Coleção pessoal de Anoniima

1 - 20 do total de 75 pensamentos na coleção de Anoniima

Agoniada por toda essa decepção, afogando-se nos próprios erros
Desde o incio aprendeu a esconder, com medo de consequências
Tentando sempre agradar a os outros, nunca olhou para si mesma
Talvez agora seja tarde demais, não há ninguém dentro dela
Apenas um vazio avassalador, tetando se preencher com sua própria dor
Fazer os outros sorrirem, tentar compreender, um calmante.

Ela não tem personalidade, é apenas um remédio que age na tristeza
Ela nunca foi alguém, só tentava ser o que faria bem
Como todo remédio, em exagero começa a fazer mal
Como todo remédio, o uso continuo faz com que perca o efeito
Tarde demais para mudar, mas cedo demais para terminar
Está fora da validade, mas o frasco está cheio.

É temporário, e há efeitos colaterais demais para algo tão pouco
É temporário, no final tudo isso irá se corroer e criar um novo problema
É temporário, apenas momentos de estase para voltar a uma realidade pior
Não sou um remédio, sou uma droga e no final se arrependerá
Necessidade, analgésicos, vício, bebidas e no fim tudo isso te mata
Eu não escolhi ser essa droga

Estou cansada da mesma história se repetindo por várias vezes
Cansada de dar esperanças e no final a arrancar de maneira mais cruel
Estou cansada de querer sempre o bem mas fazer sempre o mal
Eu não vou mudar, eu já tentei o quanto pude
Não posso mudar o produto que há dentro do frasco, toda sua composição
Eu sou essa composição, apenas uma composição

Alma vazia, cheia de dores e mentiras
Frasco lotado, cheio de ilusões e veneno
Sou apenas mais um fracasso, um teste
Efeitos colaterais de mais para continuar
Cansada de tudo isso, quebrei meu vidro
Estou morta, espalhada pelo chão.

A Droga
1 compartilhamento

Depois de tanta tempo procurando
Finalmente achei o que me atormentava
Eu nunca poderia imaginar que seria você
O que me fazia chorar, o que me fazia morrer
O início de todo o problema

Você deveria me amar, não me colocar para baixo
Deveria me mostrar um futuro, não tirar esperanças
Deveria ser tudo diferente, não o início do problema
Não sei se a culpa é minha por ser assim
Mas você começou toda essa tragédia

Ansiosa para o início do fim, não sinto mais ar
Não sinto mais o sangue correr em minhas veias
Não sinto meu coração batendo em meu peito
Não sinto mais esperança nenhuma
Você esteve me matando por anos

Eu percebi tarde demais, não há como escapar
Por favor, não fale enquanto eu choro
Não quero ouvir sua voz ou seu perdão
Sei que não foi sua intenção mas dói demais
Me deixe sozinha no chão, finja que não me vê
Apenas faça o que sempre fez por uma última vez

Eu queria que você fosse alguém a me ajudar
Alguém que eu poderia conversar sem medo
Alguém que eu poderia contar, mas não é assim
Tenho receio de você, nojo de você
Você não percebe que preciso de você?
Não percebe que é você..

Quando o fim chegar, você iria se culpar?
Ou simplesmente fingir se importar?
Você não é você quando não estamos sozinhos
Você parece ser bom, assim como eu pareço ser feliz
Talvez eu tenha aprendido isso com você
Fingir estar tudo bem

Anoniima
1 compartilhamento

Isso está entalado dentro do meu coração
Não consigo deixar sair, preso em minha garganta
Tantos sentimentos suprimidos por falta de um
Não posso explicar como isso aconteceu
Minha mente se tornou um caos

Desejo me lembrar como era sorrir de verdade
Lembrar de como era bom ouvir aquela música
Lembrar dos momentos que consegui ser eu mesma
Agora há apenas restos de mim, estou vazia
Não há mais nada pelo o que lutar

Tudo se tornou tão escuro e frio
Sinto que as coisas mudam muito rápido
Não consigo acompanhar e me encaixar
Eu não quero mais tentar, me perdoe
Prometi que não, mas já desisti

Por favor, me deixe ir
Não posso mais ficar aqui
Irei explodir ao qualquer momento
Se você quer tanto o meu bem, me deixe ir
Será apenas no início a dar, mas logo tudo acabará
Não precisa ter medo, eu saberei me virar

O meu coração clama por um fim a muito tempo
Realize o meu único e mais profundo desejo
Meus sonhos são cinzas, não consigo ver além
Meu mundo é monocromático, estou sozinha
Estou só por escolha própria, não se preocupe
Me deixe como todos os outros

Não insista, isso será o melhor para mim
Seu sorriso me faz querer tentar e lutar
Seus braços me dão o conforto que perdi a muito tempo
Seus olhos são os piores, sei que pode ver-me ao fundo
Eu odeio a maneira que você me faz bem
Porque não me deixa partir.

