Tatiana Graneti

1 - 25 do total de 221 pensamentos de Tatiana Graneti

Uns possuem em totalidade. Para outros é falta, é apenas necessidade que causa ódio e espalha intolerância e desafeto. O amor é muito mais que apenas sentimento. É medo do dividir, do apressar, e de simplesmente parar para quem apenas continua. É risco de ter ou não ter o outro, e de ser ou não ser feliz.

Tatiana Graneti

A perdição desse mundo é que as pessoas vivem com a língua grande,a boca aberta, a mente vazia e as mãos atadas.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

O homem está tão preocupado em encontrar vidas em outros planetas, mas não cuida das que já existem aqui.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Escorpião

Sou via de mão dupla
As vezes pessoa única, as vezes aglomeração
Cristal vermelho ou pedra de ametista
Sou meu veneno travoso, com um final picante de pimenta adocicada
Sou o que era ou não foi
O que existe e é intenso ou deixa de existir
Predador de domínio, alma extravagante, exuberante e vil
Eu não choro a toa, eu não reajo em vão
Não reclamo sem motivos, não sou dado a muita explicação
Eu não sangro a toa, eu não insisto a toa
Eu não sou grossa a toa, eu não ataco qualquer pessoa
Eu deixo brechas para retornos, eu não esqueço uma decepção
Eu não uso palavras a toa, eu não sou do tipo que magoa
Eu não atropelo meus sentimentos a toa e nem me entrego á submissão
Não sou santa, não sou pura, não sou embonecada
Sou vezes desconexa e efêmera
Meu sangue ferve e nem sempre é de amor
Eu não sou de todos os carinhos e mimos, por vezes quero uma pisada de leve
Eu sou quente! Nem boa nem má.
Não faço questão de estar certa, sei que posso errar
Não gosto sempre do solicito, do previsto, por vezes aceito um olhar de correção
Eu não choro na frente de ninguém, eu sou arredia, eu sou selvagem
Não dou noção da minha fraqueza, não passo medo, não deixo que me ponham em ordem
Eu me rasgo inteira, não abandono minha vaidade, tenho pulsos extras nos punhos
Eu tenho mais de um olhar, tenho mais de mil verbos, eu uso muitos gestos como expressão
Eu odeio o fácil e o obvio, eu não gosto de aporrinhação
Eu gosto do surpreendente, eu sou meu lado emocional
Eu levo por vezes tudo em silêncio, sou obstinado a lealdade
Tenho ímpeto, tenho força suficiente, mas não tenho passividade
Sou impulsiva, indomável e adorável também posso ser
Destilo um sorriso sarcástico amostrado sem pudor
Faço vitima para alimentar meu ego, bom amante e sedutor
Por vezes romântica, atrevida e vingativa se for abandonada
Tenho olhar frio de caçador, pavio curto, coração dilacerado
Tenho veneno natural que me consome as vezes de dor, as vezes de fome
Não me deixe pressionada, nem tente me causar pavor
Eu abato tuas resistências, te atraiu com os encantos do meu olhar pragmático
É melhor que te rendas rápido ou eu te imobilizo...
Pois não vivo, sobrevivo. Pois não tenho, retenho e vejo através das aparências
Nada me passa despercebido, chego ficar arrepiada
Sou um poço de sentidos sensitivos, pressentimentos aguçados.
Não me ponha a prova, não me dê rejeição
Tenho pressa mais vou com calma
Eu sou sedutora, eu conheço os meios, eu te faço perder os sentidos
Eu toco, eu te possuo
Digo coisas sem nexos e deixo coisas sem dizer
Eu faço o que eu quero, dou lugar a emoção
Exibida e pervertida, sou aquecida, sou extremo
Gosto de um tanto de dúvida, de um tanto de provocação
Não sinto total prazer na certeza, o comum me causa cansaço
Falta de adrenalina me dá abstinência, não gosto de mãos dadas, não ando à coleirinha
Gosto é de mãos entrelaçadas como se outra completasse a minha
Gosto de sussurros no ouvido do tipo bem descarado
Gosto do amor bandido sem violência mais cheio de olhares compenetrados
Quando sofro sou melancólica ou sou oito ou oitenta
Minhas lágrimas são quase brasas, mas minha energia alimenta
Meu silêncio é orgulho e isso eu gosto de manter
Eu posso carregar o mundo, mas nada pode me deter
Eu tenho uma natureza incontrolável, não tenho má fama a toa
Eu posso parecer dócil e doar-me por inteira
Mas se sentir é bom que retribua com o que for verdadeiro
Não gosto de falsidade e nada queira me esconder
Sinto tudo como energia, logo vou perceber
Não faço questão de ser teu tudo, mas gosto de sinceridade
Assim me sinto acolhida e sinto total liberdade
Não é bom mexer com meu instinto, pois nada podes prever
Se eu não controlo a fúria, certamente não será você.

