Rayme Soares

51 - 75 do total de 131 pensamentos de Rayme Soares

NA ESTRADA (Para Mana)

Daqui de dentro, busco sobre a cidade
Teu olhar que era tão amigo e tão presente
Daqui de dentro, nem percebo a velocidade
O tempo passa e eu me sinto mais carente

Nada encontro, além das lembranças
Sei do infinito desse amor
Das nossas risadas, das nossas alianças
Daqui de dentro, eu ouço o que calou

Impossível, não sentir as lágrimas no rosto
Inevitável, lembrar da tua amizade
Inaceitável, dor que deságua em mim
Irremediável, travo da saudade

Daqui de dentro, olho Mariana
Aqui por dentro, tremo e choro
Daqui de dentro, vejo Mariana
Mas eu não vejo, peço a Deus, imploro!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

AOS MEUS AMIGOS
(Rayme Soares)

Tenho grandes amigos
Amigos que tornam o caminhar leve
Entornam suas alegrias, suas verdades
Amigos que fazem, eternos, momentos breves

Tenho vívidos amigos
Que me desancoram com gestos sãos
Ensinam e alertam, mas não subjugam
E momentos outros são apenas vãos

Tenho nítidos amigos
Por mais efêmera que pareça a vida
Infinitos laços que abraçam

Tenho humanos amigos
Para os quais não me recolho
Mas apresento-me inteiro pra lida, na lida

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

NATUREZA
(Rayme Soares)

Não me espanta
Sabiá que canta
Natureza sabiá
Camaleão que engana
Em meio à cor de onde está
Cascavel chocalhando
Pra picar e envenenar
Borboleta sobre flores
Pousa: vida, néctar...
Não me engano, não me espanto
Natureza livre, sem justificar...
Não perdoa, fere, crava, voa...
Tem que voar...

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

Aprendizado

O aprendizado pressupõe a aquiescência com relação à percepção do outro. Agir com empatia não é fácil, mas possibilita ver a vida e o mundo sob infinitas óticas. A sabedoria é decorrente da mais absoluta compreensão/consciência da própria ignorância! Rayme Soares

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

TEMPO
(Rayme Soares)

Permito, mas não abro mão de agir no momento propício.
Calo-me, quando meu objetivo é tão nítido que abafa minha impulsividade.
Aguardo, até que o tempo possibilite uma atitude eficaz.
Recolho-me, para que minha exposição não ocorra em vão.
Submerso na água da reflexão, para pegar fôlego.
O grito é mais intenso e extenso, quando as cordas vocais estão descansadas!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

INVENTO O CAIS
(Rayme Soares)

Eu venho de um lugar, de uma barriga, de um quintal, de um abrigo...
Eu venho de um lugar, de um colo pai, de doces mães...
Eu venho de um mundo indescritivelmente maravilhoso, venho de uma “boa vista”...
Venho de um “ninho”, sou passarinho...
Venho de irmãos passarinhos...
Eu venho de uma casa, sob um par de asas mães, sob tantos mantos bons...
Onde sonhávamos, nós passarinhos...
Eu venho de um cheiro de pitanga, de uma riqueza e uma carência sem medidas...
Eu venho de tantas parcerias, venho por tantas estações...
Eu venho de uma banda da lua, de uma onda, de tantas...
Eu venho de um sonho realizado, materializado...
Venho dos meus rebentos...
Filhas, tudo...
Eu venho das minhas paixões...
Venho do rio e do mar, de muito amar...
Venho de tudo que me impele a buscar saber mais...
Eu venho e sou esse que vos fala e se apresenta...
Quero ir além dos cinquenta...
E vou...