Anoniima
1 compartilhamento

Ainda espero você voltar
Olhando a noite pela janela
Imaginando como você está
Em que lugares esteve ou o que aprendeu
Imagino se seus hábitos mudaram
Ou se continua mexendo no cabelo do jeito que eu adoro

Sinto sua falta, mas não posso ir até você
Me fez prometer que não voltaria atrás
Eu pensei que suportaria tudo
Pensei que não demoraria para te esquecer
Como pude ser tão burra?

Você sempre foi meu ponto fraco
Tudo sempre me lembrará você
Não importa quanto tempo passe
Meu coração ainda será seu
Mesmo que esteja ferido e
Com medo de se machucar novamente

Como pôde me deixar assim?
Como eu pôde te deixar ir?
Como eu posso continuar assim?
Você era meu porto seguro
Você era meu sonho mais alegre
Mas agora quando sonho contigo sinto uma dor irreparável

Se voltasse agora, não me reconheceria
Meu cabelo não é mais o mesmo
Minhas roupas não são mais as mesmas
Eu não sou mais a mesma
Mas a única coisa que nunca mudou
Você continua no meu coração

Dói tanto sentir essa saudade
Tudo poderia ter sido diferente
Me livre de pensamentos ruins
Diga que isso não passou de um teste
Pois ainda estou esperando por você
No mesmo lugar que nos conhecemos

Mesmo que voltasse, você gostaria do que veria?
Meus olhos perderam todo o brilho
Meus sonhos se tornaram pesadelos
Eu não sorrio como antes
Não, você não gostaria
Estou quebrada por dentro e por fora

Anoniima
2 compartilhamentos

Criei uma guerra em meu interior
Meus monstros me atormentam diariamente
Ninguém pode me salvar, estou lutando sozinha
Os meus monstros fazem parte de mim
Estou lutando contra mim mesma todos os dias

Bombas explodem em meus ouvidos, estou surda
A guerra não chegará ao fim sem alguém morrer
Lesões se espalham em meu corpo, estou fraca
Não há como escapar do sofrimento, sou eu que o causo
O trauma se espalha por mim, não me deixa adormecer
Não conseguirei fechar os olhos, apenas ao morrer

Estou tão cansada de lutar, sei que nenhum dos lados ganhará
Já pensei em vários modos de acabar com tudo isso
Mas só consigo me machucar, a guerra está envolvendo
Todos os que eu amo, todos que estão próximos
Não consigo suportar tanto caos em minha mente

Os monstros fui eu mesma quem criei, por isso
Eles sabem cada ponto fraco da minha mente
Eles são a parte cruel de mim, estão me devorando lentamente
Eu os criei, mas agora não sei como para-los
Se tornaram mais forte que eu, se tornaram
Meu pior medo. Eu tenho medo de mim mesma.

O reflexo do espelho mostra apenas uma pessoa
Um sorriso falso estampado em sua boca, porém
Olhos sem vida, refletindo meu verdadeiro eu

Anoniima
2 compartilhamentos

Ele se desespera em meu oceano
Mas as coisas estão calmas para mim
Pois logo será o fim, eu posso ver o final disto
Ele está com medo, para ele as ondas estão fortes de mais
Mas para mim, nunca esteve tão suave
Isso tudo logo acabará, não tenha medo

Eu esperei tanto por este momento
Quantas tempestades já ocorreram
Quantas vezes me afoguei, não conseguia respirar
Mas agora eu não preciso mais de ar
Tudo se acalmará, o céu está se abrindo
Eu posso sentir o frio dos céus chegando

Há tempos que em que tudo ficava agitado demais
Ondas demais, falta de ar
Eu não conseguia, não podia gritar
Não podia fugir, pois este mar sou eu
Está em minha pele as vezes quais tentei escapar
O meu querido oceano vermelho

Quase todos aqueles que já navegaram
Se perderam em tempestades
Quase todos voltam feridos para a casa
Nenhum pode aguentar as grandes pancadas
Não tente mais uma vez, já foi o suficiente
As ondas não diminuíram

