Sthefany Alencar

1 - 25 do total de 78 pensamentos de Sthefany Alencar

Tanto sentimentalismo jogado na lata do lixo.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Temos que ser fortes acima de tudo,
mesmo que isso signifique sangrar algumas vezes.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

As coisas vão mudando de lugar, o vento não sopra devagar, as palavras se perdem, e com elas, estamos indo pra um lugar desconhecido. Vai ser difícil voltar aqui..
A lágrima não cai. O telefone não toca.
O silêncio invade. E tudo está perdido.
Logo tudo distrai-te, e a calmaria volta a fingir paz, desse ser tão frágil ser.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Mais um ano sem mim. Não ficou bem, nem mal. Nem ao certo sabe se ficou. Não amaria mais ninguém, decretou. Eu amei, e fiz bem, ahh, se tu soubesse. Não conte pra ninguém, mas eu acordei com todos os parafusos soltos, e faziam um som estranho, os números deixando minha visão turva e mais míope ainda. Falei pra ele o que nunca falei pra ninguém, tomei o meu chá, e briguei feio com algumas cenas que invadiam a tonta mente. Creio que eu não deveria me lembrar tão bem dessas datas assim. Todas elas, exceto a que nem me lembrava mais. E ainda assim, é só o começo da semana…

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Vivemos na espera de que os dias se acabem, só pra nos encontrarmos.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Deixe ir
O que é mau,
o que doeu,
o que findou.
Deixe ir o que,
passou,
o que não cura,
o que perturba,
que não dá pra consertar,
que é sem querer,
querendo,
ou não, acabou.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Não posso julgar o que existe dentro de você

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Sempre calo ignorância com simpatia.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Meio sem jeito, e até sem palavra alguma,
eu queria, que você soubesse mais uma vez o que já sabe.
Que de um tempo pra cá, eu só faço planos,
pra um final de tarde qualquer, se der.
Pra juntar nossa saudade, te fazer um cafuné, com gosto de beijo,com cheiro de nós dois.
Sei também, que já sabes, de tudo que venho tentando, as vezes,errando, pra que, de uma maneira ou de outra, consiga quem sabe, te fazer,mais, muito mais feliz, assim tão robusto, cheio de vida, de cor, do que já é.
É. Tenho dito a você, que em meu colo, podes confiar, mil segredos contar,
e amar. Amar, amar e amar.
A casa é sua, faz é tempo.
Sei que sabe disso também,meu bem.
E se quiser ficar, mais uma vez,
pode vir.
Teu lugar, é aqui,
vou te amar, até,
que fiques sem partir.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Tudo que não se encaixa, que é confuso, que atormenta a sua mente, sou eu.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Aprenda a lidar, e amar todos os defeitos do outro. As fraquezas, as manias, e tudo aquilo que lhe tire do sério. Você vai precisar disso nos dias difíceis.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Eu só respiro saudade.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Preciso te ter mais de perto,
pra acabar com todas essas palavras,
pesadas e cheias de clichê barato.
Necessito aqui, agora.
Que você me ame.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

O cansaço provocado pela ânsia da tua presença já ultrapassou o limite do aceitável. Bem verdade é o que vóvó nunca me disse, e por isso nunca vi razão.
“Quem nasceu pra ser só, não importa a companhia.”
Eu sei, que essa carência tá ficando chata.
Arrumei a casa, e você não veio.
Fiz as malas, a gata deixei com a vizinha, está tudo pronto,pra você me levar de vez, não sei pra onde, nem porquê. Tem chá gelado, tá bem amargo, no ponto.
Então venha, e partiremos.
Daqui pra outra vida, outro ar, outro céu, outras cores e até sabores que a gente nunca sonhou.
Te deixo partir com essa dor,
se prometer que ela será eterna.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Foi só lembrar de você e choveu.
Parece que os anjos lá em cima,
também sabem da minha dor.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Meu estômago se revirava. Parecia alguém querer sair de lá. Ânsia de vômito, é isso que acontece, sempre que eu sinto o mundo escorrendo pelos meus dedos. É mais medo do que qualquer outra coisa. E não há distração, nem remédio e nem limão que me tire esse enjôo.
Tão pequeno, tão insignificante, esse meu problema, que me tira o ar, assim, em segundos. Tá certo, deixa isso queto. Eu me descuido, quase morro, e você nem soube.
Vamos descomplicar então, descoisificar quem sabe,
isso é pequeno demais.
Vou morrer de amor.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Quando vai, fica.
Quando chega, já voltou.
E a dor que eu peguei só pra ver você sorrir?
Devolva-me o sorriso que eu te emprestei pra conseguir andar.
Aqui tá frio, não reparou?
Queria ver o sol nascer, mas não dá.
Hoje não, porquê tudo se fechou, o céu, a porta,
a casa, engarrafou-se o lindo céu.
Eu, e também o fulano que foi ao parque planejar bobagens.
Todos vão chamar de derrota.
Mas então, a gente se esconde no nosso cobertor, sem escolta.
Por enquanto, não dá, tu sabe.
Vou regar umas flores, porque a água dessa chuva virou lágrima, fez mal.
É, vou regar, elas precisam mais de mim.

