Adoro Jota Quest, em especial aquela... Aline Souza

Adoro Jota Quest, em especial aquela música “Na Moral”, e em mais especial ainda aquela parte “Pra ficar vivo, pra variar”. Porque no geral a gente faz sempre a mesma coisa todos os dias, não muda nada, pra variar, e no mais que geral as pessoas costumam ser meio que resistente a mudanças, e honestamente eu estou inclusa nesta lista. O fato é que pensar sobre isso me fez querer algumas pequenas mudanças e comecei pelo café, detesto café, sempre detestei, mas não morreria se arriscasse uma xícara, afinal a ideia era variar. Bom o resultado é que continuo odiando café, mas naquele dia eu fiz uma pequena mudança no meu dia e me senti satisfeita por isso. Ficar vivo, pra variar não é tão bom quando o “variar” não passa de ser aquele “continuo fazendo a mesma coisa todos os dias.” É por isso, que normalmente as pessoas não cumprem promessas feitas durante a passagem de ano, primeiro porque promessas foram feitas para se quebrar, e em segundo porque normalmente ninguém topa uma mudança muito radical, aí o resultado é só mais um ano igual. Mudar as coisas requer mudança em si mesmo, ou seja, quando alguém se sente pronto pra fazer pequenas mudanças, certamente estará apto a mudanças maiores. Nesse ponto, aquele café ta valendo muito, assim como mudar nem que seja de calçada, já vale muito pra quebrar a rotina de andar sempre na mesma. E então, penso que aos poucos, com pequenas mudanças assim, a gente deixar de “viver, pra variar” e passa a “variar, pra viver”.

1 compartilhamento
Inserida por LiineSouza