Coleção pessoal de LiineSouza

Encontrados 4 pensamentos na coleção de LiineSouza

Adoro Jota Quest, em especial aquela música “Na Moral”, e em mais especial ainda aquela parte “Pra ficar vivo, pra variar”. Porque no geral a gente faz sempre a mesma coisa todos os dias, não muda nada, pra variar, e no mais que geral as pessoas costumam ser meio que resistente a mudanças, e honestamente eu estou inclusa nesta lista. O fato é que pensar sobre isso me fez querer algumas pequenas mudanças e comecei pelo café, detesto café, sempre detestei, mas não morreria se arriscasse uma xícara, afinal a ideia era variar. Bom o resultado é que continuo odiando café, mas naquele dia eu fiz uma pequena mudança no meu dia e me senti satisfeita por isso. Ficar vivo, pra variar não é tão bom quando o “variar” não passa de ser aquele “continuo fazendo a mesma coisa todos os dias.” É por isso, que normalmente as pessoas não cumprem promessas feitas durante a passagem de ano, primeiro porque promessas foram feitas para se quebrar, e em segundo porque normalmente ninguém topa uma mudança muito radical, aí o resultado é só mais um ano igual. Mudar as coisas requer mudança em si mesmo, ou seja, quando alguém se sente pronto pra fazer pequenas mudanças, certamente estará apto a mudanças maiores. Nesse ponto, aquele café ta valendo muito, assim como mudar nem que seja de calçada, já vale muito pra quebrar a rotina de andar sempre na mesma. E então, penso que aos poucos, com pequenas mudanças assim, a gente deixar de “viver, pra variar” e passa a “variar, pra viver”.

Aline Souza
1 compartilhamento

Não critico as pessoas e seus suicídios diários, às vezes é bom matar algumas coisas dentro de nós, afinal aquilo que é ruim a gente tem mesmo que jogar fora, se livrar, deixar ir. Com o tempo de tanto se machucar, a gente aprende que viver de passado só acrescenta energia negativa. Algumas coisas na vida é tipo aquele sapato lindo que a gente tanto deseja e acaba não parando pra pensar se nele há conforto, então aquele lindo sapato machuca, te faz perder um dia importante, te faz ficar sentindo-se mal. Depois dessa experiência a gente não quer mais usar o sapato por nem mais um dia, e descobre que tanta beleza não lhe serve de nada, e então, nos livramos dele. Viver é meio que isso, livrar-se de algumas coisas, entender que nem sempre o mais belo é o mais confortável e de que nada vale insistir no que machuca. Então, sim, o mais correto é cometer suicídios diários, livrando-se daqueles sentimentos ruins e deixando o maior espaço para sentimentos bons, porque no fundo, viver é suicidar-se um pouco a cada dia.

Aline Souza
2 compartilhamentos

O sono é aquela boa desculpa pra tudo. No geral a gente sabe que ficar motivando as circunstâncias de não estar bem pra alguém, não resolve nada, então não é nada, é apenas sono. Sono de não conseguir aquele emprego, sono de não conquistar determinado objetivo, sono de não ter feito aquela faculdade, sono porque aquela pessoa não ligou ou aquele relacionamento não deu certo, sono de não ter conseguido realizar nenhum desejo de 2014, sono porque alguns planos que foram por água abaixo....sono....sono....sono....sono. Estou apenas com sono, pra não ter que dizer os motivos de estar frustrado(a), chateado(a), angustiado(a), cansado(a) e afim de sentir esse sono sozinho(a). Às vezes não dá para motivar aquilo que a gente somente quer sentir, então, estamos apenas com sono.

Aline Souza
1 compartilhamento

Não vou mentir não, a preocupação é quase sempre inevitável, já faz parte da rotina, é automático senti-la. Em particular, todo mundo tem a sua, com alguém ou com alguma coisa. Se não é com um pequeno atraso é com um atraso de muitos anos, se não é com a prova da semana que vem é com prova de amor que a gente nunca fez por alguém, se não é com a falta de tempo é com o não saber o que fazer com a sobra dele. O fato é que, a preocupação antecipa o sofrimento, ela é como um botão "On" para estragar seu dia, podemos estar bem como for, mas no momento em que nos preocupamos por algum "n" motivo o dia se esvai. Descobri que em apenas um dia de preocupação você atrai para si a quantidade de coisas ruins que levaria um ano inteiro para atrair, não que atrair coisas ruins faça parte, mas quem é que nunca teve um carma. A verdade é que preocupação segundo o dicionário é " Ato ou efeito de se preocupar, anseio do que pode dar errado e como lidar com isso." Tá aí uma coisa que o ser humano gosta de fazer: presumir, se preocupar, imaginar, antecipar sofrimento, tentar encontrar solução para um problema que inda não existe. Não sei se um dia vou casar, mas vou pensar no vestido de noiva. Não sei se vou fazer faculdade, mas penso em tal curso. Não sei se terei filhos , mas já tenho um nome, Quero viajar, mas o trânsito estará ruim. Não conheço o lugar vou me perder. Se eu for e o lugar estiver ruim. Todo mundo, sem exceção já se preocupou com algumas dessas besteiras e quase certo que perdeu vários minutos mais pensado no que fazer, do que fazendo. Aí você descobre que quando o ser humano se preocupa em excesso, ele deixa de viver o imediato, e passa a viver em função de um futuro problema incerto e meio que pausa a vida por aí. Bom, por essas e outras, cheguei a conclusão de que não existe pessoa infeliz, existe pessoa preocupada,afinal não existe infelicidade, existe preocupação.

Aline Souza
1 compartilhamento
Tags: preocupaçã