara boba de apaixonada? É esse o efeito que ele causa em mim.
Ah, meu amor, é tão bom saber que te tenho por perto, que teu amor pertence a mim e que o meu coração é todo seu... Ah, meu amor, obrigada por manter sempre esse clima mágico quando estamos juntos...
Ah, meu amor... Obrigada por me conquistar a cada dia mais e mais...
Preciso dizer que te amo? TE AMO!

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

Enxugue suas lágrimas, crie seu o mundo, diferencie-se das outras pessoas e viva sem ter medo de ser feliz.

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

Pobre coração inocente e solitário que confunde o amor com a paixão. Que se machuca, que sofre com essa dor e desilusão.
Coração tão mole, cego e tolo, que pula feito um bobo quando te vê, e chora como criança longe de você.
Pobre coração inocente, tão sensível e carente, que se entrega por inteiro com um sentimento puro e verdadeiro. Mas depois se arrepende e retorna tão descontente com medo de amar.
Uma paixão à flor da pele que fecha os olhos para as consequências e não teme poder errar.
Coração que às vezes se engana, mas que está sempre acima da razão.
Coração que não pensa ao agir, mas que não deixa nada ir em vão.

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento

E eles se olharam profundamente... Os olhos dele brilhavam como estrelas no céu, e os dela sorriam chorando...
Os enamorados se aproximaram gentilmente...
As expressões calaram-se... Os lábios se tocaram docemente...
Trocaram beijos e abraços, sorrisos e carinhos...
Ele segurou a mão da garota como se fosse uma peça de porcelana... Olhou mais uma vez para seus lindos olhos de criança e, com todo o seu coração, disse: "eu te amo..."
Foi aí que ela acordou de mais um de seus sonhos...

Marcella Nicolini Furtado
2 compartilhamentos

O tempo passa sem eu ao menos perceber...
O tempo voa e eu não queria mais crescer...
Tudo na vida que eu sempre sonhei em ter,
Acabei perdendo em um descuido, sem querer...

Até parece que o passado me acorrentou.
Presa nele, junto a ele eu sei que estou.
A saudade, os momentos não me deixam esquecer...
Não sei como, mas hoje eu vivo sem você...

Quem sabe, um dia, os mesmo caminhos iremos cruzar...
Os meus olhos com os seus olhos vão se encontrar...
Mas isso não passa de um sonho em que eu insisto em sonhar...
Mesmo de longe, não deixei de te amar...

Marcella Nicolini Furtado
1 compartilhamento