Coleção pessoal de iasminflor

1 - 20 do total de 67 pensamentos na coleção de iasminflor

Bem que eu queria entender o que passa pela sua cabeça quando você me abraça. Quando cerra os olhos e sorri com alegria enquanto, lá no fundo, seu peito grita de ódio e desprezo.

Se o que você quer é virar as costas e fingir que eu não existo, então por que não faz exatamente assim? Por que você se trai tanto?

Eu não quero ser sua plateia. Não vou aplaudir quando a cortina se fechar e você se der conta do tempo que perdeu tentando me desequilibrar. Quando a sua máscara derreter e você se perceber triste e sozinha.

Eu não vou nem ligar.
Não vai doer meu coração em vão como hoje dói.

Porque eu muito fiz para entender seu lado e entrar na sua vida devagar. Eu respeitei o seu espaço e seu status. Esperei.

Venho tentando a cada encontro me apagar e ser menor do que você, para não te magoar. Não te tirar do seu confortante trono de cristal.

E embora eu ache tudo isso tão pequeno e desnecessário, engulo meu orgulho sem, ao menos, mastigar. Deixo você pensar que está ganhando um jogo o qual eu nem quero jogar.

Porque o que eu não suporto mesmo é saber que eu te fiz chorar.

Enquanto isso todo seu esforço gira em torno de mostrar para si e para o mundo o quanto você é uma mulher melhor. Crescida, sabida e madura. Admirável. Tudo aquilo que eu não sou. E não faço questão de ser. Não para você. Não para os outros.

Essa sua maratona para se manter por cima me dá cansaço só de olhar. Me faz enxergar o quanto somos diferentes.
É que eu prefiro não ser uma mulher admirável para continuar a ser tudo que eu valorizo. E mesmo que eu possa escolher fugir, tomo sempre o caminho da dor como meu melhor amigo. Não tenho vergonha de rastejar na lama para aprender a crescer. Eu não quero e não luto pelo que não é meu. Não jogo sujo para conquistar aliados. Eu prefiro as amizades reais.

Eu não preciso de avaliação, afirmação, aprovação.

Eu sou um ser humano em essência. Vivendo feliz, entre erros e acertos, mas jamais traindo a própria consciência.

Iasmin Flor
1 compartilhamento

Hoje cada pedaço meu, espalhado por esse chão frio e cinzento, se empenha em prestar a despedida que você merece. Com toda força que me resta no peito, tento não chorar. Com todo brilho que me cerca os olhos, tento não escurecer. Com toda certeza que vive no meu coração, tento não deixar se apagar em mim a fé de que nossas almas nunca irão se separar.

Conto com a sorte e com a ajuda do tempo para não desabar. Do vento doce que sopra forte nessa tarde de verão, rasgando o corredor. Oras com sol, oras debaixo de chuva fina. Ele segue cortante, com gosto de adeus e cheiro de saudade. Para afastar de você toda e qualquer dor. Fazendo por mim o imenso favor de levar até seu novo ninho o meu mais sincero carinho. Meu amor.

Prometo todos os dias cuidar de você e de mim. Seguir forte e fiel a minha verdade, como você ensinou. Levando sua essência no peito, na mente, no olhar e onde mais puder levar. Recordando seu melhor sorriso, seu melhor humor. Revivendo os nossos dias mais divertidos e o quanto você lutou. Propagando o legado que você deixou. Valorizando, amando e ecoando aos meus sete ventos cada nota da sua voz serena que ficou gravada em mim.
Prometo sempre sintonizar você. Não deixar o nosso amor morrer.

Enquanto continuo a caminhar de espinha reta e pés no chão, me escorando sem medo, no amor de todos aqueles que você deixou aqui, busco recriar um sentido para a vida sem você.

Sem ansiedade de ver a dor me deixar, sigo tropeçando, lutando. Aprendendo. E mesmo que eu esteja, ainda, preso a todo sofrimento que vive o ser humano ao perder alguém com sua importância, tenho fé de que essa despedida não se assinará com um adeus, mas com um até breve.

E eu, certamente, estarei com você. Viverei com você. Quantas vezes mais Deus permitir.

Iasmin Flor
1 compartilhamento
Tags: morte desencarne

Notas sobre uma Flor

Hoje, quando olho para os lados e enxergo essa massa de gente chata e sem graça, agradeço ao destino por eu ser exatamente como sou. Pelas dificuldades, pela graça, pelo caminho brilhante que Ele me reservou.

Desde cedo eu me criei no mundo, não pude escolher se queria ou não roçar a minha pele na do sujeito ao lado, suado, depois de um dia inteiro de trabalho pesado. A gente sempre dividiu o mesmo trem lotado.