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

Menino de Rua - Escrito há mais de 30 anos.
(Rayme Soares)

De amor eu sou carente
Ando descalço e sem camisa
O meu futuro dizem ser delinquente
O meu dever amar a vida

O meu sorriso é momentâneo
O meu desprezo já lhe avisa
Que não sou nenhum simples estranho
Mas um moleque da avenida

Meu sonho mesmo é ser alguém
Que seja visto como gente
Não tenho nada e tenho o mundo
Pra aprender a me virar

Minha escola é a rua
Os "professores", quem não quer me ver
Pois sou um menino de rua
Mas posso até vir a crescer

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

CINQUENTA
(Rayme Soares)

Cinquenta passos até o início
Cinquenta braças até saber
Do que é passado, do que é vício
Do que passou, do que há de ser

Cinquenta tempos, suor e sangue
Cinquenta ondas, até o chão
Dentre essas, minhas filhas
Não cessarão no coração

Cinquenta: amores dentro e fora
Olores, dores, cantares, flores
Pelos quatro cantos, no mundo afora
Em mim, no centro, no vão das cores

Cinquenta: o novo e o velho
O bom que sorvo dessas andanças
Redescobrindo o evangelho
Vou acolhendo minhas mudanças

Renasce vida, a cada ano
A cada engano, renovo a vida
Aprendizado nesse plano
A nova entrada é a saída

Por esta porta, nem sei se estou saindo ou entrando.
Estou feliz!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

O Cansaço e a Insônia
(Rayme Soares)

Jogo as malas no chão
Deixo os livros sobre a mesa
Por um triz um palavrão
Livrai-me Deus de aspereza

Esqueço dos cones, dos fones, das sandálias...
Até mesmo do que eu fiz e faço
De tudo que demanda mais de mim
Na cegueira do meu cansaço

Não posso testar os meus limites
Não deveria, ao menos
Mesmo exausto procuro a fresta da janela

Preciso quietar meus olhos pequenos
Quem mais não dorme? Penso!
O cansaço e a insônia: tons da tela!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

Caminho
(Rayme Soares)

Na passagem por esse jardim e por esse deserto, só desejo mão na mão
Na visita à sua casa, só desejo um gesto brando
Na passagem, apenas o respeito, a compreensão
Estamos passando, aprendendo e ensinando
No passar, dissipemos nossas agruras
No passar, desnudemos nossas "faces"
Ao passar, deixemos algo que denote nossa grandeza
Ao passar, se for pra ser feliz, venha!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

Lua em si
(Rayme Soares)

Luz nos olhos meus
Aguda luz do amor
Tua face clara, a tez da lua
Agonia: meu canto é, apenas, o que posso agora
Mais que lua em si, tu és toda a imensidão
Apossa-se dos meus dedos, do meu pensamento
Das letras que escrevo.
Dos favos do mel que desejo
Da minha canção
E eu me rendo ao violão
Pra ver se disfarço a tensão

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

PROCURO O NECESSÁRIO
(Rayme Soares)

Andar ao lado de quem se julga melhor do que os outros: tolice.
Andar ao lado de quem pensa que sabe: cegueira.
Andar ao lado de quem nada sabe: oligofrenia.
Andar ao lado de quem não está do seu lado: masoquismo.
Andar ao lado de quem está do seu lado, pro que der e vier: necessário.

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

CANÇÃO SERENA
(Rayme Soares)

Teu olhar paralizou o tempo
Estancou na minha lembrança
E a paz do teu movimento
É, agora, o que me alcança

Sabendo dos teus anseios
Não sou o mesmo agora
Além dos meus receios
Parece estar chegando a hora

Só as iniciais da canção serena...

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

JAYMINHO
(Rayme Soares)

Passo a passo, tu tens construído um sonho, uma história, uma vida.
Traço a traço, tens desenhado, sob os olhos do maior de todos os arquitetos, o que te edifica.
A arte de viver com alegria é para os que sonham, mas a felicidade é para os que sonham e realizam – fazem acontecer!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

SORVETE

Eu doo meu são
Minha cor, meu chão
Meu coração
Eu voo, meu céu
Minh ‘alma, meu mar
Eu vou pra te encontrar
Eu sorvo do bom
Do ser feliz em ti
E aquele sorvete de lá
Ainda está...
Aqui.

