Mirielle Rosa

1 - 25 do total de 41 pensamentos de Mirielle Rosa

Mera impressão ou intensa verdade

Hoje parece ser um ótimo dia para semear carinho
e colher o que já foi cultivado
Parece um bom dia para declarar-se no amor
e ouvir o que para nós está guardado
Parece um dia de luz para sorrir a vontade
e ouvir o que nos traz felicidade de verdade
Hoje parece um dia especial.

Mirielle Rosa

Apenas criança

Desde que nasci meu sonho era ser criança
Aquela criança que já anda, fala, entende e o melhor de tudo já brinca
A hora tão esperada chegou
E a hora tão esperada passou
Tão de repente...
E hoje me desespero entre choros, soluços, dores...
Apenas implorando para ser outra vez uma criança
Ah! Que vontade essa minha de voltar a ser criança!
Quando criança nem percebia que meus choros ou/e birras eram saudáveis, faziam parte...
Coisa da arte de ser criança
Eu tive tantos sonhos e, poucos realizei
Eu tive tantos medos e, por todos eu passei
Enfatizei todos os meus incontáveis sonhos
Cada um com aquele gostinho único de criança
Mas nem o primeiro degustei
Hoje tenho tantas recaídas
Sou julgada e nunca ouvida
Tenho a "sorte" da ruína e também a "sorte" de ser traída
Só não tenho a tão cobiçada sorte de ser outra vez uma menina

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Olho para o alto, tentando ver o céu
E o que vejo são os edifícios
e sinto pena, um arranha-céu inteiro
Não vale um poema.

Mirielle Rosa

Um assovio de chamado me alcança
Desvio meu caminho e já vejo você perto
Sequência e força me envolvem
Primeira sensação, surpresa
No nosso beijo, paixão
No caminho até ao nosso destino, murmúrios de quem não gosta do sol ardente que a tarde proporciona
Risos... Teus sorrisos que eu sigo, e por vezes sem saber aonde vamos.
Aconchegados e livres então, brindamos
"Ao que virá!"
Emoções em pequenos goles
Provo, de beijo em beijo o vinho dos teus lábios que percorrem pelo meu corpo e me inundam de prazer
Na parede, o espelho, refletindo nossa imagem
O único que nos viu cúmplices e entregues a paixão
O ar em volta anestesiado
Gemidos sonegados do momento que você me invade inteira e toca minha alma com suavidade
Corações disparados, nós já embriagados, envolvidos em carícias sem fim
Acalmados pelo amor, balbucio em teu ouvido... Sou tua.

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

(En)canta

Amanheço, e o dia já vazio
Desço, deslizando os pés sobre a grama
do jardim que da para o pátio
O primeiro que encontro, um banco,
solitário que nem eu

Esparramo-me no banco
e procuro afastar meus problemas
distraindo-me com as folhas das árvores
que caíram com o outono

Ouço de longe a música que diz que o papa é pop
Acho graça,
e percebo que quem tentava distrair-se
deixou o pensamento voar pra lá da lua

Levanto,
Ando,
E vejo de perto a figura do homem
que canta e arranha sem dó suas cordas vocais

Observo seus dedos ágeis a tocar um violão
Meu pensamento dança na musicalidade
Paro e admiro tua arte...

Por malícia do destino
nossos olhares se cruzam e o seu me invade,
convidando-me a te encontrar
Saímos para qualquer lugar
e acabamos de vez com nossos segredos

Sua chama me atrai
Só quero me satisfazer
Seus dedos ágeis agora desnudam meu corpo
Sons selvagens, respirações quentes, palavras sem pudor

De tanto envolvimento, eu confesso pouca paixão
Admito que além do teu encanto,
guardei também a sagrada profanação do teu olhar

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa
1 compartilhamento

Lágrimas

Não é defesa,
Nem forma de argumento,
Não é drama,
Nem lamúria.
É angústia líquida encravada,
Medo de palavras
E minh'alma paralisada.

