Pablo Gabriel Ribeiro Danielli

76 - 100 do total de 240 pensamentos de Pablo Gabriel Ribeiro Danielli

Além do tempo

A poesia para mim
É algo além de um tempo comum,
Esta fora de um lugar comum,
Ela é uma realidade paralela,
Nem tão perto para poder senti-la
Nem tão longe a ponto de não querer
Deseja-la.
É palavra escrita com puro sentimento,
É verso posto a prova de corações,
São olhos famigerados pela beleza da escrita,
Julgando achar belo aquilo que se lê.
São pequenas cicatrizes sendo curadas,
São grandes amores que se vão.
São como estações do ano, que passam,
Mas o sentimento sempre esta guardado,
Em algum lugar em algum baú no passado,
No teu passado, no meu passado, mas guardado.
São sonhos possíveis, amores impossíveis,
São palavras querendo sentir a vida,
São versos querendo voar além da imaginação.
São estrofes, pequenos ou grandes,
Desbravadores, procurando um pobre coração.
Pablo Gabriel

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Poesia para o novo amor

Será que tenho
O direito de negar
Aos meus dias,
Tua alegria?

Poderia negar
Para meus olhos,
O colorido de tua
Beleza?

Mesmo que
Isso signifique,
Respirar o ar puro
De uma falsa liberdade?

Não sou digno
De tocar a pétala que desfolhas,
De uma rosa, recém iluminada,
Pelos raios de tua vida.

Mas como gostaria
De receber teu espinho,
Experimentando á morte
como presente puro.

E despertando para nova vida
Com teu sorriso,
Como sentimento de um anjo
Recém amanhecido.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Eu Quero

Eu quero ser seu herói,
O homem dos seus sonhos,
Que te salva desse mundo,
Que te leva para um mundo melhor,
E te mostra o verdadeiro significado
Da palavra amor.
Onde suas lagrimas sejam de alegrias,
Onde a noite seja linda,
E você diga que ama novamente
Eu quero folhas ao chão,
O sorriso de satisfação
Luar no sertão
E o mar e sua imensidão
Quero seus suspiros
Alma e coração.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Vidas cruzadas

Ao te olhar no espelho, não me reconheço mais,
O tempo passou rápido de mais, e nós sentimos o peso das plumas em nossas vidas,
Nossos pés calejados, pelo andar sem rumo, nos mostra o caminho do fim.

Nossas necessidades, falaram mais alto que nosso amor,
E nosso orgulho nos afogou,
Já não lemos nossos livros juntos,
E se quer, ouvimos tocar nossa canção.

Nos deixamos sufocar por histórias mal contadas,
E esquecemos do nosso próprio passado.
As curvas de teu corpo nu, já não estão presentes em minhas mãos,
E a ausência de teu beijo, não machuca mais minha alma.

O vazio de nossa casa, completa o vazio de nossas almas,
E assim como estranhos, nos cruzamos no caminho de um parque,
Apenas dizemos, bom dia, como vai a vida.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Nosso amor

Incrível, olha só, quanto tempo à gente se agüentou!
I, eu não pratico o desapego então você dançou,
Antes que eu esqueça, também não divido!
E duvido, que alguém queira competir sobre isso comigo!
Sou ciumento, por vezes possessivo, mas se precisar ficar em silêncio, eu fico,
Não eu não grito, se você não se comportar eu simplesmente me vingo!
Você vai ficar de orelha em pé, com os ouvidos tinindo para não bobear comigo,
Porque se você errar, você vai falar fino,
Porque amor, você sabe que gosto de ti, mais do que o infinito!
O nosso amor é tão lindo.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Doces Palavras

Queria te fazer um poesia,
E que nela, pudesse dizer o que realmente sinto,
Com palavras simples, sinceras, honestas,
Queria nela, ser direto, sem rodeios,
E que fosse linda, da mesma forma que tu és,
Que mostrasse a alegria que me transmite teu olhar,
E dizer como teu sorriso me deixa bobo,
Queria fazer uma poesia, pra dizer o quanto me alegra te amar,
Te mostrar, a beleza do olhar, que você me da,
Mostrar que sua voz em meus ouvidos são melodias,
Queria poder encontrar palavras para fazer essa poesia,
Pois nenhuma consegue ao menos chegar perto do que sinto,
Pois o que sinto, não tenho palavras pra descrever,
Queria poder dizer, que tua beleza me brinda de um cálice de amor sem fim,
E queria nesta poesia dizer-te de uma forma clara e limpa,
Que te amo de um amor sem fim.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Morena

Há morena, como resistir aos teus encantos,
Teu corpo me chama, teu corpo me ama,
O que há de se fazer se a natureza quis assim,
O que há para se mudar, se nosso prazer desejou assim.