Tatiana Graneti
22 compartilhamentos

Ainda ontem era assim
Eu só enfim
Uma das três Marias solitária
Ainda ontem era assim
Pouca preocupação
coisas espalhadas ao chão
Ainda ontem era assim
Mas eu era criança
Com tempo pra brincar
Chorando arranhões nos joelhos
Que rapidamente iam cicatrizar
Ainda ontem era assim
Meu coração a mil por bobeira
Mas hoje acabou a brincadeira.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

A mulher necessita de um café forte para contrapor com o seu coração fraco,
e cego o suficiente para alojar ilusões,
Mesmo feita de alma, a nela a nudez da liberdade, que é nítida, e fugaz.
É erva daninha por natureza, complexa demais para ser simplificada.
É indisponível a dominação, por ser de natureza selvagem, nela cabe todo o orgulho, por que metade dela é vaidade.
Em silêncio nutre amor, que por dentro não se deixa morrer, mas a todo tempo adormece, ignorando ela o tenta vencer, e pela janela do olhar é tão clara a leitura, mas evidências não trazem fatos, e o homem com dúvida se tortura.

Tatiana Graneti

A vida é frágil,
E o tempo é ágil,
Em um minuto encontro,
Em outro despedida,
A alma é como maré cheia,
Por isso tantos corpos,
E as tantas vidas,
E cada existência tem sua razão,
A morte é a necessária solidão,
Cuja função é o equilíbrio,
E lapida o homem bruto, em diamante real,
Para que está matéria, não se torne escravo do material.

Tatiana Graneti

Todo ser erudito evoluí em implosão, sofre no semblante tranquilo, sabendo frear emoções. Ele é feito do efeito colateral do sentimentos, mas sabe que o amor mesmo integro, sempre foi divisor. Nem todos são pra viver, em sua maioria apenas pra sentir, e concluir o kárma. Nossas certezas são frágeis, e poucas intenções são belas. E viver é desintegrar muito antes de morrer, devido as mudanças ininterruptas. É absorver da vida o seu melhor. É desatar, desandar, murchar e florescer. É também crescer, colocando a razão à frente do coração. Ele que é impulsivo, forte e quase sempre exagerado. Tantas energias nos atravessam, e outras vem ao nosso encontro. A vida é contundente, é um breve suspiro, de acelerados passos. É tudo tão depressa, que a tudo nos arremessa. Ela se nomeia agilidade, mas é busca livre por felicidade. Ela nos desconecta de uns, nos interpela em nossos erros. Nos dá muitas chances, é sempre retorno daquilo que temos enviado.

Tatiana Graneti

Não crie objeções sobre pessoas. Aparentemente toda história tem dois lados. Se alguém te levar boatos negativos, não pré- julgue quem esta sendo difamado. Vale a pena examinar a relevância de alguém que se esforça tanto, na função de espalhar boatos sobre quem não considera. Sejam surdos a malícia alheia. Reportem apenas as suas certezas. Não se conduza na maldade, porque condutas ruins proliferam.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Algumas pessoas te cercam por infinitas coisas, sejam por pequenos interesses ou grandes vantagens. Não pelas coisas infinitas que são o amor, a amizade, reais afinidades.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Amadurecer não é deixar de sentir a pancada. É sentir, chorar, e superar. Amadurar não é se estragar por dentro, é tornar-se doce pra um consumo seleto.