Certa vez, numa de me encostar no canto do vagão e cochilar em pé, eu tive o prazer de conhecer José e sua esposa, dona Maria de Madureira. Os dois levantavam todo dia às 4h da matina para preparar o café com pão que vendiam pros caminhoneiros da Av. Pres. Dutra. Todo santo dia a mesma labuta. Perdi a conta de quantas vezes durante a conversa eles repetiram com orgulho que faziam tudo com muito amor para pagar os estudos dos três filhos na melhor escola da região e para nunca deixar faltar comida na mesa.

Se bem me lembro, esse era o mesmo discurso que eu ouvi desde pequena do meu pai, nordestino do sangue arretado, o maior vencedor na vida que você respeita. Porteiro, pintor, caminhoneiro, faxineiro de sala comercial. Foi tudo que pôde por mim e pelos meus irmãos.

Graças a ele, eu nunca fui todo mundo. Se eu tivesse que ficar em casa no final de semana trancada enquanto toda a turma se divertia, eu ficava. Se eu tivesse que desfilar com meu tênis velho e furado pelo pátio da escola, eu desfilava. Se tivesse que não ter a última geração de bonecas que falava, andava e chorava, eu não tinha. E ponto.

Foi assim que construí meu juízo de valor, aprendendo a me interessar pelo que as pessoas são e não pelo que elas têm. Porque eu mesma nunca tive nada nessa vida além do amor e dedicação desse casal de super-heróis que me ensinou a crescer e aparecer. A correr atrás do meu espaço no mundo. Lutar com unhas e dentes para conquistar meus títulos e tesouros.

Se agora ando pelas ruas com a minha coroa feita de vento e o baú repleto de flores, sorrisos e choro, de toda essa gente que eu carrego no peito e na alma, foi porque eles me ensinaram a sonhar. E a entender que a gente aprende demais olhando fundo nos olhos do outro e ouvindo suas histórias. Porque não adianta ser um doutor pós-graduado que dedica uma existência a ser reconhecido por sua inteligência e cultura, mas esquecer de olhar para as pessoas. De fazer amigos. De sentir empatia. De acumular sabedoria.

Então eu prefiro ser de verdade. Feita de barro e do pedacinho de cada um que passou pela minha vida e dedicou alguns segundos a se entregar para mim. A se render ao meu sorriso de maresia, mar e poesia. A ser meu.

Iasmin Flor
1 compartilhamento
Tags: vida autoconfiança

Moça, você é ímpar. Singular. Um caminho sem volta, repleto de cor e calor. Pequena dama da noite, de alma solar, é flor de aura clara que faz a pele brilhar.

Senhora de um sorriso força motora, como o som que vem das ondas do mar. Você pode até não saber, mas tem o dom de envolver. De seduzir. Sabe encantar.
Linda sereia de cabelos cacheados. Dourados. Em cada curva, um segredo a desvendar. Com seu olhar de mistério profundo segue pelo mundo enfeitiçando a quem ousar se aventurar

Iasmin Flor
1 compartilhamento

[...] Ainda lembro, como se fosse ontem, cada detalhe de como tudo aconteceu. O cheiro que tinha a sua pele, o contraste da sua cor na camisa rosa, aberta.

Foi assim que eu me rendi ao seu charme, quando você abriu o primeiro botão e eu vi o seu peito. Que até hoje é a parte do seu corpo que eu mais amo. Aonde eu durmo aninhada no seu calor.

Lembro do seu sorriso e do seu olhar. Tão meus. Transparentes e certos. O toque que deu um choque gostoso. A sensação de paz. Acordar com sede, te querendo mais. [...]

Iasmin Flor
1 compartilhamento
Tags: amor relacionamento

[18+]

Quero mais dias de vinho e bate papo gostosos no chão da sala. Falando besteira e se declarando. Olho no olho.

Nossa preliminar é conversa. Só o som da sua voz já me deixa molhada.

Você aquece o meu motor com saliva na orelha e palavras doces. Para depois me pegar de jeito e com força, puxando meu corpo contra o seu.

Assim eu te sigo pronta. Entregue. Vou com gosto. De peito, mente e pernas abertas. Toda sua e sem pudor.

É essa rotina meio torta que nos torna um casal fora do comum. A gente se escuta e se toca na mesma proporção. Somos amigos e amantes. Vivemos correndo perigo. Se gostando e se provando em cada canto por onde a gente passa.

Nosso amor deixa rastro, deixa o suor marcado no lençol da cama. Deixa o nosso cheiro solto no ar.

Vai explicar essa química ser tão verdadeira.

Gera energia.
Não se controla.
Só se sente.