Ela, que deixou a lágrima cair na flor.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Mas entenda,
que o que vem depois da dor,
só é bom quando
você permite.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Estava chovendo e, deu saudade, de quando a gente se via, de quando você me deixava em casa, daquelas noites em que sentados, nenhum toque havia, e mesmo assim exalavamos “amor”. Deu saudade de quando tua boca sem jeito se encostava na minha, e o beijo mais tosco acontecia. Da tua risada trêmula, quando eu dizia que você me amava, e relutando você sorria. Deu até saudade das inúmeras mentiras que você contou pra eu dormir feliz, aquelas que me faziam os olhos brilhar, tão estúpida e doce, acreditando.. Deu saudade só do que eu era, antes de você partir, deixando poeira sobre os móveis e as fotos de uma história que nunca existiu.

2009, em alguma decepção.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Pode ser que essa menina aqui tão frágil e inocente, tenha andado por lugares perigosos demais pra continuar a ser assim. Algumas experiências nos anulam, eu sei. Dizia ser boa luz, que não haveria problema algum ao saborear seu lindo sabor, só que todo caminhar, leva alguém, ou quem sabe a um lugar. Existiria ali então um muro? Sem pedir licença, rindo e chorando, só pra mudar o rumo do tal caminho traçado.

Tudo era mistério, e algum tempo atrás, talvez uns dias, as coisas eram outras. Era ainda mais transparente que o gelo, sorria enquanto todo o mundo desabava ao seu redor. Como num piscar de olhos, a imagem que outrora era presente e amável, desapareceu. E mais uma vez, seguiu a menina, como se houvesse aprendido tudo de uma vez, numa questão de segundos.

Limpou as lágrimas, secou suas pequeninas mãos, e disse que seria forte, mentiu mais uma vez pra ela mesma. Levantou-se dos destroços que ali estavam, não disse adeus, não olhou para trás e sem abaixar seu olhar, prometeu pela última vez, que não voltaria, e assim o fez. Andou sem rumo, perdida, triste e só. Viu pessoas, leu histórias, entrou e saiu de tantas outras ainda tão vazia. Envelheceu em instantes e via que tudo estava embotado e plano, sabia não haver nada mais escondido, a não ser o que viria.

Pediu aos céus para que não mandassem um anjo com asas, ela queria a imperfeição, outro anjo perdido por aí, com as mesmas feridas por curar, as mesmas dores e anseios. O que chamavam de destino, não parecia um traço reto e sem curvas. Ela tinha um plano traçado, deixaria chover dentro de cada pequeno espaço de si, até que tudo transbordasse, mesmo sabendo que depois nada se encaixaria ali. Até que a luz que ninguém mais enxergava naqueles olhos, se encontrou com outra luz. Dentro daquela confusão, algo aconteceu. Que quebrou o muro, que acabou com a chuva, que curou a ferida, que sarou a dor e deu paz. Algo que hoje chamam de amor.

E no fim, que começo é, o mundo se calou.

Sthefany Alencar
2 compartilhamentos

Gostaria de dizer muita coisa, sem medo do resultado de todas as minhas palavras. Queria mesmo entender que o futuro me pertence, só pra não chorar quando acordar com a névoa que a solidão vai me trazer. Não ligar pro que vão dizer no dia seguinte, amar mais a mim mesma e gritar quando o céu estiver mais azul, bem mais azul do que esse cinza aqui. É assim que têm estado à alguns dias, bem cinza, com pequenas e poucas cores amarelas que ainda me fazem sorrir levemente.

O que falta, está logo ali.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Entenda, de uma vez por todas
que ninguém nesse mundo
quer saber,
da sua
dor.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Dois corpos,
que se encontraram,
vagando sem destino, se encontraram.
Duas almas,
e todo um sentimento,
que quase se perdeu, mas,
se encontraram.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Se nada
que é tão tudo
nunca, que é
tão sempre,
der certo,
estaremos bem afinal.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu

Confiar em alguém que não tem caráter é como lambuzar o dedo de mel, e enfiar em um formigueiro.

Sthefany Alencar
Inserida por sthefanysentiu