Sathya Sai Baba

1 - 25 do total de 37 pensamentos de Sathya Sai Baba

O homem sábio é aquele que controla a mente e purifica o coração, preenchendo-o com bons pensamentos.

Sathya Sai Baba
59 compartilhamentos

Cada pensamento, cada palavra e cada ação têm seu reflexo, sua ressonância e sua reação. É um sinal de fraqueza culpar os outros por seus problemas. Você deve suportar as conseqüências das suas próprias ações.

Sathya Sai Baba
710 compartilhamentos

Existe uma tendência de interpretar renúncia como sendo meramente desistir dos apegos mundanos. A verdadeira renúncia significa atingir perfeita equanimidade. As pessoas podem criticá-lo ou elogiá-lo; receba ambos com senso de equanimidade. Alguém pode tentar feri-lo, enquanto outro pode tentar lhe fazer algo de bom; trate ambas as situações com equanimidade. Em um negócio, você pode ter prejuízo e em outro você pode ter lucro; trate ambos da mesma maneira. Equanimidade é a marca registrada do yoga (elevação espiritual).

Sathya Sai Baba
23 compartilhamentos

Quando um rio alcança o oceano, ele se torna um com o oceano e deixa de existir. Antes de se unir ao oceano, o rio é limitado por suas margens e tem uma forma distinta. Mas, quando se funde ao oceano, ele perde sua forma, seu nome e seu sabor. Igualmente, quando o "homem" se funde ao Infinito "Eu", apenas o Infinito "Eu" permanece e a limitada entidade humana desaparece.

Sathya Sai Baba
3 compartilhamentos

"O amor não age com interesses; o egoísmo é falta de amor. O amor vive de dar e perdoar e o egoísmo vive de tomar e esquecer."

Sathya Sai Baba
389 compartilhamentos

O homem é uma parte da comunidade humana. A humanidade é uma parte da natureza. A natureza é um membro de Deus. O homem não reconhece essas inter-relações. Hoje, os homens estão esquecendo suas obrigações. O Cosmo é um organismo integral de partes inter-relacionadas. Quando cada um executa seu dever, os benefícios estão disponíveis para todos. O homem tem direito somente a cumprir suas obrigações e não aos frutos delas. O homem é uma espécie de diretor de palco do que acontece na natureza. Mas esquecendo de suas responsabilidades, o homem luta por direitos. É tolice lutar por direitos sem cumprir suas obrigações. Todo o caos e todos os conflitos no mundo devem-se ao fato de os homens terem esquecido suas obrigações. Se todos cumprirem seus deveres diligentemente, o mundo será pacífico e próspero.

Sathya Sai Baba
63 compartilhamentos

Comece o seu dia com amor!
Celebre o seu dia com amor!
Termine o seu dia com amor!
Este é o caminho para Deus!

Sathya Sai Baba
Inserida por MarcoFuracao
1 compartilhamento

Ame a todos! Sirva a todos!

Sathya Sai Baba
Inserida por MarcoFuracao
1 compartilhamento

Verdade é aquilo que deve ser dito,
Retidão é o que deve ser praticado,
Paz é o que deve preencher a mente,
Amor é o que deve se expandir dentro de nós e
Não-violência é o que devemos ser plenamente."

Sathya Sai Baba
294 compartilhamentos

Ajudar, sempre. Ferir, nunca.

Sathya Sai Baba
65 compartilhamentos

O homem vive na terra para aprender, antes de tudo, a arte de ser homem, e depois a arte de ser divino. Vista assim, a vida é uma aventura, onde cada ação, cada pensamento e cada palavra do homem pode manifestar a divindade que está latente. O egoísmo do homem é a causa de todos os seus males.

Sathya Sai Baba
86 compartilhamentos

Para descobrir o que é correto (Dharma) e o que é incorreto (adharma), aplique este simples teste: se vai contra a Verdade e o Amor, é incorreto; se promove a Verdade e o Amor, ou é repleto destes, é correto.