Entre quatro paredes, no sereno. Nos quatro cantos do mundo. Entre a gente.

Iasmin Flor
1 compartilhamento

Ela tinha cheiro de canela e mel atrás das orelhas e eu, embriagado no perfume que exalava em cada canto do nosso encontro, dormia e acordava pensando no quanto deus foi doce ao me criar merecedor dessa mulher.

Iasmin Flor
1 compartilhamento

Eu nunca imaginei que um dia deixaríamos de ser inimigos. Não depois de tudo que dissemos um para o outro. Não depois de tudo que tiramos um do outro.
Mas ouso dizer que, mesmo lá no fundo do peito, perdido, eu sempre desconfiei do nosso potencial de aprender sobre o mundo, sozinhos. Autodidatas do amor, com ideias opostas e determinação a protestar valores.
Fomos ao lixo quando nos separamos, em busca da nossa essência e tudo mais aquilo que nos foi arrancado durante os anos que vivemos juntos.
Até nos reencontrar. Até sermos capazes de entender que fomos feitos para outros, e não um para o outro. Até nos curar.
Hoje, quando olho seus olhos, vejo tudo aquilo que morava no olhar do cara que ganhou meu coração anos atrás. Você tem o seu brilho de volta. E isso é lindo de ver. Saber que eu não destruí você.
Saber que tudo que vivemos nos ajudou a chegar onde estamos hoje. No momento de vida que sempre quisemos estar. Com pessoas que nos completam e amores que nos realizam.
Explorando todo sentido contido na semântica de respeito.
Aprendendo na prática todo aquele ditado de que amor não morre, mas se transforma.
Tudo muda quando chega o fim. O toque não arrepia mais o pelo e o cheiro quando invade não implora mais um beijo. Mas o coração, valente, ainda pede paz. Reconhece.
Sobre espaço, empatia e verdade, hoje posso dizer que a gente dá aula.
Aula de volta por cima. De como curar feridas, abrir o coração e ressuscitar uma amizade.
Aula de reciprocidade e vontade de não perder de vista quem tanto nos ajudou a crescer.

Iasmin Flor
1 compartilhamento
Tags: amor relacionamento

Ele tem a voz mais incrível que já ouvi em toda minha vida e, talvez, seja isso o que mais me faça querê-lo perto de mim. Porque em tudo que diz existe um toque de mistério tão profundo que me conquista. Me seduz. E faz com que, da forma mais inocente, eu queira seu corpo, seu calor, sua proteção, seu beijo. Faz com que eu fique deitada só imaginando qual será o sabor de seus lábios e o cheiro da sua pele ou a textura do seu cabelo.
E me enlouquece somente a possibilidade dele nunca ser meu e d’eu nunca ouvir sua voz sussurrando que me ama com doçura ao pé do ouvido... Deitados na cama. Do avesso. Sem fim, sem começo. Apenas sendo dele e ninguém mais, eternamente

Iasmin Flor

Sempre acreditei que nossos maiores problemas seriam apenas briguinhas passageiras. Mas, de repente, me vejo como uma criança desesperada, pedindo a Deus poderes mágicos para dissolver dificuldades. Fecho os olhos e, como se pudesse controlar tempo, presencio nosso primeiro beijo. Aperto os lábios com força e revivo deliciosamente o sabor da conquista e o calor que exalava do seu corpo ao me abraçar.
Mesmo com medo, abro os olhos, confirmando que ainda estou vivenciando a frieza e a indiferença com a qual você me envolve dia após dia.

Iasmin Flor

Eu quero você assim...

Grudado. Amarrado em mim. Com os olhos vidrados nos meus e as mãos deslizando pelo meu corpo... procurando um lugar pra ficar, para sempre. Quero seus dedos desembaraçando meus fios de cabelo a cada noite na hora de dormir... e poder te fazer carinho, te ninar, te amar e fazer amor. Quero ouvir você sussurrando besteiras e juras de amor ao pé do ouvido. Quero poder ser sua e gritar aos quatro cantos do mundo o quanto eu sou feliz contigo. Quero sentir o calor do seu corpo a me aquecer todos os dias. E ter o seu sorriso fazendo valer cada minuto que se passar na minha vida. Quero ser sua cúmplice, sua amante, sua amiga... tudo. Quero estar contigo em todos os momentos que precisar e ser capaz de, sempre e sempre, te alegrar. Fazendo com que seja, assim, unicamente meu. Da mesma forma que sempre fui e serei completamente sua. Ontem, hoje, amanhã... e até quando você desejar.

Iasmin Flor

As pessoas sempre vão falar, pois suas línguas lhes vencem os dentes.