Ele é o quase de tudo isso, navegando bravamente
Conhecendo cada canto do oceano
Mas ele não esperava mudanças, o mar está mudando
Ele ainda age no antigo mar, logo morrerá se continuar
Pobre marujo, abandone suas técnicas
Apenas não faça nada, abandone o navio, volte para casa

É, as ondas estão parando
Estou dando meu adeus, está tudo bem
Apenas acene de volta, isso tudo foi um sonho
As riquezas que encontrou, apodrecerão com o tempo
Respire fundo, tudo isso acaba agora
Volte para casa, o oceano está morto

Me perdoe.. -Anoniima
1 compartilhamento

Estou no chão novamente
Um grande ferida em meu coração
Está me torturando lentamente
Não há previsão de quando isso irá parar
Nem como fazer parar, mas
Minha morte seria uma solução para isso
Tenho que parar de pensar nisso

Nunca sai realmente do chão
Minhas feridas nunca chegaram a realmente se fechar
O tempo não as curou, está fazendo sangrar mais
Estou cansada de lutar, estou cansada de me levantar
Apenas para cair depois sem aprender nada
Essas coisas estão me sufocando por dentro

Eu nunca fui de ferro apesar do meu coração ser de pedra
Eu nunca foi forte apesar de nunca me ter visto chorar
Eu nunca fui feliz apesar de sempre estar sorrindo
Chego a concluir que nunca fui sincera
A verdade eu nunca mostrei, apenas sorri

Me perdoe não ser forte o suficiente
Para lidar com pequenas coisas e deixar que
Me machucam tanto, eu sinto muito
Por sempre precisar de ajuda e não fazer nada sozinha
Talvez eu faça isso por querer você por perto
Eu me sinto tão inútil por admitir não ser independente

Não me acostumei a ficar sozinha, apesar de estar sempre só
Mas também não aprendi a deixar se aproximarem
Reclamo de estar assim mas todos que se aproximam eu os machuco
Sou um quebra-cabeça de espinhos e sem peças certas
É apenas uma questão de tempo se cansarem e irem embora
Tenho medo de quem sempre me manteve em pé se vá ao tentar
Todas as pessoas e descobrir que não há uma solução

Está tudo bem na verdade, tudo se tornou normal
Por mais que tente, não irá mudar quem sou
Eu nunca serei liberta de pensamentos ruins
Só preciso continuar resistindo, tudo irá acabar
De um jeito bom ou ruim, mas na verdade
O ruim depende do ponto de vista...

Anoniima
1 compartilhamento

Você nunca estará perdido, apenas em um lugar que não conhece ou não pode ver.

Anoniima

Meus dias estão mudados, os raios de sol que me alegram agora vem de você, sempre iluminando minha noite e aquecendo meu coração.

Anoniima

Não há ninguém que poderia me ajudar,
Eu já sei todos os problemas e, talvez,
todas as soluções,
Só preciso ser forte o bastante,
Corajosa o bastante,
ser o bastante,
para seguir em frente e te alcançar.

Anoniima

Você tem um problema, e eu não sei qual seria a melhor solução pra você, mas não deve fugir dele.

Anoniima

Meu coração está quebrando, com rachaduras
Mas o mantenho de baixo de uma cortina cinza
Ninguém pode ver, ninguém sabe
Estou me escondendo debaixo da cortina
Não quero que saibam que sou fraca
Eles não iriam entender, como meu coração mudou

Mas está tudo bem, tudo irá ficar bem
Mesmo que esteja caindo agora
Eu sei que, todos sorrimos algum momento
Só vamos fazer isto durar um pouco mais tempo
Um pouco mais tempo, é disso que preciso
Ou isso apenas me prejudica?

Preciso de tempo para me esconder
Mas preciso ser forte para viver
Preciso de tempo para pensar
Mas preciso finalmente escolher
Preciso de tempo para... viver
Mas não usá-lo para fugir

Apenas preciso tirar estes pesos dos meus ombros
Achar meus erros e consertá-los, mudar
Ter coragem e sair dos escombros
Apenas quero me enxergar, em mim acreditar
Sou de verdade, eu posso mudar
Só não sei como fazer isso

Eu preciso de ajuda mas não procura uma
Guardo tudo isso pra mim
Já não alcanço o fundo para conseguir tirar
Ninguém entende ou vê este peso
Pois um sorriso ainda tento manter
Quando não estou a me esconder atrás desta cortina

Anoniima
1 compartilhamento

Dói esquecer das pessoas que já amei
Pois eu ainda quero sentir este amor
Eu quero alguém para manter firme
Alguém para fazer sorrir
Não quero deixá-los ir
Eu não quero os esquecer

Não há fotos nem registros
Há apenas minha memória que
a cada dia está piorando
Já se passaram dias e noites
eu ainda não te encontrei
Sinto que estou falhando

Mas isto me mantem forte
Lembro do seu sorriso e do seu toque
Minhas lágrimas são apenas suas
Por não estar aqui, mas saber que está feliz
Nada disso importa, desde que esteja bem
Pois eu sempre me importei mais com você do que comigo.

