Professor Galvão

1 - 25 do total de 1786 pensamentos de Professor Galvão

Amar é saber viver sem medos e sem angústias. É saborear um nada que tudo tem, é sorrir enquanto chora, é se alegrar em tristezas. Amar é amar e pronto

Professor Galvão
3 compartilhamentos

Há alguns que lamentam o que perderam, outros lamentam o que não ganharam. São perdedores natos. Prefiro saborear o que ganhei e o que tive enquanto tive.

Professor Galvão
3 compartilhamentos

Não lamento um amor perdido pois em alguns momentos vivi a alegria de te-lo.
Lamento um amor que nunca tive pois ai não vivi a excelência de sua conquista.

Professor Galvão
61 compartilhamentos

A lágrima personifica a dúvida do coração entre o sofrimento consentido e a alegria inesperada.

Professor Galvão
3 compartilhamentos

Nunca sonhei em ser feliz pois sou feliz sem precisar sonhar.

Professor Galvão
Inserida por galvibest

A alegria que senti em ter-me encontrado compensa com folgas a tristeza que tive ao ter te perdido

Professor Galvão
Inserida por galvibest

Aquele que teme arriscar vive num mundo sem graça e sem emoção. O risco é o ingrediente que torna a conquista mais saborosa.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

Se andar fosse bom para a saúde, carteiro jamais morreria.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

As vezes não somos o que queremos ser e sim apenas o que podemos ser.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

Sou o que sou sem as restrições impostas pelo medo. Luto pelo que quero e jamais me deixei levar pelo pavor do não conseguir. O mundo é dos que arriscam.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

Um momento de dúvida pode valer por uma vida de incertezas. É melhor morrer lutando do que viver a sombra da covardia de não ter ao menos tentado.

Professor Galvão
3 compartilhamentos

Não existe amor impossível ou sofrimento eterno. O que existe e falta de coragem e de visão.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

O QUE HÁ DE ERRADO COM SEU PAI?
Alguém já disse: “é importante gastar menos tempo com a nossa aparência e mais tempo com como nós vemos”?
Se não, alguém deveria.
Eu estava no ginásio antes de perceber que meu pai tinha um defeito de nascença. Ele tinha lábio leporino e fenda palatina, mas, para mim, continuava com a mesma aparência que tinha no dia em que nasci. Lembro-me de dar-lhe um beijo de boa noite certa vez, quando eu era pequeno, e perguntar se meu nariz ficaria chato depois de uma vida inteira dando beijos. Ele me assegurou que isso não aconteceria, mas me recordo de um tremor em seus olhos. Tenho certeza de que ele estava assombrado por ter um filho que o amava tanto, que pensava que seus beijos,e não trinta e três cirurgias, haviam remodelado seu rosto.
Meu pai era gentil, paciente, atencioso e amoroso. Ele nunca encontrou uma pessoa na qual não pudesse vislumbrar qualidades. Sabia o primeiro nome de serventes, secretarias e diretores. Na verdade, acho que ele gostava mais de serventes. Sempre perguntava sobre suas famílias, sobre quem eles achavam que iria ganhar o campeonato de futebol e sobre como andava a vida. Preocupava-se o suficiente para escutar suas respostas e lembrar-se delas.
Papai nunca deixou que sua deformação comandasse sua vida. Quando foi considerado muito feio para trabalhar com vendas, começou a fazer entregas de bicicletas e criou sua própria clientela. Quando o exército não permitiu que ele se alistasse, ele se ofereceu como voluntário. Chegou até mesmo a convidar uma Miss Ceará para sair, uma vez.
– Se você não perguntar, nunca vai saber – disse-me mais tarde.
Raramente falava ao telefone, pois as pessoas tinham dificuldades para entendê-lo. Quando o encontravam pessoalmente, com sua atitude positiva e sorriso fácil, pareciam não levar sua deficiência em consideração. Casou-se com uma linda mulher e tiveram quatro crianças saudáveis, que achavam, todas, que o sol e a lua nasciam em seu rosto.
Quando eu era um “adolescente sofisticado”, entretanto, mal tolerava estar no mesmo aposento com este homem que, durante uma década, me aturou enquanto eu o observava fazendo a barba todas as manhãs. Meus amigos eram chiques, na moda e populares; meu pai era velho e ultrapassado.
Numa noite eu chequei com o carro cheio de amigos e paramos na minha casa para fazer um lanche de madrugada. Meu pai saiu de seu quarto e cumprimentou meus amigos, servindo refrigerantes e fazendo pipoca. Um de meus "amigos" me puxou para o lado e me perguntou:
– O que há de errado com seu pai?
De repente, olhei através da cozinha e o vi pela primeira vez com olhos imparciais. Fiquei chocado. Meu pai era um monstro! Fiz com que todos saíssem imediatamente e levei-os para casa. Senti-me tão idiota. Como podia ter deixado de ver?
Mais tarde, naquela noite, eu chorei, não porque percebi que meu pai era diferente, mas porque percebi que pessoa fútil e patética eu estava me tornando. Ali estava a pessoa mais doce e carinhosa que você poderia pedir e eu o havia julgado por sua aparência.
Naquela noite aprendi que, quando você ama totalmente alguém e então a vê através dos olhos da ignorância, do medo ou do desprezo, começa a entender a profundidade do preconceito. Eu havia visto meu pai como os estranhos o viam, como alguém diferente, deformado e anormal. Sem me lembrar que ele era uma boa pessoa que amava sua esposa, seus filhos e seus semelhantes. Ele tinha alegrias e tristezas e já vivera uma vida inteira sendo julgado pelas pessoas por sua aparência. Fiquei grato por tê-lo conhecido primeiro, antes que as pessoas me mostrassem seus defeitos.
Papai já se foi. Empatia, compaixão e preocupação pelo próximo são o legado que ele me deixou. São os maiores presentes que os pais podem dar a um filho – a capacidade de amar os outros sem considerar sua posição social, raça, religião ou incapacidades físicas, mas os dons da perseverança positiva e do otimismo. O sublime objeto de ser tão amoroso em minha vida que receba beijos o bastante para que meu nariz fique chato.
“...porque o Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração.” I Sm16.7b.
Feliz dia dos Pais!
Esse texto é uma reflexão pessoal sobre o melhor pai que alguém já pode ter. Ele não era feio, deformado ou aleijado. Era simplismente meu amado pai.
Obrigado seu Galvão por ter existido.
Obrigado Deus por ele ter sido meu pai.