Há morena, tua pele me encanta, fascina e me engana,
Como um bobo, louco pelas tuas curvas morenas,
Feita do pecado para o prazer, da tristeza para o sorriso,
Para deixar meus dias mais bronzeados.

Há morena, perfeita combinação,
Feitos feito café com leite, sem precisar explicação,
Teu olho combina com meu, teu corpo se encaixa no meu,
Mais bela que as curvas desta praia, mais bela que o quebrar destas ondas.

Há morena, do requebrado e do gingado que hipnotiza,
Da doce voz que alucina, viver a te adorar é sim a minha sina,
Mas morena como é bom viver dos teus encantos,
Como é bom saber que te desejo e clamo.

Há morena, se não fosse por ti meu fascínio tamanho
Poderia lhe escrever versos e cantos,
Para dizer de tua beleza para outros tantos,
Mas o medo de te perder é tanto, que apenas atrevo lhe dizer que lhe amo.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli
1 compartilhamento

Sonhos

Sonhei que era normal
Sonhei que não tinha defeitos,
Que vivia em um mundo perfeito.

Que as pessoas, me aceitavam
Sem preconceitos,
Que o amor era puro
Sem interesses.

Que o sorriso era apenas um sorriso,
sem enfeites, assim sonhei.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Sem teu olhar

Não me importa o quão profundo seja,
Não me importa o quão bonito seja,
Se não tocar seu coração,
Para mim de nada vale.
As rimas puras, jogadas na escuridão,
Sem teu olhar, nunca brilharão.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli

Rima simples

A minha rima simples
Fica escondia,
Em meio ao teus caprichos
De mulher vivida.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Magia

Todos os olhos estão voltados para cima,
Quase não enxergam, aquela delicada linha,
E nela, a linda equilibrista parece flutuar, voar, pairar no ar.

Corações nas mãos,
Pensamentos, será que irá conseguir ou não?
Com sua linda roupa branca, guarda-chuva prateado,
Olhares assustados,
Será que irá cair?

É como quem não teme a morte,
E vive o momento na sorte,
Será que ela sabe,
Que seu grande amor está a lhe ver?

Somente esperando, para poder lhe ver,
E com flores te receber,
Será que ela ira conseguir equilibrar está paixão?

Não fará ela do coração, Picadeiro, linha e canção,
Como uma linda artista, vivendo uma paixão,
Conseguirá ela, pairar no ar, sem te ver,
Equilibrando mais um coração?

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Eternidade

Junto os pedaços
Poucos que sobraram
Espalhados pelo chão,
Os dias passam, a dor passa.
Pessoas e vozes pelos cantos
Me falam, que a realidade dói,
Sonhar dói, amar dói,
Que a alma sente e o coração chora,
Em uma sincronia sem fim, um martírio sem fim
Castigo dos deuses, castigo da vida,
Imposto por vontade própria e não por mim.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Flor da Primavera

O doce de tão doce, amargo se tornou.
A chuva fria, fina, lava a alma,
os olhares não negam,
o fim se aproxima, a flor da primavera morre.
O toque no vazio, o corpo presente o pensamento ausente,
o sol não ilumina a lua não brilha,
o beijo não mais me alucina.
Sem norte, sem rumo, sem pudor,
assim fica um homem sem amor,
Sem teu amor.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Além dos Espinhos


Por entre verdes vales
Corremos, como se não houve-se amanhã,
Aonde está o amor que nos foi tirado?

Estranhos sentimentos perturbam minha mente,
Aonde está minha fé agora?
Devemos ficar e lutar,
Ou entregar nossos corações?

As vezes o melhor caminho
Não é o que queremos,
As vezes o melhor para mim
Não é o melhor para você.

E assim, de tempos em tempos,
Repetimos nossos erros,
Não é que nossos sacrifícios sejam em vão.
È apenas um pequeno pedaço meu, que clama por você.

E não há nada que eu possa enxergar e fazer,
Que seja mais belo e sutil que isto.
O campo não está tão verde agora?
As colinas não estão tão altas?