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Sistema

O processo não vai mudar.
Nem sabes mais quem o consome
Perdeu o senso
Perdeu a paz
Não, na verdade não perdeu a paz
Explico melhor
Na verdade sua paz era dependente de tal ser
Procuro a paz que se esconde no mundo
Digo mundo, um universo de coisas
E não só um ser
Se sabes bem
Nessa terra quem vive bem, vive consumindo
Sem saber quem o consome
Ou seja, todos.

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Natureza segura

Hoje o céu nos despertou
Deu sinal que ia molhar
Esperamos contentes
Já dançando no vento
Esperando a chuva molhar

Até corremos devagar para casa
Esperando água cair
E no caminho nos pegar
Mas não molhou
Não choveu

Ainda somos dois
Criativos demais
Jovens despertos
Construindo nosso mundo
Cultivando nossos sonhos

E quando a sós
Nós nos deliciamos em nossos desejos
Desejos já bem vivos
Que soma com outras infinitas obras nossas

Se hoje a natureza não contribuiu
Vamos nos beijar na chuva (do chuveiro)
Carinho com sorrisos nos acompanham

Nos deslizes fáceis
Nas danças curtas
Abraços precisos
Para sabermos que
Nosso abrigo
Somos nós

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Acabo de desistir

Aconteceu a pouco
Estava caminhando
Fui pensar no futuro
Até parei

Sentei ali, no chão mesmo
De frente a rua
Que passamos
Nem me lembro quantas vezes

Mas eu sei que passamos sempre sorrindo
Aqueles sorrisos
Que não desistiam de nós
Eles foram fiéis

Agora caminhando
Sigo apenas a intuição
De que vou chegar aonde devo
Aonde quero, parece que nunca vou chegar

A distância que me separa
Do meu desejo, é indescritível...
Não tem nome
Não é enxergada

Os olhos estão sempre fechados
O sentido não se faz mais presente
E a necessidade de sequência
Passa despercebida aos meus olhos

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Incomparável lua

Ontem a lua estava cheia
Cheia de amor
Sua luz volitava pela colina
Como um filho sonolento
Que pousa devagar
No colo de sua mãe
A lua também é como um de seus amantes

O sol
Aquele que proporciona o calor
As manhãs de quem não teve cobertor
As manhãs de quem pegou sereno
Por não ter o bendito cobertor

Aquele que protege-nos
Contra todos os demônios
Como do frio
Que traz dor e enfraquece o corpo
Mas a lua é divina
Ilumina as cabeças
De quem dorme ao léu da rua

Ontem a lua deixou
Deixou a praça com cara de praça
Sua luz iluminava o batuque
Que acontecia na praça da igualdade

Na praça havia luzes artificiais
Que davam para ver até na quinta avenida
Mas nada comparado a luz redonda
Instalada no céu

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Molhei a alma com amor
Refresquei o coração com fé
Lavei o rosto com felicidade
Encharquei os olhos com emoção
Porque a paz veio me visitar

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

De ti revivi
e nada adiantou
quase morri
agora pequei.
Eu quero parar.
Pra quê apenas o desejo?
se o nosso amor
supre até a falta
das estrelas no céu.
Eu calo
o amor grita
e tudo basta.

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Mensagem incerta

olhos certos
sentidos espertos
pensamento montado
alma construída
construída... incompleta

aquilo que se sentiu
que se sente
não morreu
esta enraizado
em meu desolado coração

a raiz dessa injustiça
que antes foi amor...
ainda percegue
eu não saberei esquecer
nem mesmo assumir

Amor, esse por ti
nunca morrerás
esse amor
esse desesperado amor

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Quantas histórias meus ouvidos ouviram de ti…
Nas tardes que ficamos sós,
Trocando afeto,
Regando nossos corpos com calores secretos,
Beijos perdidos
Olhares sinceros como nunca puderam ser
Almas convictas
Palavras trocadas
Tocadas na alma
Guardadas…