Tatiana Graneti

Sempre me perguntei por que querer você diante de outras possibilidades? E só hoje eu percebo a resposta. Eu era uma menina, e meninas procuram satisfazer seu ego com pequenos prazeres. Meninas se deixam guiar por pequenos vícios, amores baseados em atrações. Tudo é tão inconcreto! Meninas não fazem planos a longo prazo. Pesam pouco as circustâncias. Meninas são imaturas, não avaliam nada além da aparência. Exterior é morar fora! Conversas podem ser curtas, abraços não precisam transmitir confiança. Meninas aceitam qualquer desculpas, na falta de experiência vivenciam amores platônicos. Meninas vivem sem medo, a juventude é liberdade, é também inocência. É aceitar uma frase curta no pedido de desculpas. É viver sob um castelo de cartas, e todo tempo surge uma nova ameaça. Um dia descobrimos que amores frágeis, não suportam crescimentos nem de leve.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Pessoas desonestas, são de hábitos falhos, e cheias de vícios. Criam suas crises, e são protagonistas de grandes tumultos. Donos de uma personalidade cínica, vivem entrelaçados a mentiras, cercadas de insucesso, e infortúnios. Elas têm o dom de dissimular, e de inverter. Cheias de más intenções, usam fé, família ou amigos. São excelentes manipuladores, definem regras imorais, relações obsessivas, e são moralmente covardes. Essa gente é de coração pequeno, de alma vazia, e de solidão constante.Vivem sem naturalidade, e são inimigos da própria felicidade. Todo pensamento ruim é uma energia, indo em encontro a quem emana.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Se algum momento da nossa vida for roubado, em outro ele certamente nos fará falta. Algumas rachaduras na nossa alma não foram feitas para serem esquecidas. Algumas fendas nos lembra uma vida imperfeita . Precisamos usar situações ruins em prol da nossa sobrevivência, e evolução. Deixar passar uma oportunidade de crescer humanamente, é querer perecer no analfabetismo emocional.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Aos 30 troquei minha energia, troquei meu vestuário, reformulei meu vocabulário, e repiquei meu cabelo. As primeiras mudanças foram internas, e as seguintes foram consequências. Não foi um número que me modificou, foi a minha percepção. Eu me vi mulher no corpo, e na alma, e tudo o que era menos que eu, desejei ver expulso. Eu terminei um relacionamento, revi minhas amizades.Soube lidar com pequenos prazeres, e dominei meus desejos. Reequilibrei tudo a minha volta, porque meus sentimentos estavam em ordem. Uma mulher nunca fará revoluções silenciosas. A feminilidade tem uma natureza barulhenta.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

No simplificar do olhar te parecia querer, enamorar e pensar, mas nunca te ousar a dizer. Como quem está a jogar, pelo sim ou pelo não, deixava a dúvida rolar, regando-me a solidão. Quando com o coração cansado, o olhar inclinava perdido. Tinha pálpebras pesadas, de amor não correspondido. Por horas o sentimento se questionava, outras nem sabia possuir. Uma confusão demasiada , feita pra me desfazer.
O silêncio é pra alma uma forma de proteção. As palavras não dizem nada, sem o ânimo da questão.
Platônico é todo desejo, que quer passar timidamente, sem aderir ou suar o corpo, e a alma da gente.

Tatiana Graneti

Ela é a arte,
É toda aquela cena,
É quem sabe um poema,
De desconhecida expressão.
Ela é doce, e serena,
É menina no papel do drama.
Uma vilã, por vezes de má fama,
Ela é amabilidade em reticências.
Em tudo é excesso,
Sem poda alguma.
Chega uma, transforma-se em outra tantas.
Ela é reza por de trás da cortina,
É um coração de menina,
Batendo por um sonho qualquer.
Por tudo se apaixona,
Mas há poucas coisas que ama.
Sua essência é flor,
De pele são várias nuances.
Do Jardim é a camélia,
Da tela a Camaleoa,
E de fato, de tudo um pouco é.