No final tudo se torna simples
Nos levando na direção certa,
Sem volta, em um caminho sem flores,

Apenas pequenos pedaços,
De um coração destruído,
Que com o tempo em breve,
Encontrará a verdade,

E finalmente mostrará ao mundo,
Que seu sacrifício
Não terá sido em vão.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Palavras

Hoje ao ler o que estava escrito,
Prestava mais atenção nas palavras,
No profundo sentimento que elas carregavam.
Em livros pouco lidos,
Em histórias pouco conhecidas,
E poesias mal declamadas.
Tudo pairava entre a linha do complexo
E do sentimento abstrato.
Longe do glamour do popular,
Longe do apelo pela vida,
Lá estavam elas, sós e ao mesmo tempo unidas,
Por vírgulas e pontos.
Palavras belas e tristes, que insistem e persistem
Pairar sobre a mente de um sonhador,
Que fazem pensar, remoer idéias,
Que trazem paz e algum alento,
Para um pobre rapaz.
Assim aos poucos, ele achava bela tal escrita.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Poesia

Eu vejo na poesia uma terapia
Uma forma de fugir do dia a dia,
Da rotina chata e pacata das horas trabalhadas,
Muito mais que palavras, uma vida de fantasias.
Muito mais que sorrisos é pura magia,
Chance de salvar a princesa, momento de ser coroado rei,
Nas letras escolhidas faço minha própria lei,
Sonhos realizo em pedaços de papel, assim como o vento
Que leva meu pensamento para longe, além do horizonte.
Faço nela, o tempo parar e se quiser voltar faço também,
Planto flores e rego jardins, dou-lhe uma rosa e um buque de jasmins.
Mas a poesia me facina, porque nela cumpro minha sina,
De viver alegrias imaginadas e criadas em rascunhos da nossa vida.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Desejo

Não, a noite não é mais suficiente para nós,
Nossos corpos pedem muito mais que poucas horas,
O desejo ardente já se faz mais intenso que a própria vida.
Assim se faz nosso amor, desta forma nosso querer aumenta,
Esperando assim, que no dia seguinte tão certo quanto o sol,
Você volte para aquecer meu corpo e como a lua você brilhe para mim.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Você tem que acreditar

Você tem que acreditar, que um dia o sol brilhará mais para você, que em outros dias
Você tem que acreditar, que a as noites frias não serão sempre as mesmas,
Você tem que acreditar, que nossas danças ficarão eternas em nossas mentes.
Como corpos envolvidos pelo amor e sensualidade de nossos pensamentos.
Sendo que as flores sempre serão belas em tuas mãos,
Por mais que o tempo passe como em um belo passe de tango,
Nossos olhos estarão sempre ligados pela luz e som que nos guia.
E em noites frias nossos corpos serão dois,
Serão desejo, ardor e amor.
Não menos que a eternidade é o que te prometo,
Não mais que o paraíso é o que desejo.
Junto com o nascer do sol, vira novo dia, nova vida,
Novos sentimentos para compartilhar com você.
Mas você tem que acreditar nas palavras que lhe canto,
Em seus frágeis ouvidos, apara que se lembre,
Destes momentos em que lhe amo, em que lhe admiro.
Dos momentos em que te seduzi e fiz de nossas almas
Uma louca dança, com corpos colados, ritimo acelerado,
Por vezes compassados, ao som de nossos corações.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli
1 compartilhamento

Tempo certo

Para tudo tem seu tempo certo,
Não aprecemos as coisas, não sejamos impacientes,
O tempo do amor virá com a primavera,
Não é necessário chorar por algo que nem ao menos chegou.

Por hora sinta apenas a brisa tocando teu rosto,
É a liberdade que te chama para viver,
Não a recuse pois ela um dia te fará falta.

Tudo tem seu tempo certo, por isso,
Não te preocupes se te recuso um beijo agora,
Pois quando chegar a hora terás prazer por inteiro.

Por tanto não se prenda, extrapole, fuja ou finja,
Tanto faz, mas quando chegar à hora, saberá,
Que o que viveu não é mais interessante,
E que o aprendizado que teve foi somente o inicio do que viverás.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Ela

E lá estava ela,
Bela como todo esplendor,
De uma linda primavera,
Sua feminilidade esta a flor da pele.