Iasmin Flor

O medo é um sentimento que nos faz fracos. Impotentes. Mas que, infelizmente, está sempre por perto.

Iasmin Flor

A paixão é um sentimento traiçoeiro. Arranque-o de você.

Iasmin Flor

Passamos metade de nossas vidas idealizando alguém perfeito para nós e, quando encontramos, custamos tanto a acreditar... Que ele se vai.

Iasmin Flor

Mais uma vez

Jurei para mim mesma que jamais o procuraria, para não correr o risco de querer-te mais uma vez. E assim fiz, não o procurei. Tentei te esquecer usando como artifício toda dor e todo o vazio que sentia quando eu sofria pela sua ausência. Mas o destino fez questão de trazer você novamente para mim e, como no passado, estou aqui volúvel e com frio por não ter seu corpo a me aquecer. E agora, o que fazer?

As lágrimas, já descartei... Pois embora elas insistam em cair, não solucionarão a minha saudade e o meu desejo árduo de ter seus lábios nos meus. Nas promessas lutarei para não acreditar, porque por mais que sejam sinceras... Tenho medo de que no fim de tudo eu tenha que, mais uma noite, ir dormir sozinha. E as recordações? Ah, essas eu me esforçarei para esquecer! Pois a cada lembrança dos abraços, carinhos e seu beijo em minha testa... Sinto como se meu coração não estivesse mais dentro de mim. Meu pensamento voa, meu corpo estremece e, sem demora, percebo que continuo apaixonada e tudo que fiz para tentar te esquecer foi em vão.

Neste instante, creio que resta apenas me entregar de uma vez por todas e ter a certeza de que sofrer ao teu lado será, ao menos, mais reconfortante do que não sentir teu gosto jamais. Terei que me acostumar com a sua falta nos momentos em que eu gostaria de estar nos seus braços. Não poderei chamá-lo de “meu, somente meu”. Enlouquecerei a cada segundo que o imaginar no colo de sua verdadeira amada. Me perguntarei repetidamente se sou teu “tudo” ou se sou teu “nada”. E se realmente vale a pena estar em segundo plano para que, pelo menos, eu possa estar em algum lugar nos seus sonhos.

Iasmin Flor
1 compartilhamento

O meu amor me acorda com beijo na boca e café na cama. Me põe para dormir recostada no seu ombro forte e me enfeitiça com seu cheiro, seus carinhos e seus beijinhos. Se enrosca no meu corpo e manda embora todo frio e medo que possam habitar em mim. Me ama em qualquer lugar, de qualquer forma, bem do jeitinho que sou... Sem maquiagem, boba e sem bagagem.


Ele me ensina tudo sobre a vida e sonha ao meu lado, segurando meus pés no chão. Ouve minhas aflições, conta suas histórias, enxuga minhas lágrimas, admira meu sorriso e me faz feliz. Planeja o futuro ao meu lado, cuida da minha saúde e do meu coração. Sabe dos meus gostos, minhas carências e realiza todos os meus desejos. Me enlouquece! Faz amor da maneira certa, justamente porque me conhece.

Ele supera todas as minhas expectativas e é muito melhor do que o homem ideal... Porque é de carne e osso, não papel. É simples e imperfeito como todos os outros, mas de um jeitinho diferente porque é VOCÊ. O único homem no mundo que possui exatamente todas as qualidades, na medida certa, para me fazer completa

Iasmin Flor
1 compartilhamento

Sabe a sensação de que aquele beijo não foi o primeiro e de que o desejo que ele mata na verdade é saudade? E quando parece que o cheiro que a invade com a aproximação de seu amado traz lembranças de algo que nunca viveu, mas, ainda assim, tudo parece fazer sentindo mais uma vez? É como uma repetição. Um novo encontro com o mesmo sabor. Mas eu assumo: é gostoso. Principalmente quando ele brinca com meus cabelos da maneira exata para me agradar e sorri conhecedor dos meus pontos fracos. Isso me enlouquece de uma maneira tal que me faz perder os sentidos. E quando ele me abraça forte, muito forte, é pouco. Quero mais… Tanto que tenho vontade de entrar em seu corpo e morar em sua alma para sempre. Sem medo. Sem segredos. Sem mistérios. Sendo sua apenas e de mais ninguém. Porque, além de seu olhar, não há nada no mundo que me faça esquecer a razão.

Iasmin Flor

Não deixe a vida perder a cor, mas não seja insano ao pintar. Colorido demais estraga, embaçado perde a graça e cintilante ofusca a visão.

Iasmin Flor
38 compartilhamentos

Mesmo que as janelas de minha alma se tranquem, tua voz insiste em se infiltrar por meus ouvidos.

Iasmin Flor