Sathya Sai Baba
3 compartilhamentos

Define-se Dharma como Ação-Correta, Retidão. Este não é o significado mais apropriado. Dharma, por si só, é a verdade. Assim, o que nasce da Verdade é Dharma. Para o fogo, a capacidade de queimar é Dharma. Quando este não pode queimar, não pode ser fogo: torna-se apenas carvão. O Dharma do açúcar é a sua doçura. Se não há doçura, não pode ser açúcar, mas apenas pó. Assim, se nós não manifestarmos nossa consciência, não seremos Dharma. Devemos, em tudo, seguir nossa consciência. Existem dois tipos de Dharma: um é o Dharma mundano, e o outro é o que se origina da divindade. Seguir a Vontade Divina é o verdadeiro Dharma. Em tudo, a pureza do coração é importante. O primeiro passo é: o que ensinamos aos outros, devemos praticar. Esta é a verdadeira natureza humana. Qual é a razão para que Sathya (Verdade), Dharma (Retidão), Shanti (Paz), Prema (Amor) e Ahimsa (Não-violência) não estejam sendo preservados atualmente? A propagação e a publicidade destes valores está sendo feita, sem que os mesmos estejam sendo praticados.Vocês devem mostrar, pelo falar e pelo exemplo, que o caminho da auto-realização é o que conduz à alegria perfeita. Conseqüentemente, sobre vocês repousa grande responsabilidade: a de demonstrar por sua calma, serenidade, humildade, pureza e virtude, coragem e convicção em todas as circunstâncias, que o caminho por vocês percorrido os tornou pessoas melhores, mais felizes e mais úteis. Pratiquem. Demonstrem.

Sathya Sai Baba
18 compartilhamentos

O som dos mantras tem a virtude de transformar impulsos e tendências.
O vocábulo mantra significa aquilo que protege e salva, quando repetido na mente.
Vibre sempre os mantras dentro de sua mente.
Isto prevenirá o mal falar, conversas sem propósito, maledicência e escândalo.
Fale somente quando seu falar seja essencial e só tanto quanto necessário.
Fale docemente e sem quaisquer reservas ou circunlóquios.

Sathya Sai Baba
3 compartilhamentos

"O homem deve adorar Deus, que lhe aparece nas inumeráveis formas humanas ao seu redor - como um mendigo cego, um deficiente, um leproso, uma criança, um homem velho decrépito, ou mesmo um criminoso. Você deve ver o Divino por trás de todos os véus físicos, e O adorar através do serviço desinteressado ao próximo. Todos os Nomes e Formas, incluindo o seu, são Dele. Vocês aparecem como corpos individuais separados, porque o olho que os vê procura apenas a forma física exterior. Quando sua visão estiver purificada, você verá os outros como ondas no oceano do Absoluto."

Sathya Sai Baba
55 compartilhamentos

Se os sentidos mantêm suas posições naturais, não há razão para temer. É somente quando eles começam a entrar em contato com os objetos ao redor que as distrações gêmeas de alegria e tristeza são produzidas. Quando você ouve alguém difamá-lo, você experimenta raiva e tristeza; mas não há tal agitação se as palavras não chegam a seus ouvidos. A atração dos sentidos pelos objetos é a causa da dor e de seu gêmeo, alegria. Enquanto o mundo existir, não se pode evitar o sentido de contato aos objetos; do mesmo modo, enquanto se tem o ônus de nascimentos anteriores, não se pode escapar do complexo alegria-tristeza. Mas, de que serve esperar até as ondas silenciarem-se antes de se lançar a um banho de mar? O sábio aprende o truque de evitar os golpes das águas e do arrastar das ondas. Use a armadura de fortaleza (thithiksha) e supere os golpes de boa e má sorte. Thithiksha significa equanimidade diante dos opostos, ou seja, suportar corajosamente a dualidade.

