Susilene Thomson

Encontrados 16 pensamentos de Susilene Thomson

Não basta virar a página, é preciso recomeçar um novo livro, as vezes mantemos os personagens... Em outras apagamos tudo o que se foi.
A vida com sua sabedoria nos ensina o melhor caminho.
Porém a sabedoria fala no silêncio, na ausência, e ouvi-la requer sensibilidade de espírito.
Não basta desviar das pedras é necessário remove-las para um lugar seguro, para que não tropeces novamente,
A felicidade não se acha... Mas é buscada em momentos que instantes terão o valor de uma vida.
E são esses instantes que realmente valem a pena!
Porque quando ao teu corpo faltar forças, e os anos não permitirem que corra atraz da tão almejada "ALEGRIA"...
Serão tuas lembranças que te transportará ao lugar secreto do teu peito, onde guardaste a FELICIDADE...
E isto sim, te fará viver

Susilene Thomson
686 compartilhamentos

O limite da realidade.
Te procurei nos meus sonhos e te encontrei aqui.
Não sei se ainda sonhava no momento que o vi...
O que senti eu não sei explicar,
O coração bateu mais forte, o sangue fervia, minhas pernas extremeciam, mas você estava lá...
era real, eu sinto que era, parecia sonho, já não sei...
Minha imaginação te cria, teu sorriso confirma, você é tudo isso e muito mais.
Uma mistura de fragilidade e força, sol e tempestade, doce e amargo, o encontro da areia com o mar.
Você é o amor e a paixão, o fogo e o furacão, a mistura da sanidade com a loucura.
Você é o encontro da estrela com o céu, a diferença entre o sorriso e a lágrima, o silêncio e a palavra....
Você é o complemento para minha vida.
Mas eu sonhei com você...
Agora não sei se o que sinto e vivo é real ou se vou acordar e perceber que você nunca existiu.
Se for sonho não quero mais acordar,
Se for real me deixa sonhar com você, porque se amor perfeito existe, é você que eu vou amar estando eu dormindo ou acordada.

Susilene Thomson
8 compartilhamentos

Quem sou eu?

De cristal me fiz muralha
De brisa fui furacão
Da chuva fina me tornei tempestade
No meu sorriso, escondi minha solidão
Na minha valentia o meu medo,
Fingindo-me de forte pra não admitir minhas fraquezas.
Queria ser gigante, mas sou pequena...
Pequena como grãos de areia.
Me perco como fumaça no céu, cada vez que esqueço do que me fiz e olho para quem eu sou...

Susilene Thomson
8 compartilhamentos

Em resposta ao " Quem sou eu?"

Perguntas que não se espera respostas.
vazio que não se preenche
Multidão que traz solidão.
Palavras que perderam o sentido.
Sorriso que se perdeu em meio a lágrimas.
Caminhos que não levam a lugar algum...
Porque nas muralhas existem rachaduras e o cristal se partiu em cacos.
A tempestade foi cortada pelo sol,
E até mesmo o furacão perderá a sua força...
Assim é o coração de alguém, que se olha no espelho e não se vê... e se pergunta:
Quem sou eu?
não vê sua imagem, vê somente duvidas...

Susilene Thomson
2 compartilhamentos

"Eu até poderia gritar para expressar o que sinto, mas minha voz não seria ouvida...escolhi o silêncio, ele me fortalece ou pelo menos não mostra minha vulnerabilidade"

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

"A justiça nem sempre é justa, talvez porque não olha a história, não se baseia no contexto, ou porque não percebe que castiga muito mais o inocente do que o verdadeiro culpado"

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

Ter Sobrinhos é dádivas recebidas por Deus que nos permitem retornar a infância e partilhar de momentos únicos e intensos.
Ter sobrinhos é receber a oportunidade de amar sem limites um novo ser que acabara de nascer e se permitir todas as loucuras e excessos sem culpa, por ter a certeza que só por hoje nada fará mal.
É fazer vista grossa, permitir as brincadeiras, as manhas e as “traquinezas” apenas para ter o prazer de vê-los sorrir e dizer titia amo você.

Susilene Thomson
662 compartilhamentos

Poderíamos sentar, ver a vida passar se lamentando pelo que se foi, pelo que não vivemos...Escolhemos estar aqui de cabeça erguida e coração aberto dispostos a aprender todo dia e a cada dia um pouco mais.
Alguns certamente dirão..."É loucura!"
Eu sempre responderei..."Eu quero mais!"