Olhar radiante,
Como o mais belo raio solar,
E dela, apenas dela,
A beleza se sobre sai.

Como uma leve brisa
Passa e me distrai,
Magnetiza, hipnotiza,
Com todo seu carisma.

E todos os versos que faço
São dela, todos para ela,
Pois é dela meu encanto,
É por ela que eu sonho tanto.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Canção do amor

E quando te vejo passar
O tempo passa, parece voar,
Sentimento puro,
Assim como o sol e a lua.

Nada mais parece mudar,
Tudo parece pairar no ar,
Somente imagens como grandes quadros
Para embelezar meus dias abstratos.

Triste sou, sem tua luz,
É como estar só, em meio à imensidão do mar,
Falando com o vento, ao amanhecer,
Imaginando seus traços no horizonte.

A hora da solidão não é mais abstrata,
Que a falta que sua presença faz em minha vida,
Como um coração que parte, sem a essência,
Que faz o amor existir.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Cinco Poemas

Fiz cinco poemas para você
E todos falavam de amor,
Com direito a frases prontas e criações próprias,
Cada poema representava uma fase de nossas vidas
Cada fase um sorriso, um lagrima e uma linha.

Explicando porque nosso dia a dia
Não era monotonia, era uma aventura,
Louca e divertida, que somente a gente entendia.
E ninguém mais sabia e nem imaginava,
Os dias que agente passava.

Fiz este poema, usando todas as letras,
Tive que buscar inspiração nas estrelas,
Para escrevê-lo e lê-lo para minha princesa.
Encanta-la e fazer dela rainha e bela,
Com as flores que só nascem na primavera.

Fiz estes cinco poemas, pensando em ler,
Para todo mundo ver e saber, que meu amor por você,
É muito mais que um bem querer,
É para sempre amarrado e gravado,
Em nossos corpos marcados.

Nas folhas deste livro estarão
Guardados além de nossos corações,
Cinco poemas de amor,
Que soaram com quatro canções,
E uma oração de amor.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Poeminha do coração

Contei a ti, meus segredos, abrindo meu coração,
Agora estou vulnerável,
Por favor, não me mates de desilusão.
Te dei as chaves da minha prisão,
Libertei meus medos, como quem se liberta da solidão,
Agora cabe a você, de triste fazer alegrar esta alma,
Pura, mas com compaixão.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

È só começar


O que é perfeito?
Será que você ama, a ponto de perdoar defeitos?
Talvez nem consiga enxergar em si, os próprios erros!
Consegue multiplicar, ou somente dividir?
Talvez em alguma hipótese consiga somar!
Mas amar vai além mar,
Desde cuecas jogadas, á dormir de pijamas no sofá!
Quatro letras que juntas encantam ou destroem um jantar,
Mas se der certo, pode pensar em casar!
Se não, para que chorar, o negocio é logo separar!
E se mesmo assim quiser tentar,
Um ótimo passatempo logo abaixo vou lhe falar,
È apenas um conselho, não precisa á serio levar,
Você sai comprar e ele um futebol jogar.
Assim felizes todos vão estar.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli

Puro de Coração

Como gostaria de lhe dizer
O que realmente sinto,
Sem medo, sem meias palavras, por completo
Assim entregando meu coração por inteiro.

Mostrar que teu feitiço
Em mim, pobre mortal, funcionou.
Teu olhar, teu corpo e tua postura
Me cativa e alucina.

Queria quem sabe, força para mostrar este sentimento
Que em mim despertou, assim como o sorriso desperta para o amor.
Enfrentaria os dragões de Quixote,
Viveria a Comédia de Dante,
E viajaria pelos mares de Camões,

Se pudesse por apenas um instante
Sentir teu coração, teu respirar,
E se por ventura Deus deixar
Quem sabe por alguns segundos te amar.

Senti-la em meus braços, tocar seus lábios,
E provar do doce néctar da paixão,
Daria eu, a vida para senti-la
Enfrentaria eu, a morte para te-la.

Entregaria meu coração
Faria uma canção, junto com uma pequena oração,
Aonde mostrasse, que apesar da distancia que se aproxima,
Que tua e somente tua, é a minha admiração
E que neste poema te ofereço com todo fervor o meu amor.

Assim, puro de coração.

Pablo Gabriel Ribeiro Danielli
Inserida por pablodanielli
1 compartilhamento