Professor Galvão
Inserida por galvibest
1 compartilhamento

Eu amo tanto que já nem sei onde começa o provável e se inicia o impossível.

Professor Galvão
Inserida por galvibest

O medo de ousar aquece a senda do comodismo. Ouse sempre na vida pois só assim terá valido apena todo esse tempo por aqui.

Professor Galvão
Inserida por galvibest

Não existe ser feliz amanhã, ou ser feliz se alguém estiver comigo. Sou feliz sempre e sempre comigo mesmo.

Professor Galvão
3 compartilhamentos

O melhor e mais rápido meio de atingirmos os objetivos é fazer da nossa imaginação nosso guia.

Professor Galvão
Inserida por galvibest

Eu vivo de certezas pois as esperanças são frágeis demais.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

De todas as relações que tive na vida, uma certeza: valeram muito apena.

Professor Galvão
Inserida por galvibest

Coragem se encontra naquele medroso que mesmo tremendo de medo alcança o seu máximo.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

O medo é o refugio preferido dos medíocres. É nele que se esbaldam e renegam a mais frágil das coragens.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

O medo de enfrentar nossos fantasmas nos leva e desistir de nossos maiores sonhos. Nos leva a abrir mão de nos mesmos para assumirmos a figura patética do nosso mais frágil ser.

Professor Galvão
10 compartilhamentos

Que nessa semana que se inicia haja reflexão em seu pensamento sobre o viver depois, sobre o se apoiar em abstratismos inúteis e arcaicos. Reflexão sobre o como amar, o como ser amado.
Nunca deixe a vida pra depois. Viva agora e com a maior intensidade que seu coração permitir. Viva seus sonhos e se afaste de pesadelos alheios.
Eu, por opção única, amarei demais nessa e nas semanas que tenho pela frente.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

Lute pelos seus sonhos seja quais forem pois o sonho só é eterno se você não tentar vive-lo.

Professor Galvão
2 compartilhamentos

Errar é humano mas não tentar é covarde demais.

Professor Galvão
2 compartilhamentos