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Carta

Irei partir hoje mesmo
Estou dando lugar a estação mais linda do ano
O orquidário do bosque mudou seu horário de funcionamento
E sempre foi a orquídea branca que se adiantou em me conquistar
Na primavera enamorados não tem vez
Nossa viagem foi prorrogada para daqui dezesseis luas novas
E mamãe dolores não é nome de mulher
Caratinga é a terra amorosa
Onde as centenárias árvores abraçam a praça principal
É a terra que me acolhe hoje

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Todos os dias de manhã você visita meu pensamento...
Todos os dias quero você para me lembrar que estará sempre comigo.

E você sempre vem, chega tão bem... e me abraça para que eu não tenha medo dos pesadelos das noites que passou, pois no dia você vem e vem tão bem...

Mirielle Rosa
Inserida por AZEVEDODouglas

Faltou-me aconchego
posteriormente, carinho
da luz, tive vida
portanto, a própria me ofuscou

Faltou-me um afago,
um afeto

faltou-me o néctar
de um seio maternal

Faltou-me amor e,
consequentemente, amar

Restaram-me indecisões
imprecisas e precisas
para quem tudo faltou

Olhos fechados
Crio a ilusão
que nunca estive só
E nada sinto...

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Eu decido

Ando a dois passos da morte
Afim de garantir meu sossego
Quero fugir deste mundo...

As garrafas estão vazias
O ar seco
Dos cigarros, só o cheiro

A música da rádio parou
O silêncio pousou
Sem hora de partir

Não tirei a sesta do dia
Não vesti roupas limpas
Estou jogada em meu desprezo

Aguardando um destino incerto
Estou suja
Isso vai além do meu físico

Ando doente
Nada posso fazer
Estou inconsciente
E quero decidir

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Poema ao poeta

Não és o primeiro
És o único
És poeta
Desabrocha um coração
Que nem sangue se atreve a correr
Entre as veias malditas
Que me fazem morrer
Versos tolos, autênticos,
Vezes ardentes, calorosos...
Me desfaço
Me flui o delírio
És teu esse amor
De capítulos
Que não sabe se entregar
Que não sabe o pecado renovar
Não arrisca amar o amor
Que só precisa de ti
Como solo
Para se emaranhar.

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Esqueça

Não, não me desenhe
Não desenhe para mim
Não me ouça
Nem me sintas
Não te abales
Não te surpreendas
Nem se apure
Não sofras
Não caia
Nem venha
Não pense
Não escreva
Nem cante
Não mate
Não te tortures
Nem me mate
Não beba
Não padeça
Me esqueça!

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

O amor dança
E não dança só
No vento dança
Na paixão dança
No vinho dança
E dança o amor
Comigo dança
E te convido
A dançar
Dançamos
E nunca paramos
De amar

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Está uma bagunça
Não sei distinguir
Silêncio dentro e fora daqui
Uma confusão no ar

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Você era calma
e tinha um jeito
singular de olhar
Teus traços eram
finos e rasos
Tua pele de cetim
eu nunca pude tocar
Teus pés de menina
não sei mais
por onde caminham
Sinto você longe
e meu único desejo
é que você volte
minha ventura!

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Nossos encontros

meu encontro contigo é tão vazio
minha fé voa para longe
minha alma se espalha como pó
o tempo não passa
e nenhum assunto basta
para que chegue enfim
a hora de me despedir

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa

Se um dia eu partir
É porque cansei da solidão da multidão
Tudo se ausenta nesse lugar
Falta ternura e fé
Falta compaixão de quem nega atenção
Se um dia eu partir
É pela ânsia de viver
Irei procurar descanso e dulçor
Minha própria fé há de me amparar
Eu não posso esperar.

Mirielle Rosa
Inserida por MirielleRosa