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

PALAVRAS
Palavras dos meus olhos
Palavras dos meus dedos
Palavras dos meus devaneios
Pensamentos, palavras...
Amo-as
Brotam, d'onde?
Só Deus!
Adoro a Deus!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

IPÊS
(Rayme Soares)

A natureza canta
A luz do sol ou da lua determina a clave
Da harmonia se incumbe, o acaso
Melodias brotam das escalas cromáticas
São notas musicais e zilhões de cores
Diante disso tudo...

Cabe a cada um de nós definir o ritmo
...e tocar!

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

A VERDADE FALA
(Rayme Soares)

Quando a verdade fala, tudo silencia
Quando a verdade fala, tudo foi dito
Quando a verdade diz, o futuro se anuncia
O silêncio da verdade pode ser uma pausa para o fim...

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

LIBERTAÇÃO
(Rayme Soares)
Cantar, sem pretensão de ter o tom preciso
Andar, sem ter que encontrar o fim
Abraçar, apenas para deixar, falar, o coração
Olhar, sem ter que entender ou justificar

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

PARA ENCONTRAR COMIGO
(Rayme Soares)

Deixo que falem as dores
Estanco no crepúsculo e vagueio
Acordo os acordes nas canções
Não me perco no que anseio

Saio de perto do fel
Esqueço quem me despreza
Fico atento àquele ou àquela
Convirjo com o que reza

Busco marés e mares
Expurgo qualquer rancor
Busco a pureza dos ares
Aceito das mãos o tremor

Penso nas minhas filhas
Visito a minha mãe
Afasto-me das ilhas
Não deixo que me aranhe

Choro sob o chuveiro
Libero o meu sorriso
Não preciso ser o primeiro
Nem preciso do meu aviso

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

PEDRA
(Rayme Soares)

Os olhos não arregalam
A boca não seca
Não acelera o coração
E nada desperta

A mente se cala
A fala se quieta
Nem fede, nem cheira
Nem serve de alerta

Sem sal, sem saliva
Uma pálida face
Sem ida, sem vinda
Nem morre, nem nasce

A flor da indiferença
A cor do desinteresse
É triste omitir-se
E deste modo não ver-se!

Rayme Soares
2 compartilhamentos

Acolher ou Excluir
(Rayme Soares)
Acolher é amor
É paixão, é grandeza
E é força, então.
Acolher é nobreza
É honestidade
É leveza
E é gratidão.
Acolher a ti retorna
É transparência
É sapiência
É consideração.
Excluir é fraqueza
É ciúme e incomoda
É desagregação
Excluir é preconceito
E é inveja que dilacera
Teu coração
Excluir é pequenez
É palidez, é discriminação.
Acolher que é ser mais forte
E em nada é nobre a exclusão.

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

Dentro de Mim
(Rayme Soares)
Tua pureza tão transparente
Que aos meus olhos se faz presente
É um presente de Deus!
Tua inocência tão displiscente
Aroma raro para quem sente
É um presente de Deus!
Tua inexperiência tão evidente
Tão necessária e resplandescente
És criatura de Deus!
Face louçã, luz da manhã
Quem me diria do teu existir
Sinto Deus dentro de mim!
Assim...

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

A Primavera Brinca - Canção
(Rayme Soares)
Tanto silêncio na noite
Fico pensando em você
Você linda como a selva
Misteriosa como a flor ao sol
A primavera brinca
E vem florir a noite, o céu
Que é demais...
Anunciando a manhã das flores
Misteriosa e sã
Misteriosa e sã
São estrelas lá no céu
Eu não posso me conter
Você aqui seria todo o céu
Misterioso e são

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares

Um Abraço
(Rayme Soares)

Da compreensão, para que eu seja inteiro
Do amor, para que eu, simplesmente, ame
Da amizade, para que eu não me isole
Da felicidade, para que eu entenda alegrias e tristezas
Da verdade, para que meu caminhar não se perca
Do carinho, para que eu possa dar o meu.

Rayme Soares
Inserida por RaymeSoares