Tatiana Graneti

Caso eu não revide,
É porque só o amor merece retaliação.
Não tenho covardia,
Mas guerra não é opção.
Não aceito ter meu tempo roubado.
Nem meus ouvidos atentos a ignorância.
Borram-me a consciência.
Não tenho sangue de barata,
Só fervo por necessidade.
Não sou o que afamam,
Sou o que me faço ser.
Todo ódio é um desvairamento.
Crio sempre distanciamento,
Daquilo que me deseja irar.

Tatiana Graneti

O momento do nosso país é crítico?
São fulanos, contra sicranos.
Quem são afinal?
São estampas diárias do jornal.
São arrependidos delatores,
São corruptíveis nossos mentores.
Terno de alta costura, pra alguém sem compostura.
É um homem público, servindo seu interesse particular.
É uma discrepância de cargo e atuação.
Tem dinheiro pra calar, pra matar, mas falta pra manter a vida.
Uma nação ferida,
Por omissão sem saída.
Pessoas adormecidas!
As mesmas caras, nova eleição.
Só faltam concorrer da prisão.
Morreu mais um sem merecer,
Faltava o médico pra atender.
Até o prefeito compra jato,
E o João nem comida têm no prato.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Seja simples como a chuva.
Dance com a emoção,
Faça teu corpo expressar.
Ame á toda maneira,
Regue sua sensibilidade.
Deleite em serenidade.
Não remoa feridas,
Nem viva a reprisar.
Veja em cada erro, novas chances.
Para um acerto tentativas.
Seja brisa calma, pessoa solar.
Tudo o que é simples, tende á sofisticar.

Tatiana Graneti

Loira teus raios são sempre solares,
Claridade do teu alvorecer.
Fios de ouro escapando pelas mãos.
Irresistível convite ao toque,
E o vento te tira pra dançar.
Sabe luzir proeminente!
Teu giro é uma ciranda de Girassóis,
Que se assemelha as margaridas.
De sentimentos tão florida,
A excelência sorrida, em afluir a cor, e a singularidade.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Observe que amizades sinceras são raras.
Pessoas dispostas a honestidade não exigem, mas compartilham. Amizade não se trata de dívida, a única possível é a lealdade. É possível cada um ter uma vida, opinião, e o próprio dinheiro. Uma pessoa pode ocupar espaço, mas não faz realmente companhia. O falso amigo pode usar máscaras, mas energia ninguém disfarça.
Pessoas folgadas são como pragas, elas se alimentam de tudo, o cardápio pode ser você.
Tatiana Graneti

Tatiana Graneti

Todo amor à primeira vista, é risco de sofrimento parcelado.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

A vida é longa, para nos conceder emoções, mas ainda é nula para contê-las. Emergidos a forma primitiva, que é gasta em prazeres rasuráveis. Nossa jornada é rumo desconhecido, fruto de um coração que é universo. O que á uns conteta, nem me causa faísca. Somos vaidades, desejos, ardores, e servis ao ego. Nossa condição sedenta de prazer, é um latente querer.
Somos semelhantes ao que anelamos, e delirantes ao que nos fomenta. Não carregamos ânsias, elas nos movem. Ser feliz ao caminho, é melhor que ter um destino final.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti

Não chame de amor, o que não é incondicional. Contratos de cláusulas enumeradas, não descrevem sentimentos, apenas regras. O amor é incontido, não há travas ou amarras. Sua natureza sabe apenas expandir. Um amor com freios, é falso. O amor não sabe ser retido, controlado ou submisso à regras menores. Amar não é infringir exigências, é ato de disponibilidade. É preciso ter empatia pra acolher o outro, sem querer mudá-ló. Aceitar que se todos são um universo, é saber que cada é um infinito particular.

Tatiana Graneti
Inserida por TatianaGraneti