Sathya Sai Baba
Inserida por Rebrankinha
1 compartilhamento

A felicidade faz a pessoa esquecer suas próprias obrigações como um ser humano. Ela a arrasta ao egoísmo, levando-a a cometer pecados. Felicidade atrai um véu sobre as experiências que tornam a pessoa forte. Ela também consome o estoque de méritos e desperta paixões mais vis. Por outro lado, a adversidade torna o homem atento e vigilante. Adversidade faz a pessoa pensar e a conduz ao auto-aperfeiçoamento. Ela também lhe confere experiências novas e valiosas, destacando o valor da felicidade. Perceba que felicidade e adversidade são inseparáveis e você não pode escolher apenas uma. Trate problemas e angústias como seus amigos; pelo menos não os veja como seus inimigos! É melhor referir-se a felicidade e adversidade como dons de Deus. Esse é o caminho mais fácil para a auto-libertação de uma pessoa.

Sathya Sai Baba
Inserida por Rebrankinha
1 compartilhamento

Onde há amor... há paz.
Onde há paz... há fé.
Onde há fé, há Deus... E onde há Deus, nada faltará!

Sathya Sai Baba
1.2 mil compartilhamentos

“No presente, as pessoas desconsideram os valores morais e não têm gratidão para com aqueles que os ajudaram em momentos de necessidade. Na verdade, muitos jovens levam uma vida miserável; eles não têm qualquer consideração por seus amigos e parentes e não hesitam em fazer-lhes mal. Homens e mulheres jovens instruídos não se comportam como seres humanos cultos. Qual é o valor de uma educação que não permite que você faça seu dever para com seu cônjuge e filhos? O primeiro requisito para corrigir esses males é a eliminação das más características internas. Você deve voltar para o caminho da moralidade e da conduta correta, temer o pecado e amar a Deus. Pessoas que parecem ser piedosas e que parecem amar a Deus sem boas qualidades genuínas, e que apresentam um comportamento hipócrita, estão viciando a atmosfera em toda parte; estão promovendo desordem e confusão. Todos devem, portanto, começar a se livrar das características ruins e implantar qualidades Divinas. Com o amor como o seu caminho, alcance o Divino interior.

Sathya Sai Baba
Inserida por eliani12
1 compartilhamento

Conserve o som, já que ele é o tesouro do elemento espaço, uma emanação do próprio Deus. A razão pode prevalecer somente quando as discussões avançam sem o levantar das vozes. O silêncio é a fala do investigador espiritual. Fala doce e macia é a expressão do amor genuíno. O ódio grita, o medo berra, a vaidade trombeteia. Mas o amor canta canções de ninar; ele suaviza e acalma. Pratique o vocabulário do amor e desaprenda a linguagem do ódio e do desprezo

Sua fala deve sempre ser boa. Nunca diga palavras duras. Fale suave e docemente. É por isso que lhe digo frequentemente: "Você não pode agradar sempre, mas sempre pode falar gentilmente." Diga o que tem a dizer, sem aspereza. Fale suavemente de modo que apenas a pessoa para quem as palavras se destinam possa ouvi-las. Tal discurso suave e doce deve ser desenvolvido. Boa visão, boa audição e boa fala levam a bons pensamentos. "Como são seus pensamentos, assim é o resultado." Pensamentos corretos levam à ação correta.

O silêncio é a única linguagem do realizado. Pratique moderação na fala. Isso o ajudará de muitas formas. Desenvolverá amor, pois a maioria dos desentendimentos e facções surgem de palavras faladas sem cuidado. Quando o pé escorrega, a ferida pode ser curada; mas, quando a língua escorrega, a ferida que causa no coração do outro atormentará para sempre. A língua está sujeita a quatro grandes erros: proferir falsidade, escandalizar, procurar falta nos outros e fala excessiva. Estes devem ser evitados para que haja paz para o indivíduo, assim como para a sociedade. A ligação entre as pessoas se fortalecerá se elas falarem menos e mais suavemente.

Sathya Sai Baba
Inserida por Gabriel86
1 compartilhamento

O amor vive de dar e perdoar e o egoísmo vive de tomar e esquecer."

