Mauricio Guerrero

Encontrados 4 pensamentos de Mauricio Guerrero

Volta

Há dias que não escrevo... meses...
Faz alguma diferença?
Pra você não sei,
pra mim talvez,
pra nós dois, certamente.

Difícil registrar o que sinto,
quando é, vem e seria pra você.
Trem que sai e volta sem passageiros,
em cada vagão lugares vagos,
viagem em vão...

Assim estou
Até sei o rumo, o percurso, a volta
mas me perco quando penso na distância
e no tempo que estou sem te ver.

Viagem de fotografias não reveladas
álbum de flores em sépia
Mar de escuridão e frio
túnel sem fim que delinea
a fuga, a deriva...

Do outro lado o grito perdendo a força: Viva!
Em que estação perdemos a sintonia?
Teus sinais ainda interferem no meu caminho
Volta?

Mauricio Guerrero
Inserida por mauricioguerrero

Fotografia

É por ela que existo,
por ela, que não desisto e insisto
Antes dela tudo era vertigem
Hoje, é tão nítido, claro e, vivo!

Tudo começou quando a conheci,
quando captei um pouco de sua luz
O seu brilho revelou o contraste de outras razões
onde o meu olhar já se desfoca, se perde e busca...

Busca a verdadeira luz, o calor, a vida, meu Sol
que se levanta todas as manhãs
mostrando um novo retrato, uma nova paisagem, um novo sorriso,
minha outra existência

E este é nosso pequeno trato,
ela me apresenta vida,
e eu, tento aproveitá-la, absorvê-la, internizá-la e
eternizá-la

E se, por ventura, perco o foco
ela, afável, dá a oportunidade de me retratar
E este é o elo que separa a lente:
eu, detrás, e ela... meu assunto, meu horizonte, meu motivo, meu norte

E a cada momento dela,
estarei, aqui, sempre pronto e sensível
Quer seja para acolher a dor
ou refletir o amor.
Revelando-a em silêncio,
sendo, assim, amador:
como um menino que aspira um dia brilhar,
inspirado nela, retrato da minha vida.

Mauricio Guerrero
6 compartilhamentos

Correr na chuva

Hoje eu quero correr na chuva
pra ninguem mais ver minhas lagrimas
hoje eu quero deixar escorrer
a vontade de nao querer mais te ver

Quero que desague todo oceano
que me deixou úmido e com frio
quero me revirar neste enxague
torcendo e refugando todo vazio

Quero de alguma forma me aquecer
junto às margens que fazem espremer
todo este temporal de sentimentos
que me deixou alagado e desolado por dentro

Hoje eu quero correr pra chuva
Quero irrigar todo meu solo
quero regar, rogar e pedir
pra nunca mais te sentir.

Mauricio Guerrero

Eres mi Sol

Tu calor calienta mi destino
Tu luz ilumina los rincones de mi alma
Tu existir me brinda soñar otra vez
Porque a cada mañana me traes vida
Renace el amor

Quisiera acercarme a ti
Hacerte pequeño y mío
Estrecharte entre mis brazos
Te acostaría en montañas de caricias
Te soplaría la noche en tus oídos
Y juntos musitaríamos al sereno
Yo, despierto, y tú, dormido

Centella soy cerca de ti
Tan pequeño y tan feliz
Por saber que de ti y por ti salí
Viajé por tus rayos de luz
Entre nubes y gotas me perdí
Pero te reencontré en mi corazón

Y de acá no sales por nada y por nadie
Cada latir es movido por tu ciclo
A cada latido te siento más
Tus rayos ahora son venas
Por las que pasa toda mi vida
y todo mi amor.

Mauricio Guerrero