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

Aprendi a me calar no momento que deveria gritar...
Aprendi a conter o choro para não causar a outrem sofrimento
Aprendi a recorrer ao meu silêncio para não externar minhas angustias
Aprendi que viver assim é estar condenada na própria solidão...
Será que sou invisível, ou indecifrável? É a pergunta que me faço todos os dias pelas manhãs...
A minha terapia diária é acreditar que tenho o amanhã
O elixir que trará minha sorte ou causará minha condenação

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

O reflexo da alma

Refletindo sobre o que somos e o que podemos ser me coloco a pensar na loucura que é viver.
Não apenas no sentido literal da palavra vida, mas na intensidade que este estado causa.
A princípio penso na magnitude de possuir este maravilhoso dom que é pensar em como me sinto diante dos meus próprios sentimentos e pensamentos.
O que quero ser, onde quero chegar, no que tenho me tornado com as experiências que tenho adquirido em minha trajetória. Tenho me tornado uma pessoa melhor ou tenho sido simplesmente eu mesma? Minhas atitudes tem ido de encontro ao que esperam de mim, ou posso agir como quero sem me preocupar?
À medida que vou descobrindo minhas respostas, vou formando meu universo, construindo uma personalidade que ao se esbarrar em outros universos constrói relacionamentos conflituosos, enigmáticos e intensos. Na maioria das vezes os egos brigam por espaço e necessita sobreporem-se superiores aos demais, nestes conflitos cada ser deixa sua marca, seu genes, sua identidade.
E assim forma-se a dinâmica da vida, horas dominando, horas deixando-se dominar, neste processo acertar ou errar é apenas uma questão de inversão de papeis, é a percepção que temos de nós diante do nosso mundo.

...Desejo viver intensamente, mesmo que o intenso seja apenas um momento, desejo coisas simples e não me culpar se as pessoas não forem capazes de entender o que necessito.
Desejo pensar menos, arriscar-me mais, não acreditar em tudo, mas uma vez ou outra, fazer bem ao meu ego deixando-me enganar.
Não quero recuperar os pedaços arrancados de mim, muito menos escrever em páginas deixadas em branco no meu passado, estas páginas fazem parte da minha história e talvez este seja um lugar seguro para meu coração repousar.

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

Tem dores que são inevitáveis, que de tão intensas parece que nos vão consumir...é neste momento, e somente neste momento que nos encontramos com nosso interior, para então sair do casulo e renascer. Isso Chama-se amadurecer
Precisamos deste aprendizado.

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

Bom mesmo seria se as pessoas assumissem sua parcela de incompetência e não terceirizasse as consequências de seus atos...é hora de aprender que na vida tudo é acumulativo, nada vem à vista... isso chama-se semear e colher!

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

Quando nos esvaziamos de nós mesmos,possibilitamo-nos olhar para o mundo de forma mais simples e então percebemos o quanto a vida é bela em sua magnitude e simplicidade

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

Meu Medo

Não temo a solidão, nela às vezes me agacho, me encontro e me acho, e alço voos nunca antes imagináveis para mim.
Sinto medo é dos encontros das almas que não podem se pertencer, mas que não conseguem se afastar que se identificam de forma tão intensa e profunda, deixando um vazio de espírito por não poderem se encontrar.
Não temo as paixões, elas nos mantém vivos, temperam nossa existência.
Tenho medo é do amor... Aquele que cega, que causa dependência, que instiga o desejo de estar junto, de compartilhar sonhos, poesias e pensamentos, aquele que nos torna fracos diante de nossa própria razão.
Não temo os furacões e as chuvas tempestuosas que se levantam contra mim.
Meu medo mesmo é de encontrar um olhar que me fará descobrir que não mais me pertenço, que me tornei indefesa e vulnerável ao que não posso ser, mas que não tenho forças para evitar.

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento

Quem dera tivéssemos o poder de controlar o tempo.
Tempo do encontro, tempo da dor do desencontro
Aprendi desde cedo que para tudo na vida há um tempo certo, tempo de plantar, tempo de se colher o que plantou...
Quem dera pudéssemos controlar o tempo de um abraço e diluir no tempo o sentimento de vazio que aqui se faz.
Tenho por certo que o tempo tem sua maestria na dinâmica da vida, o tempo carrega consigo a sabedoria divina, a força exata que necessitamos para recomeçar, reinventar e entender que nosso desejo nada é, diante do tempo e do espaço que estamos.

Susilene Thomson
2 compartilhamentos

Não acredite Baby
nesta independência emocional
Ela é uma mentira que minha vaidade insiste em contar
Gosto do teu colo para adormecer
Necessito do seu olhar no meu despertar

Não acredite Baby
Nestes argumentos que sou melhor sozinha
Nem tão pouco pense que não vou chorar
Quando a noite cai o silêncio me domina e meus fantasmas saem de seus esconderijos para me assombrar

Olhe nos meus olhos Baby
Veja, não sou tão forte assim
Minhas muralhas foram criadas pra me proteger da solidão
da ausência do seu sorriso
Camuflar a abstinência que sinto das suas mãos

Susilene Thomson
Inserida por Susyth
1 compartilhamento