Sathya Sai Baba
Inserida por Gabriel86
1 compartilhamento

“Deus é um só, mas cada indivíduo pode e deve designar uma forma para si de acordo com o seu gosto. Quando o sal está no mar, ele não é distinto do mar. É uma parte do oceano. Este sabor salgado é uma qualidade presente em todo o oceano. Será que temos que beber e saborear o oceano inteiro para experimentar esta salinidade? Uma gota de água é suficiente para nos dizer que a água do mar é salgada. Da mesma forma, mesmo se você experimentar uma pequena parte do aspecto do Divino (Brahman) presente dentro do seu coração, você poderá entender o divino. Há muitas lâmpadas fluorescentes em uma casa, e nós pensamos que elas são diferentes. Com efeito, a luz proveniente de cada lâmpada fluorescente é diferente, mas a corrente que flui através de todas as lâmpadas é a mesma. Todos os seres humanos neste mundo são como lâmpadas fluorescentes, e Deus, na forma de Shaktipata (energia espiritual), brilha em todas as lâmpadas fluorescentes humanas. (Chuvas de Verão em Brindavan, 1974, Volume 1, Capítulo 5) ”

Sathya Sai Baba

Sathya Sai Baba
Inserida por NiravaGulaboBeth
1 compartilhamento

“Deus é um só, mas cada indivíduo pode e deve designar uma forma para si de acordo com o seu gosto. Quando o sal está no mar, ele não é distinto do mar. É uma parte do oceano. Este sabor salgado é uma qualidade presente em todo o oceano. Será que temos que beber e saborear o oceano inteiro para experimentar esta salinidade? Uma gota de água é suficiente para nos dizer que a água do mar é salgada. Da mesma forma, mesmo se você experimentar uma pequena parte do aspecto do Divino (Brahman) presente dentro do seu coração, você poderá entender o divino. Há muitas lâmpadas fluorescentes em uma casa, e nós pensamos que elas são diferentes. Com efeito, a luz proveniente de cada lâmpada fluorescente é diferente, mas a corrente que flui através de todas as lâmpadas é a mesma. Todos os seres humanos neste mundo são como lâmpadas fluorescentes, e Deus, na forma de Shaktipata (energia espiritual), brilha em todas as lâmpadas fluorescentes humanas. (Chuvas de Verão em Brindavan, 1974, Volume 1, Capítulo 5) ”

Sathya Sai Baba

Sathya Sai Baba
Inserida por NiravaGulaboBeth
1 compartilhamento

“A árvore da vida é uma árvore da ilusão, com todos os seus ramos, folhas e flores. Você pode perceber isso intrinsecamente quando fizer todos os atos como oferendas dedicadas a Deus. Veja-O como a seiva através de cada célula, como o aquecimento solar e a constituição de cada pequena planta. Veja-O em todos, adore-O através de todos, pois Ele é tudo! Envolva-se em atividade, mas a preencha com devoção: É a devoção que santifica! Um pedaço de um papel é quase lixo, mas se for um certificado que você obteve, você o valoriza e o aprecia, não é? Ele ainda se torna um passaporte para a sua promoção na vida! Assim também é a intenção e o pensamento (Bhava) por trás de suas ações que importam, não a pompa externa e o show (Bahya). Trabalho, Adoração e Sabedoria são complementares, não contraditórios! Não os separe! Trabalho é como seus pés, adoração é suas mãos e Sabedoria é sua cabeça. Todos os três devem cooperar ao longo de sua vida! (Discurso Divino, 14 de janeiro de 1966) ”

Sathya Sai Baba

Sathya Sai Baba
Inserida por NiravaGulaboBeth
1 compartilhamento

Sem pureza na ação, a verdadeira natureza do Ser não pode ser reconhecida. (Discurso Divino, 11 de julho de 1987) ”

Sathya Sai Baba

Sathya Sai Baba
Inserida por NiravaGulaboBeth
1 compartilhamento