Coleção pessoal de isabelagb

1 - 20 do total de 44 pensamentos na coleção de isabelagb

Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.

Desconhecido
38 mil compartilhamentos

Sim, minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem das grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.

Clarice Lispector
26 mil compartilhamentos

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.

Clarice Lispector
52 mil compartilhamentos

A linguagem de seu coração é que irá determinar a maneira correta de descobrir e manejar a sua espada.

Paulo Coelho
575 compartilhamentos

Sempre que possível, seja claro. Mas que sua clareza não seja o motivo para ferir o outros.

Paulo Coelho
2.4 mil compartilhamentos

Quando você quer alguma coisa, todo o universo conspira para que você realize o seu desejo.

Paulo Coelho
9.1 mil compartilhamentos

De que me adianta temer o que já aconteceu?
O tempo do medo já aconteceu, agora, começa o tempo da esperança.

Paulo Coelho
2.6 mil compartilhamentos

Se você não acorda cedo, nunca conseguirá ver o sol nascendo. Se você não reza, embora Deus esteja sempre perto, você nunca conseguirá notar sua presença.

Paulo Coelho
5.2 mil compartilhamentos

Senhor, dai-nos sempre a tua companhia, e a companhia de homens e mulheres que têm dúvidas, agem, sonham, se entusiasmam e vivem como se cada dia fosse dedicado a tua glória.

Paulo Coelho
944 compartilhamentos

O guerreiro da luz aprendeu que Deus usa a solidão para ensinar a convivência. Usa a raiva para mostrar o infinito valor da paz. Usa o tédio para ressaltar a importância da aventura e do abandono. Deus usa o silêncio para ensinar sobre a responsabilidade das palavras. Usa o cansaço para que se possa compreender o valor do despertar. Usa a doença para ressaltar a benção da saúde. Deus usa o fogo para ensinar sobre a água. Usa a terra para que se compreenda o valor do ar. Usa a morte para mostrar a importância da vida.

Paulo Coelho
3.7 mil compartilhamentos

Se o amor dura pouco assim, por favor, prefiro acreditar em coisas bela adormecidescas.

Clarissa Corrêa
15 compartilhamentos

[...] Eu lembro, amor. De tudo, cada passo que a gente deu para as diversas direções que já fomos. Lembro das brigas também. Lembro de pensar que o amor é perfeito, que bobeira, o amor é pura imperfeição. Perfeitos só os casais do comercial da Becel (sem sal)... Lembro de já ter ficado triste por te deixar triste. Lembro de me sentir mal com isso. Lembro dos momentos em que a gente foi bobo e feliz. Lembro que sou feliz a maior parte do tempo, pelo simples fato de você existir em mim. Lembro de descobrir que um sentimento não serve para ser dito, como coisa que fica bem em filme ou texto, ele tem que ser vivido de forma plena. Lembro de não conseguir me permitir sentir tanta felicidade assim. Lembro da tua mão, que sempre acha a minha. Lembro dos teus dedos, que sempre me fazem carinho. Lembro da tua boca, que sempre me acalma. Lembro do teu rosto de menino, que me olha como se ainda fosse aquela primeira vez. Lembro de cada coisa que descubro, manias, gestos, pensamentos.

Clarissa Corrêa
316 compartilhamentos

Do pouco, um tudo. Do tudo, um resto. Do resto, partes de nós.

Clarissa Corrêa
123 compartilhamentos

Apanhe todos os pedaços que você perdeu nessas andanças e venha.

Caio Fernando Abreu
63 compartilhamentos

Só uma coisa era fundamental e dificílima: acreditar!

Caio Fernando Abreu
93 compartilhamentos

Talvez eu seja apenas mais um talvez, tentando ser certeza. Tentando ser para sempre, e parando sempre pela metade.

Caio Fernando Abreu
47 compartilhamentos

A minha única diferença em relação a um homem louco é que eu não sou louco!

Salvador Dalí
174 compartilhamentos

A diferença entre as lembranças falsas e as verdadeiras é a mesma que existe entre as jóias: as falsas sempre parecem mais brilhantes e reais.

Salvador Dalí
1.2 mil compartilhamentos

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente.

Martha Medeiros
7.1 mil compartilhamentos

Gostar de alguém é função do coração, mas esquecer, não. É tarefa da nossa cabecinha, que aliás é nossa em termos: tem alguma coisa lá dentro que age por conta própria, sem dar satisfação. Quem dera um esforço de conscientização resolvesse o assunto.

Martha Medeiros
2.4 mil compartilhamentos