Eu apenas quero o melhor pra você
Mesmo que o melhor não tenha me incluído
Eu não irei te procurar
Não quero tirar a felicidade que podem te dar
Mas saiba, você foi quem eu amei
Eu ainda consigo sentir você

Mesmo não estando aqui, eu posso ver você
Eu posso te sentir, você continua me mantendo forte
Toda noite quando nos encontramos nos sonhos
Voltamos no tempo, quando nada importava
Só o nosso amor, isso me mantem forte
Voltar todas as noites, a um tempo esquecido

Anoniima
1 compartilhamento

Todo poeta já sentiu dor ou amor, desabafando em palavras criando um novo interior.

Anoniima

Eu voltava a ficar bem e você chegou, fez me sentir melhor que nunca, depois tirou tudo me colocando em um lugar mais fundo.

Anoniima

Ouço tua risada ao vento
Vejo teu olhar nos pingos de chuva
Sinto teu toque ao soar dos trovões
Memórias me invadem

Um silêncio pertubador se forma
Quanto ainda penso estar te amando
Pelo menos isto o que parecia ser
Enquanto estava me lembrando

Suas lágrimas escorrendo pelo teu rosto
A voz tremula de alguém perdido
Eu não chorei nem precisei
Apenas fugi mentindo para mim mesma

Sinto como se estivesse sangrando mas
Este sangue qual me cobre não é meu
Não sei o que fiz mas já está feito
Bem, você não está mais me assombrando

Não há mais nenhuma foto sua
Não me lembro do teu rosto
Nem da tua voz sussurrando meu ouvido
Há um vazio dentro de mim

Mas tudo bem, estou melhor assim
Continuo aqui, mas indo pra lá
Cuidado com as garrafas de vinho
Elas me preenchem como você me preenchia

Anoniima

Corações se quebrando por amor
Cortes se fazendo por palavras
Sorrisos forçados e com dor
Quando isto se tornou tão confuso?
Todas as histórias são uma farsa
Aqui não existe contos de fadas

Estrelas cadentes não realizam desejos
Um beijo não pode curar a minha dor
Quando criança eu sonhei um mundo qual
Não chorava como nesta noite eu chorei
Qual alguém pudesse me salvar quando
Pensamentos invadissem, eu me quebrei

Quem perceberá meus gritos em
Meio as explosões dentro de mim
Quem perceberá o minha máscara se
Eu sempre estive me escondendo atrás dela
Quem perceberá minhas feridas sangrando
Em um mar de violentas ondas vermelhas

Então tudo começa outra vez
Alguém decide o que é certo ou errado
Uma guerra se formando ao redor
Como ganhar algo que não se pode perder
Apenas lutar e sangrar até desistirmor de
Tentar sobreviver ao escurecer

Anoniima

Percebemos que a vida é difícil quando já nascemos chorando.

Anoniima

Mas palavras nunca vão passar de palavras, posso ter dito isso agora neste momento seja verdade, mas ninguém garante que mais a frente terei este mesmo pensamento.
Palavras podem ser ditas, mentidas, iludidas, prometidas... O que importa é o sentimento, mas mesmo que ditos, eles serão palavras também.

Anoniima
1 compartilhamento
Tags: palavras promessas

Sou como uma flor venenosa
Um monstro encantador
Sou como uma chuva ácida
Um beijo da morte
Sou como um doce furacão
Uma boneca de espinhos

Algo belo como o fogo
Quente e com cores tão bonitas
Mas nunca chegue perto
Você pode se queimar esta
Aberração que a dor de amar
Criou de uma garota apaixonada

O amar alguém não é algo
Para se ter sozinho
O amor é um monstro quando apenas
Uma das partes ama, o amor
Pode transformas lindos sorrisos
Em lágrimas cheias de dor

Amor machuca como uma arma
Todos podem ter, ou fingir ter
Os que fingem ter, não se machucam
Pois o amor é como uma arma
Apontada para sua cabeça
Não demonstre, não aperte o gatilho

Anoniima